A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
177 pág.
600-Questões-AOCP-TRT-RJ-CORRIGIDO

Pré-visualização | Página 50 de 50

vista a direção defensiva, para reduzir o custo causado a partir dos acidentes 
de trânsito pagos pela sociedade, é fundamental 
a) que, na ausência de valores éticos e educação de base mais qualificada, seja aplicado, de forma 
sistêmica e sob supervisão das autoridades de trânsito, a tentativa e erro, permitidos e tolerados. 
b) conhecer os riscos e os perigos no trânsito e saber que os mesmos deixam de existir ao editar-se 
uma legislação alinhada às condições de trânsito local. 
c) a capacitação dos motoristas para o comportamento seguro no trânsito, atendendo a diretriz da 
preservação da vida, da saúde e do meio ambiente. 
d) o aumento da carga horária de trabalho dos condutores de veículos, de cargas e de transporte de 
passageiros. 
a) a criação de peças publicitárias que estimulem o comportamento de predador, com mais disputas, 
além de salvo conduto para dirigir veículos grandes em velocidade. 
13. Distâncias que devem ser observadas ao trafegar em uma rodovia são denominadas: 
www.estrategiaconcursos.com.br/CursosPorConcurso/trt-1-regiao-rj/
a) rolamento, segurança, preventiva e reação. 
b) seguimento, parada, frenagem e reação. 
c) segurança, cautela, freada e parada. 
d) seguimento, segurança, frenagem e ação. 
e) rolamento, segurança, cautelosa e preventiva 
14. São diversos os fatores que contribuem para a direção segura. Acerca de direção 
defensiva, assinale o item incorreto. 
a) Para se ter uma direção segura, deve-se dar manutenção periódica e preventiva no veículo. 
b) A faixa inferior do cinto de segurança de três pontos deve passar sobre o peito do usurário do veículo. 
c) Ao utilizar calçados que se prendam aos pés, o motorista contribuirá para a segurança. 
d) A forma segura de segurar o volante é na posição como a dos ponteiros do relógio às 9h15min. 
e) Com água na pista, pode ocorrer a aquaplanagem, que é a enxurrada de água sobre o para-brisas, 
dificultando a visão do motorista. 
15. Durante o planejamento e estruturação da segurança de uma autoridade, são 
estabelecidos círculos concêntricos em torno do dignitário, objetivando delimitar 
competências, atribuições particulares de cada agente e delineamento das ações de modo que 
sejam minimizadas ao máximo quaisquer possibilidades de atentados contra a integridade 
física do dignitário. Assim, a equipe formada por agentes trajados de forma adequada, 
infiltrados na população e distribuídos nos locais dos eventos ou nos itinerários da autoridade, 
tencionando detectar qualquer movimento hostil é denominada 
a) vistoria. 
b) ostensiva. 
c) aproximada. 
d) velada. 
e) precursora. 
16. (Segurança Institucional) São fatores relevantes para a composição do serviço de 
segurança e vigilância de um Dignitário, Exceto: 
a) a importância da autoridade protegida 
b) a conjuntura socioeconômica e política 
c) o grau de risco da autoridade protegida 
d) o comportamento dos manifestantes 
e) a disponibilidade de recursos para a realização do serviço 
17. (Segurança Institucional) Com base na doutrina sobre Segurança de Dignitário a respeito 
do grau de proteção marque a opção INCORRETA. 
a) Grau de risco ELEVADO - é aquele em que a pessoa protegida sofre ameaças definidas ou está 
envolvida em situação de extraordinária relevância. 
b) Grau de risco NORMAL - é aquele em que a pessoa protegida está sujeita somente aos riscos inerentes 
ao cargo que desempenha. 
c) Grau de risco INTERMEDIÁRIO - é aquele em que a pessoa protegida sofre ameaças definidas ou está 
em situação de perigo iminente. 
www.estrategiaconcursos.com.br/CursosPorConcurso/trt-1-regiao-rj/
d) Grau de risco REDUZIDO - é aquele em que a pessoa protegida não está sujeita aos riscos normais 
inerentes ao cargo que desempenha. 
18. Em uma cerimônia, na qual uma autoridade governamental comparece para inauguração 
de obras de infraestrutura vinculadas ao sistema de transporte metroviário, o dispositivo de 
formação de escolta a pé adotado pelos agentes de segurança que melhor favorece a imagem 
da autoridade é a formação em 
a) Quadrado. 
b) "V". 
c) losango. 
d) Triângulo. 
e) “S”. 
19. Quando os agentes, de segurança de um dignitário, atuam, ostensiva ou veladamente, 
com envolvimento direto nas ações ou reações desencadeadas, eles agem de forma 
a) secretamente 
b) descaracterizada 
c) avançada 
d) caracterizada 
20. Ao modus operandi da operação da segurança das pessoas, de forma descaracterizada, os 
agentes 
a) agem como elemento de apoio, juntamente com os agentes ostensivos. 
b) agem veladamente com bastante discrição. 
c) ocultam completamente essa condição mas atuam diretamente nas ações. 
d) agem secretamente sendo direcionados, preferencialmente, para a prevenção. 
21. A avaliação da classificação do grau de risco deve ser uma das primeiras ações a serem 
mentalizadas pelo gerente da crise, quando se trata da Gestão de Conflitos. Segundo a escala 
de reisco estabelecida pela doutrina do FBI, marque a alternativa correta: 
a) Terroristas armados de metralhadoras, mantendo refém a bordo de uma aeronave é uma ameaça 
classificada como de 3º Grau (Ameaça Exótica). 
b) É exemplo de uma ameaça de 2º Grau (Altíssimo Risco), um assalto a banco promovido por uma ou 
mais pessoas, sem a existência de reféns. 
c) Se alguém ameaça a população de determinado lugar, afirmando conter consigo alta quantidade de 
arma biológica, podemos classificá-lo como uma ameaça de 4º Grau (Ameaça Exótica). 
d) Os graus de risco ou ameaça são classificados em: 1º Grau (Grande Risco), 2º Grau (Altíssimo Risco); 
3º Grau (Ameaça Extraordinária) e 4º Grau (Ameaça Hiper Extraordinária). 
e) Um assalto em uma loja de conveniências, com bandidos fazendo vários reféns é um bom exemplo 
de grau de risco de 3º Grau (Ameaça Extraordinária). 
22. Na gestão de conflitos, para cada grau de risco, se faz necessário diferentes níveis de 
resposta. Eles correlacionam-se com o grau de risco do evento crítico, ou seja, o nível de 
resposta sobe gradativamente na escala hierárquica da entidade, na medida em que cresce o 
vulto da crise. Se, por exemplo, as guarnições especiais não conseguirem solucionar um 
conflito e pedirem apoio de equipes especiais da maior autoridade, então, temos que esse 
nível de resposta é: 
www.estrategiaconcursos.com.br/CursosPorConcurso/trt-1-regiao-rj/
a) nível um, recursos locais. 
b) nível três, todos os recursos do nível dois mais o Comando Geral. 
c) nível quatro, recursos exógenos. 
d) nível dois, todos os recursos do nível um mais recursos exógenos. 
e) nível três, recursos locais especializados. 
23. “A doutrina de gestão de conflitos estabelece três critérios de ação para a tomada de 
decisão. Nesse sentido, a ação: 
(I) deve ter probabilidade de redução da ameaça maior do que os perigos a serem enfrentados 
e a continuidade do status quo; 
(II) somente deve ser realizada quando indispensável; e, (III) deve ter respaldo legal, moral 
e ético.” 
A alternativa que, sucessivamente, corresponde aos critérios de ação descritos é: 
a) justificação / legalidade / aceitabilidade. 
b) necessidade / imprescindibilidade / legalidade. 
c) validade do risco / necessidade / aceitabilidade. 
d) imprescindibilidade / necessidade / validade do risco. 
24. Considere que, hipoteticamente, no exercício das atividades do cargo de Técnico 
Judiciário/Segurança e Transporte – Área Administrativa, “o servidor João encontre-se diante 
de determinado evento de conflito que, dado seu estágio atual, demande a elaboração de um 
plano específico para a solução da situação”. Acerca de tal planejamento, é correto que João 
considere que: 
I. O plano específico deve observar os critérios de ação. 
II. As informações (inteligência) são preponderantes na tomada de decisão sobre qual a melhor solução 
para o conflito. 
III. O emprego do grupo tático deve ser a primeira na escala prioritária de soluções a serem tomadas, 
dada sua efetividade. 
IV. A solução