A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
73 pág.
TÓPICOS INTERDISCIPLINARES

Pré-visualização | Página 7 de 14

Medidas provisórias.
	
	
	Via Organizações não Governamentais.
	
	
	Licitações.
	
	
	Através de renúncia fiscal.
		
		As políticas públicas de educação são programas ou ações que são criadas pelo governo para colocar em prática medidas que garantam o acesso à educação para todos os cidadãos. A educação é considerada uma ferramenta básica para garantir o desenvolvimento de uma sociedade. Historicamente diferentes países vem promovendo seus sistemas educacionais com a finalidade de torná-los mais eficientes e equitativos. Essa equidade visa preparar:
	
	
	
	Por meio dela torna-se possível obter a satisfação de direitos básicos da sociedade.
	
	
	Uma nova cidadania, capaz de enfrentar a evolução que vem ocorrendo nos processos de produção.
	
	
	A solidariedade para com as gerações futuras.
	
	
	Ao desenvolvimento sustentável.
	
	
	A elaboração de um sistema social garantindo emprego, segurança social e respeito a outras culturas.
		No Brasil, há alguns anos, políticas públicas estabeleceram cotas, não apenas, mas também, raciais para o ingresso em universidades públicas. Muitos argumentos a favor e contra são apresentados em debates a respeito da legalidade e da justiça de tal política de cotas. Independentemente de a política de cotas para o ingresso em universidades públicas brasileiras ser louvável ou não, o que está por trás dessa discussão é o reconhecimento, ou não, da necessidade de se implementarem ações afirmativas com vista a proteger grupos considerados vulneráveis. É correto afirmar a respeito das ações afirmativas:
 
	
	
	
	Um utilitarista clássico avaliaria ações afirmativas perguntando se elas contribuiriam para o incremento de benefícios individuais e sociais, em comparação com eventuais prejuízos que podem decorrer da implantação de tais políticas.
 
	
	
	Todas as afirmações anteriores estão corretas.
	
	
	As ações afirmativas são uma forma de discriminação que se justifica do ponto de vista moral, porque visam a elevar o status moral de grupos vulneráveis.
 
	
	
	Compensação por erros do passado e promoção da diversidade são argumentos favoráveis a políticas públicas que se constituem em ações afirmativas.
 
	
	
	Seguindo o pensamento teleológico de Aristóteles, poder-se-ia perguntar a respeito da função das instituições que seriam utilizadas para a promoção de ações afirmativas, com vista a determinar se tais políticas deveriam ser implantadas ou não.
		Populações altamente vulneráveis, como as que estão estabelecidas em nossa sociedade tem sido estudadas através de vários indicadores. O ser humano busca sempre melhoras para sua vida, assim, quando uma necessidade é suprida aparece outra em seu lugar; quando estas necessidades não são supridas sobrevêm sentimentos de frustração, agressividade, nervosismo, baixa estima etc. Dentre as afirmativas abaixo, assinale aquela que colabora para o aumento dos níveis de pobreza, miséria e exasperação das desigualdades sociais:
	
	
	
	Processo de concentração de renda.
	
	
	Politicas de ajuste econômico de curto prazo.
	
	
	Políticas Internacionais.
	
	
	Expansão de um direito paralelo do Estado.
	
	
	Desenvolvimento sustentável.
		
		A Lei 11.340/2006, cria mecanismos para conter-se a violência doméstica contra a mulher, nos termos do § 8º do art. 226 da Constituição Federal, da Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres e da Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher. Dispõe sobre a criação dos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher; altera o Código de Processo Penal, o Código Penal e a Lei de Execução Penal; e dá outras providências. Esta lei é socialmente reconhecida como
 
	
	
	
	Lei Marta Rocha
	
	
	Lei Maria da Penha
	
	
	Lei Ângela Dinis.
	
	
	Lei Mariele de Oliveira
 
	
	
	Lei Ruth Cardoso
		O conceito de Política Pública designa as intervenções de uma autoridade investida de poder público e de legitimidade governamental sobre um setor específico da sociedade ou de um território. A Constituição de 1988 inscreveu preceitos que direcionam para responsabilidade do Estado, com a universalização das políticas públicas. Assim, o Estado como uma organização criada por membros de uma determinada sociedade, tem a finalidade de:
	
	
	
	Analisa o momento de encontro entre a técnica e a ciência.
	
	
	Convocar previamente a criação da ata legislativa ou administrativa.
	
	
	Distinguir em que medida se revela a importância da ética e da cidadania.
	
	
	Distinguir entre pensamento científico e senso comum e o pensamento filosófico.
	
	
	Manter as condições universais de convivência em harmonia e com qualidade de vida.
		A Política Nacional de Mobilidade Urbana, instituída por lei federal,
	
	
	
	estabelece a obrigatoriedade da elaboração do Plano de Mobilidade Urbana para todos os municípios obrigados ou não à elaboração do Plano Diretor Municipal.
	
	
	não inclui em suas disposições regramentos sobre o transporte privado coletivo e o transporte motorizado privado
	
	
	prevê a possibilidade de superávit entre o valor monetário da tarifa de remuneração da prestação do serviço de transporte público de passageiros e a tarifa pública cobrada do usuário.
	
	
	estabelece que o preço público cobrado do usuário pelo uso do transporte público coletivo deve cobrir os reais custos do serviço prestado pelo operador público ou privado, além da remuneração do prestador.
	
	
	objetiva a integração entre os diferentes modos de transporte e a melhoria da acessibilidade e mobilidade das pessoas e cargas nas áreas urbanas.
	
	Entre as intervenções no âmbito das políticas públicas que são adotadas pelos governos para compensar as falhas de mercado, podemos citar as seguintes:
 
1. Ações voltadas para compensar o nível limitado de competição em decorrência dos efeitos causados por economias de escala; 
 
2. Mecanismos voltados para incentivar a revelação sincera das preferências em relação à provisão de bens públicos; 
 
3. Incentivos para que os indivíduos invistam menos em bens cujos custos são privados e os benefícios são públicos; 
 
4. Estímulos à seleção adversa em contextos de competição perfeita. 
 
É correto o que se afirma em 
 
 
	
	
	
	 
1,2.
	
	
	 
1, 2, 3, 4.
 
	
	
	 
3,4.
 
	
	
	 
1, 4.
 
	
	
	2, 3.
 
		Considerando a distinção conceitual entre grupos vulneráveis e minorias, assinale a alternativa que identifica, correta e respectivamente, no Estado Brasileiro, um componente de grupo vulnerável e outro de uma minoria.
	
	
	
	Homossexuais e idosos.
	
	
	Crianças e pessoas com deficiência física ou sofrimento mental.
	
	
	Ciganos e praticantes do candomblé.
	
	
	População de rua e índios.
	
	
	Adolescentes e mulheres.
		Entende-se por políticas públicas todas aquelas obrigações que delegamos à Administração Pública, para ela que realize ações, em nome do interesse público, com a grana que recolhe através dos tributos (impostos e demais taxas) que pagamos, para que possamos ter uma vida melhor em nossas cidades, nossos estados, nosso país. Diante desse contexto, podemos afirmar que constituem políticas públicas:
	
	
	
	O Saneamento, o acesso á educação e o direito ao entretenimento privado.
	
	
	A cultura, a gameficação da vida e a saúde.
	
	
	A saúde, o direito ao ócio e o direito de acesso ás empresas privadas.
	
	
	A saúde, o saneamento e a educação.
	
	
	Os transportes, a cultura e o direito de acesso aos jogos eletrônicos.
		Sobre redes de políticas públicas, não é correto afirmar que: 
 
 
	
	
	
	surgem no âmbito da reforma gerencial do Estado, quando se buscou implementar inovações na administração pública que promovessem a eficácia e a eficiência das ações governamentais.
	
	
	 
são sujeitas aos efeitos causados pela assimetria informacional entre seus membros.
 
	
	
	 
demandam uma estrutura de coordenação e prestação de contas que leve em consideração as interdependências existentes.
 
	
	
	 
são instrumento

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.