A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
CIRCUITOS TRIFÁSICOS, TRANSFORMADORES E MOTORES ELÉTRICOS finalizado

Pré-visualização | Página 1 de 3

ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO, MARKETING E COMUNICAÇÃO - ESAMC. 
TRABALHO DE ELETRICIDADE APLICADA 
CIRCUITOS TRIFÁSICOS, TRANSFORMADORES E MOTORES ELÉTRICOS.
CAMILA MELO 101070364
GABRIELY DE PONTES TEIXEIRA 101170029
JULIA RODRIGUES 101170316
MARCOS VINICIUS DE SOUZA 101170315
REBECA MENDES DE OLIVEIRA 101170593
CAMPINAS
2020
CIRCUITOS TRIFÁSICOS, TRANSFORMADORES E MOTORES ELÉTRICOS.
ELETRICIDADE APLICADA
CAMILA MELO 101070364
GABRIELY DE PONTES TEIXEIRA 101170029
JULIA RODRIGUES 101170316
MARCOS VINICIUS DE SOUZA 101170315
REBECA MENDES DE OLIVEIRA 101170593
TRABALHO APRESENTADA COMO PARTE DA DISCIPLINA ELETRICIDADE APLICADA, PELO CURSO DE ENEGENHARIA QUÍMICA E ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, COM ORIENTAÇÃO DO PROFESSOR (A) RENATO PINTO NAZÁRO DA INTITUIÇÃO DE ENSINO ESAMC.
Campinas
2020
Sumário
1. RESUMO	1
2. OBJETIVO	2
3. INTRODUÇÃO	3
4. DESENVOLVIMENTO	4
4.1. Sistema trifásico	5
4.1.1 Ligações em estrela (Y)	6
4.1.2 Ligações em triângulo (Δ)	7
4.2 Motores elétricos	8
4.2.1 Motores de Corrente Alternada (CA)	9
4.2.2 Motores de corrente Contínua	10
4.2.3 Exemplos Motor	11
4.3 Transformadores	11
4.3.1 Tipos de transformadores	12
5. CONCLUSÃO	15
6. REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS	16
1. RESUMO 
O trabalho a seguir apresentará os conteúdos sobre conjuntos trifásicos relacionados à potência do equipamento, motores elétricos, aptos a transformar um tipo de energia em outra e transformadores elétricos, que relaciona a transferência de energia de um ponto a outro. 
Todos esses assuntos há uma correlação, porque todos eles apresentam um papel fundamental no cotidiano de muitos. Com o mesmo objetivo, que seria transformar, transferir ou converter a energia elétrica.
Com a finalidade de entender melhor a energia elétrica, seu funcionamento, eficiência, qualidade e suas variáveis, como: tensão, intensidade, carga positiva e/ou negativa, potência, resistência, entre outros com suas respectivas unidades de medidas. 
1
2. OBJETIVO 
Mostrar a aplicabilidade no cotidiano da sociedade e a variedade dos tipos de circuitos trifásicos, motores e transformadores elétricos.
3. INTRODUÇÃO 
O abastecimento de energia pelos sistemas trifásicos tem um papel importante, pois é um sistema muito utilizado tanto em áreas urbanas, principalmente em indústrias ou até mesmo em áreas rurais, por trazer inúmeros benefícios em relação à potência total dos equipamentos ligados à rede. Portanto, segundo Bolotinha (2019, Abracopel) “Os sistemas trifásicos desempenham um papel fundamental na transmissão e distribuição de energia elétrica e também na sua utilização, designadamente em instalações industriais de média e baixa tensão, particularmente para alimentação de motores elétricos e outras cargas de potência mais elevada”.
Transformadores são equipamentos elétricos capazes de fornecer energia elétrica, e aumentar e diminuir a tensão dessa energia, dentre isso há algumas características indispensáveis para o seu funcionamento e desempenho. Além de um designer para cada tipo de transformador dependendo da quantidade de voltagem exigida por ele. 
Existem quatro tipos de transformadores diferentes, que são os transformadores de corrente, potencial, distribuição e força. Cada um com a mesma finalidade, porém alguns com a capacidade de suportar energia mais que os outros, ou abaixar a tensão de um meio a outro. 
Por definição, motores elétricos são equipamentos habilitados em converter energia elétrica em energia mecânica. Hoje em dia é o mais utilizado pela facilidade de transporte, baixo custo, limpeza, economia além de uma simples adaptação de comando. Assim como os transformadores, existem vários tipos para cada caso especifico. 
Todos os sistemas apresentados se correlacionam, com o objetivo de produzir, diminuir ou aumentar, ou até mesmo converter a energia elétrica com alguma finalidade. Assim, facilitando o entendimento de eletricidade e qual a aplicabilidade, qual importância tem na rotina diária. 
4. DESENVOLVIMENTO 
Em 1884 L. Gulard juntamente a J.Gibbs apresentam em Paris seu novo invento, uma aplicação de corrente alternada em um sistema elétrico sendo este o primeiro sistema monofásico desenvolvido, utilizado a princípio em ligações em série. No ano seguinte Ganza apresenta também um novo sistema elétrico em corrente alternada, com um circuito monofásico que liga diversos transformadores em paralelo. Com o passar do tempo essa invenção se espalha por toda Europa e mundo dando início ao fornecimento de energia elétrica a população.
 			Figura 1 -Transformador de Gaulard e Gibbs.
É nos Estados Unidos durante o século XIX, nos primeiros anos de fornecimento de eletricidade que ocorre a chamada Guerra das correntes, entre T. Edson que defendia a sua criação, que até então era tida como padrão na época para a distribuição de eletricidade, em contraposição tínhamos N. Tesla defendendo a sua nova corrente alternada. Durante um dos seus experimentos Tesla utiliza um sistema trifásico na criação de um campo girante para o seu motor de corrente alternada, apresenta este numa reunião do AIEE (American Institute of Electrical Engineers) sobre a aplicação de um sistema polifásico na obtenção de um motor de corrente alternada.
O sistema polifásico acabou prevalecendo, pelas vantagens inegáveis de custo, praticidade e eficiência comparada à corrente contínua de Edson, para determinar isso levamos em conta que a corrente alternada é a forma mais eficiente de se transmitir uma corrente elétrica por longas distâncias, algo em que a corrente contínua era extremamente limitada, o que acarretava custos incomparavelmente maiores do que o atual modelo. Este ainda está em constante estudo e mudanças.
4.1. Sistema trifásico
O sistema trifásico é o mais utilizado na transmissão e geração de energia elétrica em uma corrente elétrica alternada. Um sistema trifásico equilibrado é ligado através das duas formas possíveis, em estrela ou em triângulo. Em sua grande maioria temos um campo magnético considerado simples, no qual três bobinas são distribuídas simetricamente e rotacionadas.
Figura 2- Modelo simplificado de gerador trifásico
Pode-se considerar que as tensões do sistema são iguais a sua amplitude, mas são defasadas em 120° entre si, como ilustrado na figura ao lado. 
Podemos observar através de um gráfico que três sinais senoidais, arbitrários, definem graficamente um sistema trifásico. Isso ocorre, pois é o resultado do movimento giratório do ímã, com velocidade constante, sendo três tensões alternadas monofásicas, completamente independentes. Usamos também termos como “seqüência de fase” significa a ordem pela qual as tensões das fases passam pelo seu valor máximo, o que determina a direção de rotação de um motor de indução conectado à fonte de tensão trifásica. '
Figura 3- Gráfico dos três sinais senoidais do sistema trifásico
As máquinas elétricas que utilizam o sistema trifásico como base de operação, permitem trabalhar entre dois níveis de tensão, além de utilizar plenamente os circuitos magnéticos. Essas possuem a ausência do neutro, e limitam o acoplamento entre as fases, logo tendem a ser mais eficientes em suas atividades seja gerando ou transferindo energia. 
4.1.1 Ligações em estrela (Y)
A ligação em estrela ocorre quando uma das extremidades de cada bobina do meu sistema é ligada a um ponto em comum denominado de central, esta ligação pode conter três condutores (R, T ,S na fig 4) ou quatro condutores( R,T,S,N fig 4 ) contamos o ponto neutro. Quando realizamos essa ligação é necessário respeitar o sentido de enrolamento de cada bobina de geração.
Quando a sua potencia de cargas for igual em todas as fases teremos um sistema equilibrado, portanto não teremos a necessidade de um ponto comum ao centro, sendo que não irá percorrer corrente alguma por este ponto. Agora quando temos um sistema que não esta em equilíbrio, é gerado três tensões diferentes sobre casa carga, para corrigir isso conectamos o ponto