Uso da Informação em Gestão da Segurança Pública
35 pág.

Uso da Informação em Gestão da Segurança Pública


DisciplinaAdministraão de Sistemas de Informaão12 materiais11 seguidores
Pré-visualização7 páginas
Iniciado em
	sexta, 17 Abr 2020, 13:34
	Estado
	Finalizada
	Concluída em
	sexta, 17 Abr 2020, 13:56
	Tempo empregado
	21 minutos 45 segundos
	Notas
	5,00/5,00
	Avaliar
	100,00 de um máximo de 100,00
Parte superior do formulário
Questão 1
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão
Texto da questão
Das diretrizes abaixo, aquela que NÃO faz parte do Manual para Desenvolvimento de Sistemas de Estatística de Justiça Criminal é:
Escolha uma:
a. uso de uma abordagem fragmentada para melhor compreensão do todo. 
Parabéns! Você acertou.
b. promoção da evolução do uso do sistema.
c. obtenção e manutenção do comprometimento dos responsáveis pelo sistema.
d. clareza entre conteúdo e escopo.
e. manutenção da objetividade e da neutralidade política.
Feedback
Sua resposta está correta.
A resposta correta é: uso de uma abordagem fragmentada para melhor compreensão do todo..
Questão 2
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão
Texto da questão
Ao discutir o processo de evolução das ciências, Popper (1973) argumenta que a teoria científica será sempre:
Escolha uma:
a. racional e verdadeira.
b. original e imutável.
c. verdadeira e imutável.
d. conjetural e permanente.
e. conjetural e provisória. 
Parabéns! Você acertou.
Feedback
Sua resposta está correta.
A resposta correta é: conjetural e provisória..
Questão 3
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão
Texto da questão
Considerando a consolidação do uso da estatística como instrumento para gestão pública, correlacione as informações abaixo:
 
	1.     França
	( ) priorizava as questões da mortalidade e os aspectos demográficos
	2.     Alemanha
	( ) sistematização das informações sobre saúde, demografia e uso do espaço
	3.     Inglaterra
	( ) grande incremento de parâmetros técnicos e metodológicos para o desenvolvimento dos recenseamentos
 
O resultado é:
Escolha uma:
a. 3 \u2013 1 \u2013 2.
b. 1 \u2013 3 \u2013 2.
c. 2 \u2013 1 \u2013 3.
d. 1 \u2013 2 \u2013 3.
e. 3 \u2013 2 \u2013 1. 
Parabéns! Você acertou.
Feedback
Sua resposta está correta.
A resposta correta é: 3 \u2013 2 \u2013 1..
Questão 4
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão
Texto da questão
Relacione cada termo ao seu significado correto:
1.         Conhecimento adquirido pelos sentidos, pela experiência sensível. Qualquer conhecimento produzido por outros tipos de experiência.
2.         Atitude intelectual que visa considerar a realidade do objeto controlando ao máximo os preconceitos do pesquisador.
3.         Este modelo de saber supõe que se pode estabelecer, no domínio do ser humano, as leis que determinam o domínio físico.
4.         Somente o teste dos fatos pode demonstrar a precisão da hipótese.
5.         A experimentação é rigorosamente controlada, graças às mensurações precisas dos fenômenos, para afastar os elementos que poderiam perturbá-la e a seus resultados.
	Leis e previsão
	Resposta 1 
	Experimentação
	Resposta 2 
	Objetividade
	Resposta 3 
	Empirismo
	Resposta 4 
	Validade
	Resposta 5 
Feedback
Sua resposta está correta.
A resposta correta é: Leis e previsão \u2192 3, Experimentação \u2192 4, Objetividade \u2192 2, Empirismo \u2192 1, Validade \u2192 5.
Questão 5
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão
Texto da questão
O país pioneiro na coleta regular de dados das cortes criminais como instrumento de auxílio à administração foi:
Escolha uma:
a. Inglaterra.
b. França. 
Parabéns! Você acertou.
c. Alemanha.
d. Portugal.
e. EUA.
Feedback
Sua resposta está correta.
A resposta correta é: França..
	Iniciado em
	sexta, 17 Abr 2020, 14:01
	Estado
	Finalizada
	Concluída em
	sexta, 17 Abr 2020, 14:53
	Tempo empregado
	52 minutos 2 segundos
	Notas
	5,00/5,00
	Avaliar
	100,00 de um máximo de 100,00
Parte superior do formulário
Questão 1
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão
Texto da questão
Beato (2000) apontou outros fatores que dificultam a construção dos sistemas de informação criminal no Brasil. Na visão do pesquisador, estes fatores são apresentados abaixo. Assinale V para Verdadeiro ou F para Falso:
	Falta de departamentos de estatística e coleta de dados, escassez de tecnologia adequada e de profissionais devidamente capacitados em algumas Secretarias de Segurança brasileiras. Poucas secretarias de segurança pública pelo país dispõem de estrutura, tecnologia e servidores capacitados para coleta e processamento de informações estatísticas.
	Resposta 1 
	Incapacidade de perceber a relação existente entre o trabalho finalístico realizado pelas unidades de justiça criminal e a utilidade da produção de estatísticas. À essa incapacidade perceptiva Beato (2000) chama de \u201cdescolamento\u201d: como se os operadores das instituições não fossem capazes de perceber a conexão entre as atividades práticas que exercem e os dados que geram. A principal consequência disso é que a coleta e produção de dados é negligenciada.
	Resposta 2 
	Afirma que há uma tradição sociológica, possivelmente advinda de uma extrapolação dos pressupostos da chamada \u201cSociologia Crítica\u201d, que tende a problematizar sobremaneira dados estatísticos oficiais. Essa perspectiva, ideologicamente enviesada, faz com os dados oficiais sejam alvo de críticas antes mesmo de sua utilização mais básica.
	Resposta 3 
	A impossibilidade, técnica, de se reduzir a realidade (tal como é) em números. Todo o aparato técnico necessário para a descrição estatística de algo (métodos de coleta, definição de indicadores, modelos e conceitos) são resultado de processos contextuais, sociais, e, portanto, não refletem a realidade mesma, mas uma versão mensurável dela. Mesmo quando se norteiam os programas de monitoramento nas categorias penais, o autor ressalta o risco de se ignorar que mesmo a construção dessas categorias decorre de longos processos políticos.
	Resposta 4 
Feedback
Sua resposta está correta.
A resposta correta é: Falta de departamentos de estatística e coleta de dados, escassez de tecnologia adequada e de profissionais devidamente capacitados em algumas Secretarias de Segurança brasileiras. Poucas secretarias de segurança pública pelo país dispõem de estrutura, tecnologia e servidores capacitados para coleta e processamento de informações estatísticas. \u2192 Verdadeiro, Incapacidade de perceber a relação existente entre o trabalho finalístico realizado pelas unidades de justiça criminal e a utilidade da produção de estatísticas. À essa incapacidade perceptiva Beato (2000) chama de \u201cdescolamento\u201d: como se os operadores das instituições não fossem capazes de perceber a conexão entre as atividades práticas que exercem e os dados que geram. A principal consequência disso é que a coleta e produção de dados é negligenciada. \u2192 Verdadeiro, Afirma que há uma tradição sociológica, possivelmente advinda de uma extrapolação dos pressupostos da chamada \u201cSociologia Crítica\u201d, que tende a problematizar sobremaneira dados estatísticos oficiais. Essa perspectiva, ideologicamente enviesada, faz com os dados oficiais sejam alvo de críticas antes mesmo de sua utilização mais básica. \u2192 Verdadeiro, A impossibilidade, técnica, de se reduzir a realidade (tal como é) em números. Todo o aparato técnico necessário para a descrição estatística de algo (métodos de coleta, definição de indicadores, modelos e conceitos) são resultado de processos contextuais, sociais, e, portanto, não refletem a realidade mesma, mas uma versão mensurável dela. Mesmo quando se norteiam os programas de monitoramento nas categorias penais, o autor ressalta o risco de se ignorar que mesmo a construção dessas categorias decorre de longos processos políticos. \u2192 Verdadeiro.
Questão 2
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão
Texto da questão
Faça a associação correta:
	Instauração da necessidade de existência de estatísticas policiais, criminais, civis, comerciais e penitenciárias como atendimento a uma demanda do governo imperial. Entre os informantes indicados para fazer cumprir essa exigência, destacam-se os chefes de polícia da Corte e das Províncias, que teriam a incumbência de preparar os mapas gerais de estatística policial e encaminhá-los aos secretários de justiça e presidentes de Província que, posteriormente, deveriam,