A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
PCC-Curriculo-Teoria-e-Prática_1

Pré-visualização | Página 1 de 2

UNIVERSIDADE ESTACIO DE SÁ 
PEDAGOGIA 
 
 
 
 
NATALYA SOUZA SANTOS 
MATRICULA:202001308407 
 
 
CURRÍCULO, TEORIA E PRÁTICA 
 
 Currículo Escolar: uma elaboração significativa. 
 
 
 
 
 
 
 RIBEIRÃO PRETO 
2020 
 
 
UNIVERSIDADE ESTACIO DE SÁ 
PEDAGOGIA 
 
 
 
 
NATALYA SOUZA SANTOS 
MATRICULA: 202001308407 
 
 
 
 
TRABALHO APRESENTANDO NO CURSO DE 
PEDAGOGIA GRADUAÇÃO UNIVESIDADE ESTACIO 
DE SÁ. 
 
 
 
 
 
RIBEIRÃO PRETO 
2020 
 
 
 
INTRODUÇÃO 
O presente relatório pretende abordar a importância do currículo como um elemento 
enriquecedor para o ensino na Educação Básica. Incluem-se na educação básica, 
alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, da rede pública e 
privada de ensino, em todo território brasileiro. Ele aborda a metodologia e o processo 
de ensino-aprendizagem que deverão ser vivenciados pelos alunos. 
OBJETIVO 
Análisar os diversos significados e concepções de currículo e estabelecer relações 
entre currículo, sociedade e cultura. Para assim compreender os fatores determinantes 
no âmbito do currículo e suas implicações para a prática educativa. 
 
O que é o currículo escolar? 
 
A escola é uma das principais protagonistas na construção do indivíduo como cidadão 
e o currículo escolar tem a missão de promover as habilidades necessárias para a sua 
formação, de forma ética e democrática. O currículo escolar é um importante 
documento elaborado pelos membros da escola para orientar o trabalho pedagógico do 
professor dentro da sala. Ele é um referencial que envolve as competências, as 
disciplinas, os conteúdos e as atividades necessárias para o desenvolvimento pleno do 
aluno. De acordo com BRASIL, " A reflexão sobre o currículo está instalada como 
tema central nos projetos político-pedagógicos das escolas e nas propostas dos 
sistemas de ensino, assim como nas pesquisas, na teoria pedagógica e na formação 
inicial e permanente dos docentes”. Ele influencia diretamente na formação do aluno, 
na sua aprendizagem e na produção dos conhecimentos. O currículo escolar para ser 
bem elaborado, deve ser flexível e dinâmico, sempre aberto para mudanças e 
atualizações, já que sempre aparecem novas propostas e estratégias de ensino que 
valorizam a aprendizagem significativa. Porém, é necessário ressaltar que o currículo 
deve respeitar as necessidades do aluno e o contexto social e cultural no qual está 
inserido, levando em consideração as normas estabelecidas pela BNCC. 
 
 
 
O que é BNCC? 
 
A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento elaborado para servir de 
referencial determinante dos conhecimentos, competências e habilidades essenciais 
que todos os alunos da Educação Básica têm o direito a aprender ao longo da sua 
jornada escolar, de acordo com o que foi definido pela Lei de Diretrizese Bases da 
Educação Nacional (LDB - 9.394/1996), Diretrizes Curriculares Nacionais, Plano 
Nacional de Educação e na Constituição de 1988. O documento assegura também o 
desenvolvimento de dez competências gerais para serem trabalhadas no aluno com o 
propósito de construir uma sociedade mais democrática, ética, inclusiva e 
responsável.De acordo com a BNCC, competência é definida como a “mobilização de 
conhecimentos (conceitos e procedimentos), habilidades (práticas, cognitivas e 
sócio-emocionais), atitudes e valores para resolver demandas complexas da vida 
cotidiana, do pleno exercício da cidadania e do mundo do trabalho”. 
São elas: 
1. Conhecimento 
2. Pensamento científico, crítico e criativo 
3. Repertório cultural 
4. Comunicação 
5. Cultura digital 
6. Trabalho e projeto de vida 
7. Argumentação 
8. Autoconhecimento e autocuidado 
9. Empatia e cooperação 
10. Responsabilidade e cidadania 
 
Como os dois funcionam juntos? 
 
A escola deverá usar o BNCC como referencial obrigatório para a construção 
e reformulação de suas propostas, avaliações, livros didáticos e políticas de 
formação de professores. Vale esclarecer que o BNCC não é a mesma coisa que 
currículo. O BNCC é um documento que orienta a construção do currículo, ele 
esclarece o que todos os alunos têm direito a aprender e os objetivos que devem ser 
alcançados. Já o currículo são as propostas e estratégias para garantir que o BNCC 
seja executado. Ou seja, o documento 
determina o que deve ser aprendido e quando deve ser aprendido, já o currículo 
determina como será feito. 
 
 
 
ANÁLISE DO CURRÍCULO ESCOLAR 
 
O procedimento escolhido foi de observar as tarefas de casa de uma criança. 
Foram analisadas as tarefas de uma aluna de 6 anos que frequenta o 1ª ano do Ensino 
Fundamental em uma escola privada localizada no município de Ribeirão Preto. Seu 
currículo escolar contém as disciplinas de Língua Portuguêsa, Matemática, Ciências, 
Geografia. A escola costuma passar tarefas para serem feitas em casa. A criança leva 
as atividades para serem feitas em casa com os seus pais, há também os trabalhos 
escolares que valem pontos e são feitos de forma individual: resumos, pesquisas, 
experiências e até maquetes. Depois de uma semana de análise, comparando o BNCC 
com o currículo da escola, baseado nas tarefas da criança escolhida, as seguintes 
observações foram feitas: 
 
•Português 
 
Apesar de sua importância, a Língua Portuguesa é apenas um dos componentes 
curriculares da área de Linguagem, Portanto, é importante que a escola entenda que 
os conteúdos desses componentes curriculares são, na verdade, ferramentas para o 
desenvolvimento das competências definidas para a área em que a disciplina está 
inserida. Eles não podem ser considerados um fim em si mesmos. Quando a BNCC 
fala especificamente do componente curricular Língua Portuguesa, ela propõe quatro 
grandes eixos: 
 
- Leitura/escuta; 
- Produção (escrita e multissemiótica); 
- Oralidade; 
- Análise linguística/semiótica 
 
É fundamental destacar que, quando se trata desse último ponto, a BNCC é muito clara 
ao afirmar que o objetivo não é simplesmente estudar as regras e normas. Elas devem 
ser utilizadas para que, ao entendê-las, o estudante amplie sua capacidade de usar a 
língua ou linguagens em práticas situadas, tanto no que diz respeito à leitura quanto à 
produção. Assim, o objetivo dessas normas é fazer com que os alunos se tornem 
capazes de compreender a mensagem transmitida pelo texto sem os ruídos de 
comunicação que podem surgir devido ao desconhecimento das normas. O mesmo 
vale para quando eles desejam expressar seus pensamentos e conhecimentos, seja de 
forma oral ou escrita. 
 
 
 
•Matemática 
 
As dez competências da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) buscam 
estabelecer os princípios básicos nos quais as escolas de todo o país devem elaborar 
seus currículos. 
ara o ensino de matemática do 1° ao 5° ano , a BNCC estabelceu cinco unidades 
temáticas, pensadas de modo a funcionar de maneira complementar uma á outra. Elas 
são : 
 
- Números 
- Álgebra 
- Geometria 
- Grandezas e medidas 
- Probabilidade e estatísticas 
 
Durante este período, ás crianças passam por importantes transformações na 
aprendizagem que, diretamente, influenciam em suas relações consigo mesmas, com a 
sociedade e com o mundo. 
 
•Ciências 
 
Para a área de ciências, o documento traz alguns tópicos que explanam oque se 
espera da aprendizagem das crianças neste estágio. Além de questões ligadas ao 
tempo, ao corpo e à diversidade, hã ainda a abordagem sobre matéria e energia: 
 
Características dos materiais: 
 
- Comparar características de diferentes materiais presentes em objetos de uso 
cotidiano, discutindo sua origem, de modos como são descartados e como podem ser 
usados de forma mais consciente. 
 
Corpo humano e respeito à diversidade: 
 
- Localizar, nomear e representar graficamente( por meio de desenhos) partes do corpo 
humano e explicar suas funções. 
- Discutir as razóes pelas quais

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.