APOL I - METODOLOGIA DO ENSINO DA LITERATURA
7 pág.

APOL I - METODOLOGIA DO ENSINO DA LITERATURA


DisciplinaMetodologia8.883 materiais16.991 seguidores
Pré-visualização3 páginas
APOL I - METODOLOGIA DO ENSINO DA LITERATURA \u2013 2020 \u2013 100% CERTA
Questão 1/10 - Metodologia do Ensino da Literatura
Leia a passagem de texto a seguir:
\u201c[...] ler, mais do que um simples ato mecânico de decifração de signos gráficos, é antes de tudo um ato de raciocínio, já que se trata de saber orientar uma série de raciocínios no sentido da construção de uma interpretação da mensagem escrita a partir da informação proporcionada pelo texto e pelos conhecimentos do leitor e, ao mesmo tempo, iniciar outra série de raciocínios para controlar o progresso dessa interpretação [...]\u201d.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: COLOMER, T.; CAMPS, A. Ensinar a ler, ensinar a compreender. Porto Alegre: Artmed, 2002, p. 31.
 
A partir da leitura da citação dada como reflexão e dos conteúdos abordados no livro-base Metodologia do ensino da literatura juvenil, no que diz respeito às habilidades de um leitor crítico e competente, analise as sentenças, assinalando a questão correta.
	
	A
	Ser capaz de fazer resumos dos textos que lê, sem esquecer nenhuma informação.
	
	B
	Reconhecer a estrutura que o texto apresenta, preenchendo as posições tematicamente vazias, segundo sua maturidade de leitura e de mundo.
	
	C
	Organizar-se mentalmente para a construção do sentido a partir de uma mensagem escrita a partir apenas dos conhecimentos passados pelo texto, sem se deixar influenciar pelo contexto externo, evitando a perda da concentração.
	
	D
	Ser capaz de ler textos acadêmicos e técnicos sem recorrer ao dicionário;
	
	E
	Ficar distante de espaços mediadores de leitura, pois podem atrapalhar o desenvolvimento autônomo do leitor
Questão 2/10 - Metodologia do Ensino da Literatura
Considere o trecho de texto:
 \u201cApós a leitura ou após uma atividade sobre o texto lido, é necessário lidar com um tema bastante espinhoso na escola: a avaliação. Assim como propomos o trabalho com atividades que valorizem o aspecto literário do texto, ou seja, de criação artística, a avaliação também precisa apresentar essa característica\u201d.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: QUADROS, Deisily. Metodologia do ensino da literatura juvenil. Curitiba: Intersaberes, 2019, p. 116.
 
Levando-se em consideração o fragmento de texto dado e os conteúdos abordados no livro-base Metodologia do ensino da literatura juvenil, sobre os critérios e estratégias que devem ser levados em consideração ao se avaliar a leitura do texto literário, analise as afirmações e assinale a correta:
	
	A
	A leitura e a compreensão da literatura precisam de uma avaliação diferenciada que seja capaz de identificar se houve a formação de um leitor autônomo e competente.
	
	B
	Desenvolver fichas de leitura que possam testar a memória do leitor sobre aquilo que foi lido é de fundamental importância para averiguar a sua capacidade de compreensão do texto.
	
	C
	Em função das muitas interpretações possíveis que um texto literário possibilita, cabe ao professor estabelecer uma resposta correta, visando a uniformização do processo de ensino e aprendizagem.
	
	D
	No trabalho com um texto literário, a avaliação do processo de leitura não poderá ser feita por meio da escuta do professor em relação ao ponto de vista do leitor, uma vez que o ensino precisa ser objetivo.
	
	E
	Solicitar ao aluno a produção de resumos das obras lidas é uma forma de avaliação válida para averiguar se a obra foi lida integralmente.
 
Questão 3/10 - Metodologia do Ensino da Literatura
Considere o excerto de texto:
\u201cO ensino requer a adoção de procedimentos renovados que favoreçam o entendimento, a investigação, a dedução e o diálogo com a obra ficcional. Assim, o professor deve identificar as necessidades e os interesses da classe e selecionar abordagens que atraiam os alunos e propiciem a uma leitura participante e prazerosa no ambiente escolar e familiar\u201d.
 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: WALTY, I. L. C. Literatura e escola: antilições.  In: EVANGELISTA, A.A.M.; BRANDÃO, H.M.B.; MACHADO, M.Z.V. (org.) A escolarização da leitura literária: o jogo do livro infantil e juvenil. Belo Horizonte: Autêntica, 2011, p. 129.
 
Levando-se em consideração o excerto de texto dado e os conteúdos abordados no livro-base Metodologia do ensino da literatura juvenil, sobre os critérios que devem ser levados em consideração para se estabelecer o nível do leitor, pode-se afirmar que:
	
	A
	O critério faixa etária é o primeiro a ser levado em consideração ao se estabelecer o nível do leitor, até mesmo porque é o critério utilizado para estabelecer em que ano o aluno deverá ser matriculado na escola.
	
	B
	O repertório de leitura do aluno deverá ser desconsiderado, uma vez que, fora da escola, dificilmente a criança tem acesso a obras de boa qualidade, ficando para escola fazer a escolha do que deverá ou não ser lido.
	
	C
	A maturidade leitora de uma criança independe de sua faixa etária, uma que vez seu histórico de vida, seu repertório de leituras e seu nível de alfabetização, entre outros fatores de influência, podem estabelecer o nível em que se encontra como leitor.
	
	D
	Em função de auxiliar o trabalho do professor, obras literárias devem conter a indicação de faixa etária do leitor a que se destinam, fornecendo assim uma orientação segura como critério de seleção para o trabalho com a literatura.
	
	E
	Não há necessidade de que o professor inclua o texto literário em seu planejamento, afinal, como o foco na literatura é a leitura pelo prazer e pela fruição, a seleção das obras pode ser feita de improviso no momento da aula.
 
Questão 4/10 - Metodologia do Ensino da Literatura
Leia o extrato de texto a seguir:
\u201c[...] defendendo a literatura infantil como agente formador, por excelência, chega-se à conclusão de que o professor precisa estar \u2018sintonizado\u2019 com as transformações do momento presente e reorganizar seu próprio conhecimento ou consciência de mundo, orientado em três direções principais: da literatura (como leitor atento), da realidade social que o cerca (como cidadão consciente da \u2018geleia geral\u2019 dominante e de suas possíveis causas) e da docência (como profissional competente)\u201d.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: COELHO, N. N. Literatura infantil: teoria, análise, didática. São Paulo: Moderna, 2000, p.18.
 
A partir da leitura dessa citação e dos conteúdos abordados no livro-base Metodologia do ensino da literatura infantil, no que diz respeito às habilidades e competências do professor para trabalhar o texto literário em sala de aula, analise as sentenças, assinalando a alternativa correta:
	
	A
	O conhecimento que o professor deve ter do acervo literário não precisa ser amplo, desde que conheça obras canônicas e representativas da Literatura Infantil brasileira, até mesmo porque são essas obras que serviram de referência para os autores contemporâneos.
	
	B
	O professor deve evitar a prática de leituras diversificadas em sala de aula, pois pode confundir os alunos com tanta informação.
	
	C
	O professor deverá conhecer a evolução histórica da Literatura Infantil para não perder de vista o potencial pedagógico que se perpetuou no gênero desde a sua origem e cuja presença é de extrema importância no contexto da sala de aula, orientando a formação do leitor-criança.
	
	D
	É esperado do professor que trabalha com a literatura o conhecimento e a capacidade de desenvolver junto aos seus alunos técnicas e métodos de ensino que promovam o desenvolvimento do leitor em formação, bem como estimulem a continuidade desse processo.
	
	E
	O professor de literatura deve privilegiar atividades didáticas, como o enfoque na gramática a partir do texto, pois esta é a melhor forma de formar o leitor.
Questão 5/10 - Metodologia do Ensino da Literatura
Considere o trecho de texto:
\u201cUma biblioteca escolar como mediadora da informação deve ser vista como um espaço público no interior da escola [...]. Um local que,