Gestão de Material e Patrimônio_Grupo_P
3 pág.

Gestão de Material e Patrimônio_Grupo_P


DisciplinaGestão de Materiais395 materiais1.410 seguidores
Pré-visualização1 página
- ALUNO CHQAO: S TEN WLADIMIR DE LIMA MONTE 
- GRUPO: GRUPO P 
- TUTOR: S TEN MARCOS VENÍCIOS DA ROCHA MARIANO 
- TAREFA: Diante do cenário atual, desenvolva um texto dissertativo mostrando como manter 
um controle eficiente de material, o qual irá permitir levantar as reais necessidades de aquisições 
e evitar o desperdício de recursos públicos. Utilize os conhecimentos adquiridos na disciplina GMP 
para redigir o texto. 
 
AVALIAÇÃO FORMATIVA SUBJETIVA 
(Estágio de Aprendizagem) 
Disciplina: Gestão de Material e Patrimônio 
 
 
INTRODUÇÃO 
O estoque e o controle do material é um dos pontos mais sensíveis em uma instituição, ao 
mesmo tempo, de difícil controle. A falta de controle do material pode gerar uma série de 
problemas menores, mas não menos graves. Além disso, um sistema desordenado e a falta de 
padronização dos itens podem levar a compras de itens em duplicidade. Um planejamento falho 
pode gerar pilhas de materiais que não serão aproveitados ou mesmo causar estrago de parte da 
matéria-prima. Daí a necessidade de dominar as práticas para o controle do estoque e do material. O 
assunto transcende técnicas de logística e armazenamento. Existe uma relação direta entre a 
qualidade de gestão de seu estoque e a saúde financeira da instituição. A tarefa de organizar esse 
setor da instituição não é simples, cabe a cada militar analisar a sua posição, avaliar as suas 
oportunidades e adotar estratégias que a curto ou longo prazo se traduzam em levantar as reais 
necessidades de aquisições e evitar o desperdício de recursos públicos. Diante do cenário atual de 
contingenciamento orçamentário, o Exército Brasileiro vê-se na obrigação de melhorar a eficiência 
de utilização dos recursos disponíveis, de forma a contribuir para o equilíbrio financeiro das 
Organizações Militares (OM). 
 
 
DESENVOLVIMENTO 
Uma instituição que não tem uma boa gestão nos seus inventários de estoques e no controle 
dos materiais pode ter diversos problemas financeiros e administrativos que, em médio e longo 
prazo, vão comprometer o funcionamento normal dessa instituição. A palavra \u201cLogística\u201d significa 
contabilidade e organização e é um termo de origem grega. Logística também vem do frânces 
\u201clogistique\u201d, que significa uma arte que trata do planejamento e realização de vários projetos, muito 
utilizado durante as guerras. Logística também é utilizada como parte da álgebra e lógica 
matemática. A palavra logística está vinculada ao meio militar, pois dizer respeito aos tempos de 
guerra. As vitórias nas guerras começaram com a preocupação da logística. Logística essa que 
engloba a determinação das necessidades de material, a obtenção de material, o transporte, o 
armazenamento e a distribuição para o cliente. A logística envolve todos os tipos de materiais para 
que as instituições/OM possam desempenhar o seu funcionamento e consigam seus objetivos sem 
sofrerem da continuidade de gestão. E tudo tem que ser gerido da melhor forma, pois o objetivo é 
reduzir os custos e aumentar a eficiência com qualidade. O processo logístico possui três etapas 
distintas e importantes: o planejamento, a implementação e o controle dos fluxos (físico, 
informativo e financeiro). E o Exército conseguiu desenvolver alguns bancos de dados para poder 
gerenciar os seus materiais e estoques. Este controle é feito através de três sistemas: O Sistema 
Integrado de Administração Financeiro (SIAFI); Sistema Patrimonial (SISPATR) usado pelas 
Inspetorias e o Sistema de Material do Exército (SIMATEX). Este último é composto por: Sistema 
de Dotação (SISDOT), Sistema de Catalogação (SISCAT) e Sistema de Controle Físico 
(SISCOFIS). O SISCOFIS, como foi supracitado, é um sistema para o controle físico de materiais, é 
ele que controla todo material e estoque do Exército Brasileiro, mas que por si só, não conseguiria 
controlar nada se os materiais quando chegassem à Unidade não fossem recebidos e implantados 
corretamente nesse sistema. Logo, o envolvimento de toda equipe no processo é essencial: de que 
adianta investir em um sistema novo, se nem sua equipe e muitas vezes nem você sabem usá-lo da 
forma correta? Conferir periodicamente e de forma aleatória seu depósito é muito importante, 
parece um detalhe óbvio, mas que muitos não o executam e acabam detectando eventuais erros mais 
tarde. Interessante é implantar uma rotina de inventário rotativo, assim se escolhe a cada semana ou 
quinzena, alguns itens para serem checados. Para terem estes inventários e relatórios, basta gerá-lo 
no SISCOFIS e escolher alguns itens para inspecionar. O SISCOFIS possui várias ferramentas para 
controlar o material, fundamentais para obter informações confiáveis e em tempo hábil, necessário 
para tomadas de decisões que vão de relatórios, guias e cautelas. 
 
 
CONCLUSÃO 
Alimentar inúmeras planilhas, fichas ou diferentes sistemas de controle além de ter um risco 
enorme de erros, ainda podem gerar muitos trabalhos e você pode gastar mais tempo com o controle 
do que a operação em si. Por isso um sistema de gestão integrado é imprescindível para que uma 
instituição consiga garantir um controle de material e de estoque eficiente, pois por mais simples 
que seja a cadeia de suprimento, será necessário controlar. Sendo assim, para conscientizar os 
militares a sua volta, na medida em que é evidente e claramente constatar o desperdício realizado 
nos setores por eles geridos, é necessário conscientizá-los e instruí-los sobre a necessidade de 
modificar o mundo à sua volta, começando pela economicidade de materiais no seu próprio setor, 
que provocará a economia de dinheiro público bem como o melhor direcionamento dos recursos 
públicos em prol do Exército como um todo. Uma efetiva melhoria na eficiência se faz com uma 
boa gestão, consequentemente um eficaz controle de estoque, pois é preciso medir para saber o que 
fazer. Por fim, nem mesmo o melhor sistema de gestão no mundo é capaz de garantir controles de 
estoques 100% corretos se as pessoas não estiverem envolvidas e comprometidas com isso. Uma 
desatenção na separação e no controle do material pode resultar em uma peça (a mais e/ou a menos) 
na caixa que será registrado no sistema, e assim o controle do estoque já começa a falhar. Por isso é 
importante realizar um trabalho de conscientização como crítico desse trabalho e com treinamentos, 
instruções e estágios para esse fim. 
 
 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 
<https://www.significados.com.br/logistica/>. Acesso em 19 e 23 jun 2018. 
 
- Dtz_Esp_Gestão_Orç_Fin-2018.pdf Acesso em 19 e 23 jun 2018. 
 
- Controle de estoque: 8 dicas para não errar. Disponível em: <https://endeavor.org.br/controle-
deestoque/?gclid=Cj0KCQjwmPPYBRCgARIsALOziAPI-e-cZfFgXyg-
MRdD1HOKzVJJHhr7d5bucBUnTpQ3sWruqh7P94aAuRfEALw_wcB>. Acesso em 19 e 23 jun 
2018. 
 
- DISSERTAÇÃO-MESTRADO-SALVADOR-GENTIL-DOS-SANTOS.pdf />. Acesso em 19 e 
23 jun 2018. 
 
- Eficiência de gastos públicos, combatendo o desperdício de materiais \u2013 Artigos \u2013 Conteúdo 
Jurídico. Disponível em: < http://www.conteudojuridico.com.br/artigo,eficiencia-de-gastospublicos-
combatendo-o-desperdicio-de-materiais,58411.html>. Acesso em: 19 jun 2018. 
 
- Desenvolvimento de uma metodologia de eliminação de desperdícios e melhoria do desempenho 
de uma organização no setor da saúde: Biblioteca Digital do IPB. Disponível em: 
<https://bibliotecadigital.ipb.pt/handle/10198/14247>. Acesso em 21 jun 2018. 
 
<http://qsconsultoria.com.br/controle-de-estoque-industria-7-passos/>. Acesso em 23 jun 2018. 
 
 
 
 
http://www.ebaula.eb.mil.br/ebaula/pluginfile.php/142910/mod_assign/introattachment/0/Dtz_Esp_Gest%C3%A3o_Or%C3%A7_Fin-2018.pdf?forcedownload=1