A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Atividade avaliativa biofísica das membranas

Pré-visualização | Página 1 de 1

Atividade avaliativa biofísica das membranas - (5 pontos) 
Dayane Vazzi Alves Pereira - 1º Período de Odontologia
1)Faça um diagrama esquemático da membrana celular e indique seus principais componentes apontando suas funções: 
. Proteína Periférica - ficam dentro da camada de fosfolipídios.
. Proteína Integral - conseguem passar pela camada bilipídica.
. Proteína Transmembranosa - atravessam a bicamada lipídica e são anfipáticas.
. Colesterol - é essencial para o funcionamento adequado do nosso organismo e sem ele nossa sobrevivência não seria possível.
. Fosfolipídio - contêm apenas ácidos graxos unidos a uma molécula de glicerol.
. Glicocálix - Protege a célula contra agressões físicas e químicas, retém nutrientes e enzimas e participa do reconhecimento celular e reconhecimento intercelular.
. Glicoproteínas - estrutural, lubrificante e agente protetor, transportado, etc.
. Glicolipídio - alterar o campo elétrico através da membrana e das concentrações dos íons na superfície da membrana, assim, auxiliam na proteção da membrana plasmática em condições adversas, como pH baixo.
. Bicamada lipídica - estabelecer um limite entre o meio intra e extracelular, protegendo-a, e deixando entrar ou sair da célula, apenas aquilo que lhe convém (permeabilidade seletiva).
2. Diferencie líquido intracelular de líquido extracelular: 
Intracelular: como o próprio nome diz é aquele ambiente encontrado dentro de nossas células, composto pelo citosol que é a parte líquida e as diversas organelas citoplasmáticas.
Extracelular: é tudo aquilo que está fora da célula, representado pelos líquidos que banham os tecidos, como o líquido intersticial, o sangue e a linfa. Dividindo esses dois meios temos a membrana plasmática que com sua estrutura própria consegue manter essas duas composições distintas em equilíbrio.
3. Conceitue, classifique e dê a função da difusão: A difusão molecular é um exemplo de fenômeno de transporte de matéria onde um soluto é transportado devido aos movimentos das moléculas de um fluído.
a) Difusão facilitada - transporte passivo, em que as moléculas atravessam a membrana células com a assistência de uma proteína transportadora específica localizada em alguma membrana biológica.
b) Difusão simples - é um tipo de transporte passivo de um soluto através da membrana afim de estabelecer a isotônica, ou seja, alcançarem a mesma concentração, pois o movimento é a favor de um gradiente de concentração.
c) Osmose - é o nome dado ao movimento da água entre os meios com concentrações diferentes de solutos separados por uma membrana semipermeável.
4. Relacione os fatores que afetam a intensidade ou velocidade da difusão: 
Permeabilidade da membrana onde: o coeficiente de difusão é dado pelo produto permeabilidade vezes a área total. Espessura da membrana lipossolubilidade da substância que se difunde, número de canais, temperatura, tamanho da molécula. A velocidade da difusão é proporcional ao gradiente de concentração de substância.
5. Conceitue pressão osmótica: 
Pressão hidrostática necessária para evitar o movimento de água quando a solução é separada da água pura por uma membrana semipermeável.
7. Conceitue: 
a) isotonicidade – é quando na célula a velocidade das substâncias que entram é igual a das substâncias que saem.
b) hipotonicidade – é quando a quantidade de soluto dentro de uma célula é maior que a do meio.
c) hipertonicidade – é quando a concentração de soluto dentro de uma solução “x” é maior que a concentração “y” de uma outra solução, separadas por uma membrana semipermeável.
8. Descreva o mecanismo da bomba de sódio e potássio: 
A bomba, ligada ao ATP, liga-se a 3 íons de Na+ intracelulares. O ATP é hidrolisado, levando à fosforilação da bomba e à libertação de ADP. Essa fosforilação leva a uma mudança conformacional da bomba, expondo os íons de Na+ ao exterior da membrana. A forma fosforilada da bomba por ter uma afinidade baixa aos íons de sódio, liberta-os para o exterior da célula. À bomba ligam-se 2 íons de K+ extracelulares, levando à desfosforilação da bomba. O ATP liga-se e a bomba reorienta-se para libertar os íons de potássio para o interior da célula: a bomba está pronta para um novo ciclo. O bombeamento não é equitativo: para cada 3 íons sódio bombeados para o líquido extracelular, apenas 2 íons potássio são bombeados para o líquido intracelular.