A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Avaliação On-Line 4 (AOL 4) Literatura Infantil

Pré-visualização | Página 1 de 2

Avaliação On-Line 4 (AOL 4) – Literatura Infantil NOTA: 10,0
Parte superior do formulário
Parte inferior do formulário
1. 
Parte superior do formulário
Pergunta 1
1 ponto
Leia o texto, a seguir:
“Assim, a produção e a circulação inicial de livros no Brasil Colônia tiveram o propósito claro de servir à elite e aos interesses da Regência. Porém, em face a transformações sociais, políticas e econômicas, a Colônia viu-se obrigada a pensar sob novas conformações que afetaram o modelo de produção editorial do período em questão”.
Fonte: FREITAS, Daniela Amaral Silva; LIMA, Flávia Luciene Azevedo Oliveira. A literatura infantil na perspectiva do mercado editorial brasileiro.
Disponível em: http://www.ppgeduc.uemg.br/wp-content/uploads/2019/01/A-LITERATURA-INFANTIL-NA-PERSPECTIVA-DO-MERCADO-EDITORIAL-BRASILEIRO.pdf
Os editores que publicam para o público infanto-juvenil avaliam os originais de obras escritas e enviadas por escritores. Entre os elementos que levam em consideração estão os literários e temáticos, mas existem outros elementos considerados pelas editoras, são as importantes previsões orçamentárias e de custos. Este fato leva as editoras a decidirem por determinados tipos de obras e posturas. 
Marque a alternativa que melhor exprime tais posturas:
1. Posturas mais pedagógicas.
2. Posturas mais ideológicas.
3. Posturas mais conservadoras.
4. Posturas mais ousadas.
5. Posturas mais isentas.
Parte inferior do formulário
2. 
Parte superior do formulário
Pergunta 2
1 ponto
Leia o texto a seguir:
“A poesia folclórica, como o adjetivo antecipa, tem origem popular, nasce e se perpetua em meio às brincadeiras de roda, aos ditos populares e na repetição das parlendas aprendidas com pais e avós“. (Assumpção, 2001, p. 63)
Os educadores devem refletir sobre como utilizar poesia na sala de aula, prevendo que algumas crianças podem ainda não ter lido nenhuma poesia em livros. Um caminho possível e inicial pode ser através da Poesia Folclórica. A poesia folclórica é bastante espontânea e se diferencia um pouco da Poesia Artística. Por isso, entre outras coisas, eles devem investir na poesia folclórica por um forte motivo, o fato da poesia folclórica não ter nenhum compromisso com a:
1. Elaboração formal e linguística
2. Poesia informal e escolar.
3. Brincadeira de roda infantil.
4. Rotina da escola maçante.
5. Poesia épica da antiguidade.
Parte inferior do formulário
3. 
Parte superior do formulário
Pergunta 3
1 ponto
Leia o texto a seguir:
“A preocupação com a formação do leitor sempre se fez presente no Brasil. No final do século XIX e início do século XXI, ganha contornos diferentes. Isso porque tinha-se um contexto que mesclava a crise do sistema monárquico, a extinção do regime escravocrata, novas conformações sociais advindas da Revolução Francesa e da Revolução Industrial, a mecanização da impressão, o surgimento da escola, novos olhares para a criança. Dessa forma, a literatura infantil começou a se desenvolver mais fortemente, apresentando-se como possibilidade de ferramenta pedagógica”.
Fonte: FREITAS, Daniela Amaral Silva; LIMA, Flávia Luciene Azevedo Oliveira. A literatura infantil na perspectiva do mercado editorial brasileiro.
Disponível em: http://www.ppgeduc.uemg.br/wp-content/uploads/2019/01/A-LITERATURA-INFANTIL-NA-PERSPECTIVA-DO-MERCADO-EDITORIAL-BRASILEIRO.pdf
Para (PERISSÉ, 2014), A literatura infantil nada mais é do que uma vestimenta, uma roupa infantil que os _________ adultos colocam na literatura para que possa ser lida e aceita como infantil pelos adultos-mediadores e pela própria criança, que, por sua vez, acaba assumindo a idealização da infância e a dicotomia mundo adulto X mundo infantil que a sociedade apresenta a ela em seu processo educativo.
Qual o conceito que preenche corretamente esta lacuna?
1. editores.
2. escritores.
3. enunciadores.
4. adultos.
5. pedagogos.
Parte inferior do formulário
4. 
Parte superior do formulário
Pergunta 4
1 ponto
Leia o texto a seguir:
“Constata-se, então, que as crianças continuam entrando em contato com os mesmos discursos que os adultos, como acontecia anteriormente ao surgimento da pedagogia e à criação do universo infantil, só que com uma grande diferença. A diferença é que hoje há um conhecimento mais amplo das etapas de desenvolvimento da criança e um respeito às competências que cada uma dessas etapas comporta. Há, ainda, aplicação de novas tecnologias que garantem a criação de universos literários cada vez mais motivadores e propícios para o desenvolvimento da imaginação criadora e, consequentemente, de indivíduos mais aptos para a vida em sociedade”. 
Fonte: FILHO, José Nicolau Gregorin. Concepção de infância e literatura infantil.
Disponível em: https://www.revistas.usp.br/linhadagua/article/download/37329/40049/
Do período colonial até a década de 1920, existiram escritas dos _________da Literatura Infantil brasileira, onde os _______ válidos eram o ___________, intelectualismo e o tradicionalismo cultural, repletos de modos de cultura para serem copiados, além do moralismo religioso.
Selecione a alternativa que contém as expressões que completam corretamente as lacunas da frase indicada:
1. Precursores, paradigmas e inovadores.
2. Inovadores, escritos e preservacionismo.
3. Precursores, paradigmas e nacionalismo.
4. Antecessores, escritores e civismo.
5. Conservadores, autores e brasileirismo.
Parte inferior do formulário
5. 
Parte superior do formulário
Pergunta 5
1 ponto
Leia o texto a seguir:
“Para pensar a literatura infantil, é necessário pensar no seu leitor: a criança. Até o século XVII, as crianças conviviam igualmente com os adultos, não havia um mundo infantil, diferente e separado, ou uma visão especial da infância. Não se escrevia, portanto, para as crianças”.
Fonte: SILVA, Aline Luiza. Trajetória da Literatura infantil: da origem histórica e do conceito mercadológico ao caráter pedagógico na atualidade.
Disponível em: https://revista.univem.edu.br/REGRAD/article/view/234/239
Leia o seguinte texto a seguir e reflita: “meios de controle do desenvolvimento intelectual da criança e a manipulação de suas emoções. Literatura infantil e escola, inventada a primeira e reformada a segunda, são convocadas” (ZILBERMAN, 1982, p.15).
O que ela quis dizer com isto?
1. Para aproximar as diferentes gerações.
2. Para pensar em brincadeiras ideais.
3. Para cumprir esta missão.
4. Para pensar mecanismos de vigilância.
5. Para trazer lições de moral.
Parte inferior do formulário
6. 
Parte superior do formulário
Pergunta 6
1 ponto
Leia o texto, a seguir:
“Dessa forma, a maior parte dos textos produzidos para crianças são, na atualidade, o resultado da junção do conteúdo de dois textos: o visual e o verbal. Torna-se importante ter em mente que o enunciatário virtual do texto é uma criança e a manifestação textual integral é o resultado de duas semióticas (verbal e visual), sendo que, por vezes, sonora ou até tátil. Portanto, o texto que se nomeia como infantil pressupõe um leitor intersemioticamente competente”.
Fonte: FILHO, José Nicolau Gregorin. Concepção de infância e literatura infantil.
Disponível em: https://www.revistas.usp.br/linhadagua/article/download/37329/40049/
A partir da década de 1990 até o momento em que vivemos, ocorreu a solidificação de um projeto de literatura infanto-juvenil brasileira, ainda que tenha seu nascimento em uma época mais distante dos dias atuais. E já é possível perceber a presença de algumas características não vistas no começo de sua constituição. De que exatamente estamos falando?
O que aparecia aqui eram as vozes infantis, seus cotidianos reais conflitos que poderiam ser “lidos/vistos/sentidos na literatura infantil de hoje, conflitos esses levados às crianças com uma proposta de diálogo, não somente de imposição de valores, por meio de uma literatura que busca a arte” (GREGORIN FILHO, 2010 p.30). E ser arte deveria e deve ser a característica primeira dela.
1. Imposição de normas e valores.
2. Distanciamento da realidade.
3. Inspirado nas narrativas orais.
4. Ênfase no discurso pedagógico.
5. O