A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
157 pág.
Diagnóstico Organizacional

Pré-visualização | Página 1 de 7

1
DIAGNÓSTICO ORGANIZACIONAL
Prof. Hilbernon M. S. Neto
2
3
ESTRUTURA DO RELATÓRIO FINAL
4
Capítulo 1: AMBIENTE INTERNO 
Nesta seção os estudantes deverão apresentar os seguintes conteúdos: 
a)  Histórico Organizacional - descrever o Histórico Organizacional, identificando o negócio 
da organização, seus principais produtos/serviços, fornecedores e clientes 

(B2B, B2C, B2G) – fontes de pesquisa: site da organização, entrevista com gestores; 

b)  Norteadores Institucionais - citar as declarações dos Norteadores Institucionais de 
Missão, Visão e Valores - caso não existam, informar que não tem e fazer uma reflexão 

sobre os impactos da não existência dos norteadores; 

c)  Compreender as forças e fraquezas organizacionais (ambiente interno); 

d)  Stakeholders – mapear os stakeholders da organização. 

e)  Cadeia de Valor - Mapear a cadeia de valor organizacional. 

f)  Matriz BCG - analisar o portfólio da organização a partir da Matriz BCG (caso não haja 

portfólio de produtos e serviços, a análise não deve ser realizada); 

g)  CVP - construir o ciclo de vida da marca da organização, identificando em que estágio 

se encontra (comparar vendas realizadas ao longo do tempo) 

h) 7S: Descrever o modelo de análise empresarial 7S (McKinsey&Co.), fazendo a relação 
entre cada um dos sete aspectos da organização (https://blog.omie.com.br/blog/como-
analisar-a-sua-empresa-com-os-7-ss-de- mckinsey). 
5
Capítulo 2: AMBIENTE EXTERNO (MICRO E MACRO) 
Nesta seção os estudantes deverão apresentar os seguintes conteúdos: 
a)  Construir uma análise PESTAL (ambiente externo); 

b)  Desenvolver uma Análise da Indústria/Setor com informações a respeito do tamanho, 

crescimento e estrutura da indústria/setor; 

c)  Mapear as 5 forças de Porter, interpretando seus impactos para as organizações; 

d)  Definir os Concorrentes Diretos e Indiretos da organização. 

e)  Distinguir forças e fraquezas dos principais concorrentes, analisando o composto de 

marketing, aspectos financeiros e de gerenciamento; 

f)  Identificar os Fatores Chave de Sucesso da organização e comparar a competitividade 

dos concorrentes; 
6
Capítulo 3: CLIENTES E DESIGN ESTRATÉGICO 
a)  Identificar segmentos do mercado alvo; 

b)  Examinar de quem os clientes compram, o que está sendo comprado e por que se está 

comprando (usar metodologia 7O’s); 

c)  Descrever as técnicas de análise da satisfação do cliente; 

d)  Descrever ferramentas de relacionamento com os clientes; 

e)  Construir personas para públicos alvo escolhidos; 

f)  Estratégias Organizacionais - definir as estratégias organizacionais para os próximos 

anos, utilizando os conceitos de estratégias genéricas (Porter) e de crescimento 

(Ansoff); 

g)  Norteadores - redefinir os norteadores estratégicos, alinhando a nova estratégia 

sugerida - destacar e justificar as alterações realizadas; 
7
Capítulo 4: DIAGNÓSTICO ORGANIZACIONAL COM PLANO DE AÇÃO

a) SWOT - Discriminar forças e fraquezas, oportunidades e ameaças; 
 
b)  SWOT Cruzada - realizar análise SWOT Cruzada, ponderando risco e impacto; 

c)  Plano de Ação - plano tático, utilizado o modelo 5W2H, para pelo menos um objetivo 

estratégico de cada uma das quatro perspectivas do BSC. 

8
CONSULTORIA
9
GERENTE ∵ CONSULTOR 
10
Papéis Distintos
• Gerente = Responsabilidade direta
• Consultor = Sem responsabilidade direta, 
influência, sugere recomenda. Influenciador
– Consultor Interno
– Consultor Externo
11
Um Consultor pode atuar basicamente de três formas:
Expert / Especialista
‘Pair of Hands’ / Mão-de-Obra Adicional
‘Colaborative’ / Modo Colaboração
Papel basicamente técnico, recomendando soluções para os Gerente 
Gerente estabelece os objetivos do projeto de consultoria e o Consultor 
executa
Função que exige uma atuação tanto técnica como organizacional. Neste 
caso o Consultor coloca a sua ‘expertise’ a serviço da empresa, apoiado-se 
no conhecimento organizacional que o Gerente possui. Trabalham em 
colaboração um com o outro. 
12
Roteiro de Consultoria - 14 Passos
1. Definição do problema inicial
2. Definição sobre prosseguir ou não com o 
projeto / trabalho / job
3. Selecionar as dimensões a serem estudadas
4. Definir quem estará envolvido no estudo
5. Selecionar o método
6. Coletar Dados 
7. “Afunilar” os dados
13
8. Sumarizar os dados 
9. Analisar os dados
10. Fornecer “feedback” referente dados
11. Recomendar ações
12. Decidir sobre ações
13. Planejar como envolver os outros na 
implementação
14. Organizar as reuniões de implementação 
14
Planejamento 
Estratégico
15
“Preparando-me para as batalhas, sempre 
constatei que os planos são inúteis, mas planejar 
é indispensável.” - Dwight D. Eisenhower
Estratégia X Operacional
16
17
Eficácia Operacional Não é Estratégia
EFICÁCIA OPERACIONAL: CONDIÇÃO 
NECESSÁRIA MAS NÃO SUFICIENTE
Michael Porter
18
• Reflexão sobre onde você está e onde quer chegar:1h 
• Crie seu mantra: 1h
• Análise SWOT: 8 h 
• Análise SWOT Cruzada: 8 h 
• Cinco Forças de Porter: 5 h 
• Revisão: 1h 
Silva, Alexandre. Planejamento Estratégico em 24h: O PLANO IDEAL PARA QUEM NÃO TEM TEMPO A PERDER . Kindle Edition. 
Total de horas para a criação do seu Planejamento Estratégico: 24h
UM MODELO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
19
Onde você está, onde 
você quer chegar?
REFLEXÃO
20
Qual será o seu modelo de negócios para os próximos anos?
Qual é a tendência de mercado para o seu segmento? 
Qual será o diferencial dos seus produtos e/ou serviços para o 
mercado? 
Qual será a demanda para seus produtos e/ou serviços nos 
próximos 5 anos? 
Quem serão seus clientes? 
Qual será a sua área geográfica de atuação? 
Quem são ou serão seus concorrentes?
Qual o valor que você tem para investir? (estrutura, 
contratações, marketing, etc..)
Silva, Alexandre. Planejamento Estratégico em 24h: O PLANO IDEAL PARA QUEM NÃO TEM TEMPO A PERDER . Kindle Edition. 
OUTRAS PERGUNTAS QUE DEVEM SER FEITAS
21
“Ao invés de criar visão, 
missão e valores, como 
faz a maioria das 
empresas, não perca 
tempo com isso nesse 
momento, crie apenas um 
mantra.”
Silva, Alexandre. Planejamento Estratégico em 24h: O PLANO IDEAL PARA QUEM NÃO TEM TEMPO A PERDER . Kindle Edition. 
CRIE SEU MANTRA
22
Segundo Guy Kawasaki, autor do livro “A arte do 
começo” - mantra é uma frase curta que remete 
exatamente ao propósito da sua empresa. Alguns 
exemplos que ele apresenta em seu livro:
» Nike - “Autêntico desempenho atlético”
» Disney - “Divertimento familiar de verdade” 
» Starbuck - “Recompensando os momentos diários”
» IBM - “Pense”
Silva, Alexandre. Planejamento Estratégico em 24h: O PLANO IDEAL PARA QUEM NÃO TEM TEMPO A PERDER . Kindle Edition. 
23
REVISÃO
Momento de fazer uma revisão detalhada dos 
passos anteriores, recomendável revisar com os 
stakeholders.
Importante! Em qualquer plano deve-se alocar um tempo para revisão, 
envolvendo especialistas e demais partes interessadas. Trata-se de um 
procedimento altamente recomendável de alinhamento, que reforça o 
comprometimento com o plano. 
24
25
Os quadrantes “S” e 
“W” estão ligados aos 
fatores internos da sua 
empresa, e os 
quadrantes “O” e “T” 
refletem o cenário 
externo, ou seja, o 
mercado no qual você 
está inserido.
Silva, Alexandre. Planejamento Estratégico em 24h: O PLANO IDEAL PARA QUEM NÃO TEM TEMPO A PERDER . Kindle Edition. 
S W
O T
FRAQUEZASFORÇAS
OPORTUNIDADES AMEAÇAS
IN
T
ER
N
O
S
EX
T
ER
N
O
S
26
1. Você possui uma melhor infraestrutura que seus 
concorrentes; 
2. Sua mão de obra é muito mais qualificada que seus 
concorrentes, além disso você possui um número de 
funcionários menor, porém mais eficiente que seus 
concorrentes; 
3. Você tem condições de investir em qualquer área de sua 
empresa, ou seja, você está em melhores condições 
financeiras que seus concorrentes;
4. Você e seu pessoal são os melhores do mercado no que 
fazem; 
5. Em termos de tecnologia, sua empresa é “de ponta”, 
deixando seus concorrentes