Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
131 pág.
Manual Contabilidade de Gestão II

Pré-visualização | Página 14 de 26

o valor comercial 
dos produtos, mas também os respectivos custos específicos industriais e 
não industriais. 
 
3.2.2. Critério de Repartição dos Custos Conjuntos Pelos Subprodutos 
 
 Critério do Lucro Nulo 
Consiste em atribuir ao subproduto um resultado nulo. Para tal, os custos 
conjuntos a imputar ao subproduto devem ser iguais ao valor de venda da 
produção do subproduto deduzido de todos os custos industriais e não 
industriais que lhe estão associados. Este critério tende a ser o mais 
utilizado, pois os subprodutos têm geralmente valor comercial. 
 
 Critério do Custo Nulo 
Assume-se que o subproduto não tem qualquer custo, sendo os custos 
industriais imputados na totalidade aos produtos principais. Utilizar-se-á 
este critério no caso de o subproduto não ter valor comercial. 
 
3.2.3. Critério de Repartição dos Custos Conjuntos Pelos Resíduos 
 
Os resíduos podem ter, regular ou esporadicamente, um valor comercial, 
originando geralmente custos adicionais. Aos resíduos é possível aplicar os 
critérios anteriormente descritos para os subprodutos. Contudo, se os 
resíduos tiverem regularmente valor comercial é preferível adoptar o 
ISCED 
CURSO: CONTABILIDADE E AUDITORIA; 30 Ano Disciplina/Módulo: Contabilidade de Gestão II 
 
 57 
 
critério do lucro nulo enquanto, se não tiverem regularmente valor 
comercial, será mais adequada a adopção do critério do custo nulo. 
 
 
Sumário 
Nesta unidade abordamos sobre os principais critérios de repartição dos 
custos conjuntos pelos co-produtos, subprodutos e resíduos. O que deve 
estar subjacente é que a opção por um ou outro critério determinará a 
diferença na valorização dos produtos, dai que torna-se fundamental a 
identificação de um critério que melhor se adeqúe a realidade da empresa, 
sob pena de influenciar negativamente a tomada de decisão. 
 
Exercícios de Auto-Avaliação 
 
1. O que entende por custos conjuntos? 
2. Quais são os critérios de repartição dos custos conjuntos pelos coprodutos? 
3. Para que serve o critério do custo nulo? 
4. Em que consiste o critério do custo nulo? 
5. A Sociedade Terra Fértil, Lda. incorreu, em matérias directas, um custo de 
150.000,00. Para a transformação das mesmas utilizou mão-de-obra, ao 
custo conjunto de 25.000,00MT, e outros recursos comuns, ao custo de 
12.500,00MT. 
Desse processamento resultaram os seguintes co-produtos: 
Produtos Produção Vendas Preços 
Leite(L) 30.000 30.000 5,00 
Yogurte (L) 15.000 15.000 6,80 
Queijo (Kg) 5.000 5.000 9,60 
 
ISCED 
CURSO: CONTABILIDADE E AUDITORIA; 30 Ano Disciplina/Módulo: Contabilidade de Gestão II 
 
 58 
 
Calcule: 
a) O custo industrial de cada produto, apropriando os custos conjuntos 
pelo critério do valor de venda da produção; 
b) A margem bruta, em percentagem (%), de cada produto. 
 
6. Suponha que a empresa Aves do Centro, Lda., sediada na Província de Tete, 
dedicada a criação e comercialização de frangos para abate, apresenta a 
seguinte informação, no mês de Agosto último: 
a) Produção e Vendas: 
Produtos Produção Vendas Pv 
Pernas 8 000 Kg 7 500 Kg 10,00 
Peitos 5 000 Kg 5 000 Kg 12,00 
Coxas 2 500 Kg 2 000 Kg 8,00 
Asas 2 000 Kg 1 000 Kg 7,00 
Miudezas (Subproduto) 800 Kg 400 Kg 4,00 
 
b) Custos Industriais 
Descrição Valor 
Custos Conjuntos: 
 Custos com a compra e engorda 10.902,00 
 Custos com o abate e separação das partes 21.302,00 
Outros Custos: 
 Pernas 4.000,00 
 Peitos 2.500,00 
ISCED 
CURSO: CONTABILIDADE E AUDITORIA; 30 Ano Disciplina/Módulo: Contabilidade de Gestão II 
 
 59 
 
 Coxas 1.250,00 
 Asas 1.000,00 
 Miudezas 250,00 
 
C) Custos Não Industriais: 
Descrição Valor 
Gastos Administrativos 2.000,00 
Gastos de Distribuição Fixos 2.500,00 
Gastos de Distribuição Variáveis (3% do Valor 
potencial de vendas) 
 
 
 Pretende-se que: 
a) Valorize o subproduto pelo lucro nulo; 
b) Determine os custos industriais unitários dos produtos 
principais utilizando o critério do valor de venda no 
ponto de separação; 
c) Determine o resultado por produto e global. 
 
Solução: 
1. Custos conjuntos são custos de um processo de produção de que resultam 
dois ou mais produtos, em que até uma certa fase dessa produção não é 
possível separa-los. 
2. Os critérios de repartição dos custos conjuntos pelos co-produtos são os 
seguintes: Critério da Quantidade Produzida, Critério do Valor de Venda da 
ISCED 
CURSO: CONTABILIDADE E AUDITORIA; 30 Ano Disciplina/Módulo: Contabilidade de Gestão II 
 
 60 
 
Produção ou Valor de Venda Potencial e Critério do Valor de Venda da 
Produção no Ponto de Separação. 
3. O critério do custo nulo serve para repartir os custos conjuntos pelos 
subprodutos. 
4. O critério do custo nulo consiste na assunção de que o subproduto não tem 
qualquer custo e os custos industriais são imputados na totalidade aos 
produtos principais. 
5. 
a) Custo Conjunto = 150.000,00 + 25.000,00 + 
12.500,00 
 = 187.500,00 
 
Determinação dos Pesos de Cada Produto 
 
Produto Leite Yogurte Queijo Total 
Valor de Venda 150.000,00 102.000,00 48.000,00 300.000,00 
Peso 0,50 0,34 0,16 100% 
 
Determinação do Custo Industrial de Cada Produto 
 
Produto Peso Custo Conjunto Custo Industrial 
Leite O,50 
187.500,00 
93.750,00 
Yogurte 0,34 63.750,00 
Queijo 0,16 30.000,00 
Total 187.500,00 
 
 
 
b) Determinação da Margem Bruta Percentual 
ISCED 
CURSO: CONTABILIDADE E AUDITORIA; 30 Ano Disciplina/Módulo: Contabilidade de Gestão II 
 
 61 
 
 
Produto Leite Yogurte Queijo 
Valor de Venda 150.000,00 102.000,00 48.000,00 
CIPV 93.750,00 63.750,00 30.000,00 
Lucro Bruto 56.250,00 38.250,00 18.000,00 
MB (%) 37,5% 37,5% 37,5% 
6. 
a) 
Descrição Valor 
Valor de Venda 3.200,00 
Custo Específico Industrial 250,00 
Custo Específico Não Industrial 96,00 
Custo Conjunto à Imputar ao Subproduto 2.854,00 
 
Custo Industrial = 2.854,00 + 250,00 
 = 3.104,00 
3. 
CI unitário = = 3,88 
 
b) Determinação dos custos industriais unitários dos produtos principais 
utilizando o critério do valor de venda no ponto de separação; 
Descrição Valor 
Custos com a compra e engorda 
10.902,00 
Custos com o abate e separação das partes 
21.302,00 
Custos conjuntos do período 32.204,00 
Custo conjunto à imputar ao Subproduto 2.854,00 
Custo conjunto à imputar aos Produtos principais 29.350,00 
ISCED 
CURSO: CONTABILIDADE E AUDITORIA; 30 Ano Disciplina/Módulo: Contabilidade de Gestão II 
 
 62 
 
 
 
 
 
 
 
c) Determinação do resultado por produto e global 
 
 Pernas Peitos Coxas Asas Miudezas Total 
Vendas 75.000,00 60.000,00 16.000,00 7.000,00 1.600.00 159.600,00 
 
CIPV 16.404,75 12.716,50 3.662,60 1.535,50 1.552,00 35.871,35 
RB 58.595,25 47.283,50 12.337,40 5.464,50 48,00 123.728,65 
G. Distrib.
Página1...101112131415161718...26