A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
DIDÁTICA NA EDUCAÇÃO DE SURDOS aula6

Pré-visualização | Página 1 de 2

DIDÁTICA NA EDUCAÇÃO DE SURDOS
	
		Lupa
	 
	Calc.
	
	
	 
	 
	 
	
	
PPT
	
MP3
	 
		Aluno: 
	
	Disc.: DIDÁT. EDUC. SURDOS 
	2020.1 EAD (G) / EX
		Prezado (a) Aluno(a),
Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá ponto para sua avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.
Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite para se familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.
	
	 
		
	
		1.
		A educação inclusiva rompe com modelos educacionais excludentes e possibilita o acesso de todas as pessoas à escola. Isso é muito bom, mas os surdos possuem uma particularidade, representam uma minoria linguística e cultural, por isso reivindicam uma educação inclusiva e bilíngue. Leia as frases a seguir e assinale a opção CORRETA.
	
	
	
	A educação inclusiva não é uma boa proposta porque as pessoas são diferentes e devem viver isoladas.
	
	
	Toda escola inclusiva é bilíngue, possibilitando o desenvolvimento pleno das crianças surdas.
	
	
	A escola inclusiva é a melhor opção para os alunos surdos, pois possibilita seu desenvolvimento linguístico e cultural.
	
	
	A educação inclusiva rompe com os modelos tradicionais de educação e garante o acesso e permanência de todos os alunos na escola.
	
	
	A educação bilíngue não contempla as características dos surdos, por isso não é a melhor opção.
	
Explicação:
A educação inclusiva rompe com modelos excludentes de educação, possibilitando o acesso e permanência de todos os alunos na escola. Na educação inclusiva as crianças têm a possibilidade de conviver e aprender com as diferenças, formando cidadãos mais conscientes e que respeitam as diferenças. Nem sempre a escola inclusiva é a melhor opção para os surdos, pois não possibilita seu desenvolvimento linguístico e cultural, o que acontece na escola bilíngue. Nem toda escola inclusiva é bilíngue, mas toda escola bilíngue é inclusiva.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		A Educação Bilíngue é defendida pela comunidade surda. Leia as alternativas a seguir e assinale a opção INCORRETA em relação ao bilinguismo.
	
	
	
	Para construir uma escola bilíngue é preciso mudar a concepção que se tem da surdez e dos surdos.
	
	
	Na escola bilíngue os conteúdos são ministrados em Libras, que é a L1 dos surdos.
	
	
	Na educação bilíngue a Libras é a primeira língua e o Português escrito é a segunda língua.
	
	
	A educação bilíngue garante apenas o acesso à escola, sem se preocupar com o aprendizado.
	
	
	A comunidade surda defende a escola bilíngue, pois a escola inclusiva na maioria das vezes não é bilíngue.
	
Explicação:
Não basta que os surdos sejam apenas inseridos no contexto escolar, é preciso que haja aprendizado. No modelo educacional bilíngue os conteúdos são ministrados na língua natural dos surdos, a Libras, e o Português é ensinado como L2, na modalidade escrita. Os surdos defendem a escola bilíngue como forma de inclusão.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		Os surdos percebem o mundo por meio do olhar e sua aprendizagem também ocorre dessa forma. A língua de sinais é visual e não se trata apenas de uma ferramenta na educação de surdos, mas de uma língua necessária para seu desenvolvimento. Em relação à essa característica da visualidade dos surdos, assinale a alternativa INCORRETA.
	
	
	
	A imagem e a descrição imagética não são necessárias na educação de surdos, basta apenas usar a língua de sinais.
	
	
	A língua de sinais é visual e requer recursos visuais para uma aprendizagem efetiva.
	
	
	A imagem é importante para a compreensão de assuntos abordados em uma língua visual.
	
	
	O registro visual é fundamental para preservar e propagar a cultura surda.
	
	
	As estratégias didáticas devem ser centradas no visual, com o uso de imagens e descritores imagéticos.
	
Explicação:
Os surdos são sujeitos que aprendem por meio da visualidade, usam uma língua que também é visual, portanto as estratégias educacionais voltadas para esse público também devem ser visuais. Sendo assim a imagem e a descrição imagética são fundamentais para a compreensão de conceitos apresentados na língua de sinais. O registro visual é importante para preservar as histórias e a literatura, difundindo a cultura surda.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Para que o modelo bilíngue de educação prevaleça é preciso considerar alguns fatores importantes como a pesquisa sobre a língua de sinais e a participação ativa da comunidade surda. Leia as sentenças a seguir e assinale a alternativa CORRETA.
	
	
	
	A participação da comunidade surda é importante apenas para afirmar a surdez como deficiência, sem considerar as particularidades linguísticas.
	
	
	As pesquisas comprovam que não há necessidade do aprendizado da Libras por crianças surdas, é necessário apenas na fase adulta.
	
	
	O avanço das pesquisas e da tecnologia possibilita aos surdos usar aparelhos para ouvir e falar a língua oral, sem a necessidade da língua de sinais.
	
	
	As pesquisas comprovam que é preciso descartar as metodologias visuais e utilizar apenas o som para a alfabetização dos surdos.
	
	
	A pesquisa é fundamental tanto para o reconhecimento quanto para a afirmação do status linguístico da língua de sinais, valorizando-a e difundindo-a.
	
Explicação:
As pesquisas são essenciais para a comprovação linguística e valorização da língua de sinais, possibilitando assim que se desenvolva metodologias visuais para a alfabetização dos surdos. Quanto mais cedo uma criança surda tiver acesso à língua de sinais melhor será seu desenvolvimento tanto linguístico quanto cognitivo e social. A surdez deve ser vista como diferença, observando-se as particularidades dos surdos, ao invés de ser vista apenas como deficiência.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		Há vários marcos legais que garantem às pessoas com deficiência e surdas o direito à educação. O reconhecimento da Libras como língua natural da comunidade surda brasileira é um importante marco e o decreto que regulamenta a Lei garante o direito dos surdos à uma educação bilíngue. Leia as alternativas a seguir e assinale o que estabelece a Lei Brasileira de Inclusão, de 2015.
	
	
	
	A garantia de que todos tenham acesso à escola e à educação, tendo como princípio a cidadania e a dignidade humana.
	
	
	A inclusão social e cidadania, assegurando e promovendo os direitos e as liberdades fundamentais das pessoas com deficiência.
	
	
	Como público alvo da inclusão, as pessoas com deficiência, transtornos globais de desenvolvimento e altas habilidades.
	
	
	Endossa uma estrutura educacional inclusiva em todos os níveis de ensino.
	
	
	O fim da discriminação das pessoas com deficiência.
	
Explicação:
Com o intuito de promover a inclusão, alguns marcos legais estabeleceram a garantia à educação inclusiva. A Constituição Federal, de 1988, garante o acesso à escola e à educação a todas as pessoas, sem preconceito ou discriminação, tendo como princípio a cidadania e a dignidade da pessoa humana. Em 1999, na Convenção da Guatemala, estabeleceu-se o fim da discriminação da pessoa com deficiência. Em 2006, a ONU na Convenção sobre o direito das pessoas com deficiência, endossa a educação inclusiva em todos os níveis de ensino. Em 2008, a Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva define o público alvo da inclusão. E em 2015, a LBI assegura e promove os direitos fundamentais das pessoas com deficiência.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Quando não se garante o aprendizado de uma criança, a inclusão não acontece. Para os surdos não basta ter acesso à escola, é preciso que haja um ambiente linguístico favorável para seu desenvolvimento. As crianças precisam ter contato com surdos adultos para aquisição da sua língua natural e ter uma educação pautada em suas particularidades. Em relação ao conceito de inclusão, assinale a opção CORRETA.
	
	
	
	Inserir