A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
curso de aprimoramentos

Pré-visualização | Página 1 de 1

Avaliação de risco de crédito 
Procedimentos de uma análise de crédito 
De acordo com Camarotti e Spink (2002), toda boa empresa que concede 
crédito precisa fazer uma análise além das informações apresentadas ao 
futuro credor. 
Desta forma, é importante que a empresa fornecedora da liberação do crédito 
faça uma análise setorial. Pode ser feita visita à empresa que solicitante de 
crédito, para que sejam confirmadas as informações prestadas. Desta forma é 
possível verificar se a empresa possui viabilidade de gerir mecanismos que 
possam ser revertidos em produção para cumprimento das obrigações com o 
crédito solicitado. 
Os mesmos autores apontam que, atestar a existência da atividade é 
fundamental para a análise da solicitação do crédito, bem como a adequação 
do valor solicitado às dimensões do negócio. 
A partir da análise de crédito, cabe ao técnico assinar um parecer, onde será 
especificado montante e condições de pagamento. 
Após essas análises a empresa ou o empresário passam a ter linha de crédito 
e com isso uma rotatividade de investimento à sua empresa e ao seu negócio. 
Decisão de crédito 
Tsuru (2009, p.21), afirma que são vários os fatores que normalmente têm 
afetado uma análise de crédito. 
Na hora da decisão de liberação de crédito, a empresa credora não pode 
distinguir clientes pelas condições financeiras, tratando a decisão de crédito de 
forma limitada ou restrita aos mercados. 
Os riscos sempre devem ser levados em consideração principalmente na 
decisão de limite de crédito concedido. 
De acordo com Lima (apud Di Augustini, 2001), no ramo empresarial, é sabido 
que, quando uma empresa atuante num mercado com produtos e serviços que 
demandam concessão de crédito relaxa os critérios de análise de crédito, ou 
seja, não investe adequadamente em recursos para filtrar os potenciais maus 
pagadores, acaba por investir mais em cobranças e advogados para 
recuperação de crédito. 
Vamos examinar a seguir métodos de análise de crédito e como separar 
e aplicar a metodologia para concessão de créditos. 
Métodos de análise de crédito 
A análise de risco e a decisão de crédito, faz com que a análise adicional seja 
definida por tipo de cliente a ser aplicado. 
O método de análise de crédito é estabelecido por vários fatores que devem 
ser considerados. De acordo com Damodaran (2004), são eles: 
 volume de crédito: a solicitação firmada junto ao credor precisa ser 
analisada, para que não exceda as possibilidades de pagamentos e os 
riscos sejam sempre menores que as expectativas quantificadas. 
 Informações relevantes: para que não haja quaisquer problemas com 
acesso aos dados, é necessário que a consulta às informações 
passadas pelo cliente para averiguação de confirmação de dados, seja 
realizada de forma correta, com auxílio de meios lícitos. 
 Valores de informações: cada informação deve ser categorizada. A 
partir de então, estipular para cada uma um valor ou peso, para que 
possa ser contabilizado o processo de análise de crédito com o limite 
de crédito pré-estabelecido. 
 Contagem de crédito: fator que disponibiliza os valores exatos que 
serão liberados em caso de aprovação de crédito. 
Basicamente são esses parâmetros que devem ser levados em consideração 
para a aplicabilidade metodológica da análise de crédito. 
Limite de Crédito 
De acordo com Brealey e Myers (2005, p.404), a limitação do crédito não pode 
estar ligada a discriminação do mesmo. Para se definir limite de crédito é 
importante verificar a indicação de mercado. 
Para que o deferidor do limite de crédito tenha as espécies imprescindíveis 
para exercer seu papel, é indispensável que ele tenha todos os elementos 
necessários para isso, dentre os quais são destacadas a análise das 
demonstrações financeiras e contábeis, os indicadores econômicos e o 
relatório de visitas. 
Retorne ao curso e continue estudando limite de crédito.