Metrologia Unidade 4
17 pág.

Metrologia Unidade 4

Pré-visualização1 página
Fundamentos de Metrologia
Webconferência IV \u2013 Unidade IV
Professor(a): Yuri Amorim
Estudos de Erros
ERRO:
Diferença entre o valor 
medido e o valor real 
de uma grandeza
INCERTEZA:
Quantificação da 
dúvida sobre o 
resultado de medição
X
PRECISÃO: Pouca dispersão entre as medidas 
encontradas
EXATIDÃO: Sistema funcionar, na média, sem erros, 
tendo sempre um ótimo desempenho
Estudos de Erros
ERRO SISTEMÁTICO: Parcela previsível do erro.
ERRO ALEATÓRIO: Parcela imprevisível do erro.
E= I \u2013 VV
Valor Verdadeiro
Valor Indicado pelo 
Instrumento
Erro
INCERTEZA-PADRÃO:
Intensidade da componente aleatória
do erro. Desvios-padrão dos erros de
medição.
Estudos de Erros
EXERCÍCIO:
Com base na tabela ao lado, que mostra 12
indicações de uma balança, calcule:
a) Td (Tendência)
b) C (Correção)
c) Ic (Incerteza Corrigida)
d) Ea (Erro Aleatório)
e) u (Incerteza-Padrão)
f) VVC (Valor Verdadeiro Convencional)
Considere:
VVC = 1000g
Td = Imédia \u2013 VVC
C = -Td
Ic = I + C
Ea = I \u2013 Imédia
Estudos de Erros
RESOLUÇÃO:
a) Td = Imédia \u2013 VVC = 1015 \u2013 1000 = 15g
b) C = -Td = -15g
c) Ic = I + C = 1014 \u2013 15 = 999g (Indicação 1)
d) Ea = I \u2013 Imédia = 1014 \u2013 1015 = -1g
e) u = (30/(12-1))1/2 = (30/11)1/2 = (2,73)1/2 = 1,65g
Indicação Cálculo Resultado
1 (I1-Imédia)
2 = (1014 \u2013 1015)2 = (-1)2 1
2 (1015 \u2013 1015)2 0
3 (1017 \u2013 1015)2 = 22 4
4 (1012 \u2013 1015)2 = (-3)2 9
5 (1015 \u2013 1015)2 0
6 (1018 \u2013 1015)2 = 32 9
7 (1014 \u2013 1015)2 = (-1)2 1
8 (1015 \u2013 1015)2 0
9 (1016 \u2013 1015)2 = 12 1
10 (1013 \u2013 1015)2 = (-2)2 4
11 (1016 \u2013 1015)2 = 12 1
12 (1015 \u2013 1015)2 0
SOMA 30
Seleção de Instrumentos
Seleção de Instrumentos
Regra de Ouro da Metrologia
O EXEMPLO DO LIVRO NA PÁGINA 
142 ESTÁ ERRADO!!!
A TOLERÃNCIA TEM QUE SER A 
TOTAL
TOLERÂNCIA DE 46 +/- 0,02 É 0,04 
E NÃO 0,02!!!!
Tolerâncias
Tolerâncias
Tolerância é a faixa de variação aceitável para uma característica de um produto, definida
de forma a garantir a qualidade com que ele realiza a função para a qual foi projetada.
Existem dois tipos de tolerâncias: dimensionais e geométricas.
Tolerâncias
Tolerâncias
Sistema de tolerâncias: 
Qualidade de Trabalho: 18 \u201cgraus de tolerância\u201d previstas pela norma
IT = ISO Tolerance
Tolerâncias
Tolerâncias
Capacidade dos processos
Tolerâncias
Capacidade dos processos
Tolerâncias
Capacidade dos processos
Tolerâncias
Capacidade dos processos - exercício
LSE 20,1
LIE 19,9
Rmed 0,05
Xmed 20,02
d2 2,326
\u3c3med 0,021496
CP 1,550667
CPKi 1,240533
CPKs 1,8608
CPK 1,240533
6
Tolerâncias
Capacidade dos processos