Buscar

Consulta Empresarial

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 16 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 16 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 16 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

CONSULTORIA 
EMPRESARIAL
 Luciano Oliveira 
de Oliveira
O perfil do profissional 
para realizar o diagnóstico
Objetivos de aprendizagem
Ao final deste texto, você deve apresentar os seguintes aprendizados:
 � Identificar os principais aspectos com compõem à vocação de um
consultor empresarial.
 � Sublinhar as características básicas que um consultor empresarial
deve apresentar.
 � Reconhecer algumas vertentes que identificam o consultor empresarial
ideal para o serviço.
Introdução
O trabalho de um consultor requer uma série de habilidades e com-
petências que vão além da experiência e conhecimento. É preciso ter 
vocação para a atividade.
As expectativas dos clientes são muito grandes em relação ao tra-
balho de consultoria. Nesse sentido, a responsabilidade do consultor é 
imensa, na medida em que todos esperam que ele consiga identificar 
os problemas que estão afetando negativamente a empresa. Mais do 
que isso, depositam suas esperanças na competência desse profissional.
Neste texto, faremos uma relação acerca da vocação de um consultor 
empresarial. Sem dúvida, algo que deve ser muito pensado.
Além disso, apresentaremos algumas características importantes 
desses profissionais. Por último, abordaremos alguns aspectos que podem 
identificar o tipo de consultor ideal para cada tipo de consultoria.
Aspectos que compõem a vocação de um 
consultor 
Ao ler este texto, direcione suas reflexões ao profissional consultor de forma 
individual. Um consultor empresarial é um indivíduo alheio à organização, 
mas que vai analisá-la em detalhes, com o propósito de ser um agente de 
mudanças. Em sua jornada pela empresa, terá como responsabilidade ajudar 
os gestores na tomada de decisões, mesmo não lhe cabendo o poder decisório. 
Nesse momento, precisa ser paciente e ter em mente que resistências são 
comuns, é preciso saber contorná-las com habilidade.
Podemos definir a vocação como uma habilidade que estimula o indivíduo 
para a prática de uma atividade que ele deseja exercer, levando-o a seguir uma 
profissão. Podemos dizer, então, que se refere a um talento, uma competência 
específica que leva o sujeito a exercer uma atividade que lhe é prazerosa.
O profissional consultor deve associar vocação e conhecimento, consolidando a tríade 
conhecimento, habilidade e atitude. É imensa a importância da formação para o desen-
volvimento do trabalho do consultor, assim como sua experiência e suas habilidades, 
elementos que o destacarão como um profissional de competência reconhecida.
Suas atitudes serão o indicador de sua vocação para exercer a atividade. 
Para ser um bom profissional, sustentando sua vocação, o consultor precisa 
demonstrar, também, sua integridade, isto é, mostrar que ela é consolidada pelo 
empenho que dedica à execução da sua tarefa, engajando-se na organização 
com o objetivo de vê-la prosperar. Deve se comportar de forma receptiva, 
ser um bom ouvinte e colocar-se à disposição da empresa-cliente, de modo a 
deixar seus colaboradores confortáveis com suas intervenções.
Espera-se que o consultor apresente uma proposta de trabalho honesta, 
com ações cuja competência para executá-las ele sabe que tem. Não deve, 
em hipótese alguma, prometer soluções que não possa oferecer; seus limites 
devem ser expostos de forma clara, sem dissimulações.
147O perfil do profissional para realizar o diagnóstico
Somente dessa forma, suas ações podem agregar valor à organização. Esse 
valor está diretamente ligado aos benefícios que seu trabalho pode trazer para 
a empresa. Não é adequado gerar nos gestores expectativas que ultrapassem 
os limites do que a sua atuação pode proporcionar, sob pena de perder sua 
credibilidade.
Não importa há quanto tempo o consultor está atuando, seus valores devem sempre 
ser reforçados, confirmando seu perfil de profissional comprometido com a qualidade 
dos serviços que desempenha.
Associar vocação com conhecimento, habilidades e atitudes fará do consul-
tor um profissional realizado que encontrará o caminho do sucesso. Além disso, 
trabalhar naquilo que realmente gosta de fazer proporciona ao consultor – e a 
indivíduos de qualquer outra profissão – uma maior qualidade de vida. Essa 
qualidade de vida reflete na forma de atuação do consultor, na sua liberdade 
de ação e nos resultados que alcança ao longo do trabalho.
De acordo com Alan Weiss (2012, p. 10), três caminhos devem convergir para que você 
tenha sucesso como consultor empresarial:
1. Necessidade de mercado – você deve ter uma necessidade existente ou ser capaz 
de criá-la. Akio Morita criou uma para o Walkman. Agora, o iPod e o iPhone, dois 
dos produtos mais bem-sucedidos lançados no mercado, têm explorado essa 
necessidade criada. No entanto, as necessidades, como capacidade de vendas e 
formulação de estratégias, sempre vão existir.
2. Competência – você deve ter as habilidades para atender a essa necessidade ou 
ser capaz de desenvolvê-las, e o comprador deve perceber que você as detém. 
Felizmente, todos podemos aprender a vida toda, embora eu não vá aprender me-
cânica quântica, não importa a necessidade de mercado que possa se desenvolver.
3. Paixão – você tem que amar o que faz e ser visivelmente entusiasmado.
Consultoria empresarial148
Características de um consultor empresarial 
Um consultor empresarial deve reunir um conjunto de características fun-
damentais para o exercício da profissão. Você pode conferir, aqui, essas ca-
racterísticas divididas em comportamentais, de habilidade e de conhecimento. 
Características comportamentais
As características comportamentais estão relacionadas com a maneira como 
o consultor se coloca diante das diversas situações às quais pode se deparar, 
ou, ainda, diante das situações que ele desencadeou com suas intervenções. 
Veja algumas características comportamentais que podem ser identificadas 
nesses profissionais:
 � Atitude racional – o profissional deve se capaz de executar ações com 
segurança, tendo postura decisiva e agindo de forma racional, sem 
instabilidade emocional. Características que possam gerar dúvidas 
em relação a suas atitudes, como insegurança, paranoia, pessimismo, 
misticismo e excesso de controle podem gerar desconforto e descon-
fiança nos colaboradores da organização.
 � Ter postura e atitude interativas diante da diversidade de situações 
que enfrentará – o consultor não pode ser acomodado ou conservador 
ao extremo. Precisa interagir com os colaboradores da organização, 
demonstrando que se importa com suas opiniões e respeita suas expe-
riências e conhecimentos. A atitude interativa é ideal, com pensamentos, 
propostas e ações voltadas para o seu futuro e o da organização para a 
qual está prestando serviço. Deve ser persistente, não se deixando abalar 
com algum contratempo, contornando as dificuldades e resistências 
utilizando sua experiência e conhecimentos.
 � Estar conectado com o mundo – o consultor empresarial deve se 
manter sempre atualizado, conhecer o que há de novo, como tecno-
logias, mercados e tendências. Além disso, deve ter conhecimentos 
gerais consideráveis, ser conhecedor de cultura geral e atualidades. 
Esses saberes podem ser fundamentais no momento em que necessitar 
ampliar sua visão, pensar além, buscar soluções onde as outras pessoas 
só veem dificuldades. Deve saber transformar os problemas em desafios 
a superar e, das dificuldades, estímulo para buscar mais conhecimento, 
para se tornar cada vez melhor na sua área de atuação.
149O perfil do profissional para realizar o diagnóstico
 � Ter valores culturais e éticos – o consultor mantém sua conduta porá 
partir de valores éticos e morais. Nesse sentido, a reflexão diante das 
diversas situações que irá enfrentar deve ser constante, para que sejam 
sempre compatíveis com suas convicções.
 � Saber relacionar-se com as pessoas – o bom relacionamento com 
as pessoas é fundamental para o desenvolvimento do trabalho, pois o 
consultor precisa interagir com os colaboradores de vários setores da 
organização. Essa interaçãopode consolidar sua imagem de profissio-
nal que inspira confiança e respeito, além de contribuir para a troca 
de informações, conhecimentos e experiências, essenciais para o seu 
crescimento profissional. É importante saber valorizar a experiência e 
os conhecimentos dos colaboradores da organização, incentivando-os 
a participar de todas as etapas do trabalho do consultor.
 � Saber negociar – o consultor precisa ter bem desenvolvida a habilidade 
de saber negociar. Destaca-se, aqui, que o processo de negociação 
demanda uma série de conhecimentos técnicos para ser desenvolvido 
com eficácia. 
Podemos conceituar a negociação como um método sistemático cujo 
objetivo é a aceitação de propósitos ou interesses, de maneira que os sujei-
tos envolvidos finalizem a negociação estando cientes de que tiveram sua 
argumentação ouvida e que o desfecho foi satisfatório para ambas as partes. 
A negociação envolve, portanto, um processo decisório, demandando uma 
comunicação satisfatória entre os envolvidos.
Ao consultor cabe utilizar um processo de negociação estruturado que 
permita às partes:
 � realizar o planejamento, a efetivação, o controle e a negociação dentro 
de uma sistemática que seja lógica e preestabelecida;
 � empregar ideias que tornem sua argumentação mais atrativa, buscando 
sensibilizar a outra parte;
 � ser hábil e flexível, capaz de fazer concessões, quando necessário, e 
solucionar possíveis impasses.
Características de habilidade
No decorrer do trabalho, o consultor empresarial se depara com constantes 
situações que, para a maioria das pessoas, podem parecer críticas e sem solução. 
Ele precisa, então, ter a habilidade de saber contornar dificuldades, transfor-
Consultoria empresarial150
mando essas situações em oportunidades ou, ainda, conseguindo tirar algum 
proveito daquela experiência. As características de habilidade – de extrema 
relevância para o sucesso do consultor – podem variar de acordo com sua área 
de atuação. Contudo, aqui são apresentadas algumas que devem fazer pare 
do perfil de todos os profissionais, qualquer que seja a sua área de atuação.
 � Definição de prioridades e administração do tempo – no decorrer do 
trabalho, o consultor enfrenta uma série de demandas que precisa re-
solver. Saber avaliar cada situação em particular, definindo o momento 
adequado para agir em cada situação, é fundamental.
Muitas vezes, os gestores ou colaboradores da empresa, ansiosos em revelar suas dificul-
dades e buscar soluções, apresentam demandas, aparentemente, urgentes. Entretanto, 
com uma análise mais aprofundada, realizada a partir do diagnóstico empresarial que 
o consultor realizou, ele pode perceber que essa demanda é consequência de outra 
falha maior, que deve ser corrigida com mais brevidade.
A correta análise de prioridades evita o desperdício de tempo e recursos em situações 
superficiais, que poderiam esperar por intervenção posterior. Mais do que isso, com 
a resolução de problemas de base, outras demandas menores são automaticamente 
resolvidas.
O profissional de consultoria precisa desenvolver a habilidade de distinguir 
causas e efeitos, buscando sempre a resolução das causas dos problemas, 
não seus efeitos. Espera-se que ele busque alternativas para a resolução dos 
problemas, analisando-as em toda a sua amplitude e evitando decidir por uma 
delas de forma precipitada.
Outras características desejadas no consultor são organização, serenidade 
e confiança. Sua desorganização pode gerar desconfiança por parte dos co-
laboradores, por isso, é ideal que ele se mostre capaz de organizar sua vida 
particular, de modo que não sofra interrupções particulares no momento em 
que está trabalhando. Isso significa que o sujeito deve saber administrar seu 
tempo de forma a otimizar a vida particular e também a profissional. 
151O perfil do profissional para realizar o diagnóstico
 � Capacidade de adaptação e inovação – vivemos em um mundo onde 
mudanças e inovações são constantes. O profissional que trabalha na 
área de consultoria precisa estar sempre atento ao desenvolvimento de 
novas tecnologias, metodologias de trabalho, recursos e técnicas, mas 
mais do que isso, deve ser capaz de adaptar-se rapidamente às inovações.
A atualização e a busca por novos conhecimentos são ações permanentes 
na vida do consultor. É claro que seu olhar deve ser atento e crítico diante 
das inovações, analisando com cuidado o que realmente pode ser benefícios 
e melhorias ao seu processo de trabalho ou aos clientes.
As empresas estão em constante busca por novas soluções que sejam capazes 
de resolver problemas cada vez maiores. Assim, a atenção às possibilidades 
que o mundo mercadológico e tecnológico pode oferecer não pode ser deixada 
de lado. 
 � Autocontrole administrativo e estratégico – o consultor precisa ter uma 
visão ampliada da situação, conhecendo os processos como um todo, 
não somente a etapa que está sendo vivenciada. Assim, o controle da 
situação é possível, assim como a previsão de obstáculos, direcionando 
as ações de forma estratégica e segura.
Ao consultor cabe levar em consideração os componentes do controle 
administrativo e, dentro deste, do controle estratégico. Inseridos no controle 
administrativo estão o planejamento das ações e a organização destas. 
O controle administrativo apresenta dois níveis: o que se considera nível 
ideal, isto é, controles que determinam antecipadamente o resultado esperado, 
e o nível real, ou seja, controles cujo objetivo é avaliar o que ocorreu. 
Inseridos no nível ideal estão os controles convencionados no planejamento, 
como objetivos, cronograma, orçamentos, diretrizes, procedimentos, estraté-
gias, estruturas a serem utilizadas e distribuição do poder de decisão. No nível 
real, o consultor trabalha com informações concedidas pela organização ou, 
ainda, com dados mercadológicos, que geralmente são relatórios que permitem 
a averiguação do trabalho já realizado e os que estão em execução.
O controle ideal deve ser implantado com a ciência de todos os colabo-
radores envolvidos na consultoria, pois, assim, podem fazer o autocontrole. 
Ao exercê-lo, permitem que os controles reais, se forem relevantes, sejam 
econômicos e completos.
Consultoria empresarial152
 � Pensamento estratégico – para sustentar o pensamento estratégico, o 
consultor precisa utilizar lógica e raciocínio estratégico, visualizando 
cada etapa do desenvolvimento do seu plano de ação. Aliado ao pensa-
mento estratégico, o consultor deve ter sua intuição aguçada, pensando 
sempre à frente dos acontecimentos, considerando todos os possíveis 
desfechos e antecipando-se a qualquer contratempo.
Características de conhecimento 
As características de conhecimento (tácito ou explícito) são aquelas relacio-
nadas aos conhecimentos técnicos que o consultor precisa para utilizar diante 
das demandas possíveis. Confira algumas características de conhecimento 
importantes.
 � Amplo conhecimento na sua área de atuação – pode parecer redundante, 
mas é fundamental que o consultor tenha o nível mais elevado possível 
de conhecimento acerca da área de atuação que escolheu. Seu nível 
de aprimoramento estará diretamente relacionado aos resultados que 
pode alcançar com seu trabalho. Nesse sentido, o conhecimento pode 
ser mais importante do que a experiência, pois é através dele que o 
caminho de resultados positivos será construído.
 � Conhecimento de política internacional e economia – vivemos em 
um mundo globalizado, o mundo empresarial também é globalizado, 
as economias mundiais são inter-relacionadas e, muitas vezes, inter-
dependentes. Assim, conhecer economia e política internacional tem 
grande relevância.
 � Conhecimento de administração – conhecimentos sobre os fundamentos 
da administração são fundamentais, assim como saberes sobre planeja-
mento estratégico, tático e operacional, organização da empresa e gestão 
de pessoas. Também são necessários conhecimentos básicos sobre as 
áreas funcionais da empresa, como recursos humanos,informática, 
marketing e finanças.
 � Ter visão de longo e curto prazos – o profissional de consultoria deve 
planejar a curto, médio e longo prazos as ações e os resultados esperados 
com sua implementação. Exige-se dele, também, capacidade de pensar 
a longo prazo, estabelecendo metas e agindo a curto prazo, realizando 
ações que visem ao alcance das metas estabelecidas.
153O perfil do profissional para realizar o diagnóstico
O conhecimento explícito é formal e sistemático. Por essa razão, pode ser facilmente 
comunicado e compartilhado, seja nas especificações do produto, em uma fórmula 
científica ou um programa de computador.
O conhecimento tácito é altamente pessoal, difícil de formalizar e, por isso, difícil 
de comunicar aos outros. O conhecimento tácito consiste parcialmente em habilidades 
técnicas – o tipo de habilidade informal, difícil de determinar, captada no termo 
“know-how”. 
Fonte: Takeuchi e Nonaka (2008, p. 42).
Identificando o consultor ideal 
Ao procurar um serviço de consultoria empresarial, os gestores da organização 
procuram alguém que atenda suas expectativas e esteja preparado para trabalhar 
inserido na realidade em que a organização se encontra. É importante, então, 
que a empresa-cliente certifique-se de que o consultor apresenta algumas carac-
terísticas fundamentais para o exercício da atividade de consultoria. Podemos 
listar alguns atributos que os gestores da organização podem reconhecer no 
consultor, características que podem auxiliar na escolha do profissional mais 
adequado para a situação. Confira, a seguir, alguns desses atributos.
 � Facilidade em lidar com problemas – um consultor de empresas, dentro 
da sua área de atuação, não deve ser somente apto a identificar pro-
blemas, mas também a saber como lidar com eles, como trabalhá-los 
e resolvê-los. Mesmo havendo problemas que estejam fora da sua área 
de atuação, deve manter uma postura proativa, mostrando-se disposto 
a auxiliar os gestores na busca de uma solução viável. 
Em virtude do cotidiano cheio de compromissos e demandas, muitas vezes, os gestores 
precisam apenas de alguém que lhes indique o caminho certo ou que aponte uma 
alternativa. Nesse momento, um consultor experiente pode contribuir com visão 
ampliada, conhecimento e criatividade.
 
Consultoria empresarial154
 � Facilidade de expressar-se – o consultor deve falar com clareza, usando 
linguagem simplificada, de modo que todos que estão ouvindo suas 
propostas ou explicações consigam compreendê-las com facilidade. A 
linguagem técnica deve ser usada somente em momentos apropriados, 
pois o entendimento dos ouvintes deve ser facilitado.
 � Inspirar e consolidar confiança na empresa-cliente – o profissional de 
consultoria deve inspirar confiança na empresa-cliente. Mais do que 
isso, deve conquistar e consolidar a confiança que lhe foi depositada. 
Para alcançar essa posição, deve ter atitudes que favoreçam o clima de 
confiança, como ser sincero, por exemplo, evitando manipulações ou 
truques para conquistar o cliente e prometendo somente aquilo que pode 
cumprir, além de, em hipótese alguma, cometer ato ilícito (mesmo que o 
cliente peça) e procurar manter um relacionamento formal com o cliente.
 � Buscar a causa dos problemas – o consultor deve ter estar preocupado 
em buscar as causas fundamentais dos problemas encontrados, não as 
superficiais. Estar disposto a aprofundar seu trabalho de diagnóstico é 
desejável, caso seja necessário para fundamentar suas ações.
 � Ser disciplinado e organizado – o consultor deve mostrar-se organizado, 
cumprindo seus horários e mantendo sua agenda de compromissos 
em dia, demonstrando comprometimento com seu trabalho e com a 
empresa-cliente. Deve comparecer à reunião de apresentação de forma 
impecável, com seu material de trabalho em perfeitas condições e orga-
nizado de forma a facilitar sua apresentação. Atender a empresa-cliente 
sempre que solicitado é também uma forma de cumprir o compromisso, 
mantendo um controle rigoroso do cronograma proposto e das atividades 
desenvolvidas. Evitar o adiamento de compromissos ou reuniões, assim 
como deixar de cumprir acordos estabelecidos.
O consultor deve dar atenção às considerações dos gestores e colaboradores da 
organização, evitando dispersar sua atenção quando estiver conversando com alguém. 
O cliente tem coisas importantes a dizer, portanto, é importante valorizar aquilo que 
lhe foi dito.
 
155O perfil do profissional para realizar o diagnóstico
 � Facilidade de deslocamento – o consultor deve ter disponibilidade de 
tempo e facilidade para viajar, se necessário. Essa possibilidade pode 
facilitar sua atuação em lugares diferentes.
 � Versatilidade – o profissional deve ser capaz de adaptar-se a diferentes 
culturas que pode encontrar nas empresas em que prestar seus serviços. 
Respeitar culturas e valores diferentes é fundamental, assim como 
atuar de forma a não confrontar tais valores.
 � Autenticidade – o consultor deve preservar sua autenticidade, não 
tentar parecer aquilo que não é. Além disso, deve sempre preservar os 
créditos dos profissionais que elaboraram as técnicas a serem utilizadas, 
não se apropriando de um trabalho que não realizou. Seu papel dentro 
da organização deve ficar claro, e o comportamento apresentado deve 
ser coerente com as atividades a realizar na empresa-cliente. Nesse 
sentido, saber dizer “não”, caso seja necessário, é importante, pois 
preserva seus princípios e valores.
 � Valorização do seu trabalho – o consultor precisa cobrar um preço justo 
por seu trabalho, não abaixo do mercado nem acima, supervalorizando-
-o. O valor do serviço deve ser estipulado no contrato, durante a fase 
de negociação e contratação.
Essas são apenas algumas dicas que podem ser utilizadas quando se procura 
um serviço de consultoria. À empresa cabe ficar atenta ao perfil do consultor 
que pretende contratar, para tentar perceber se ele é o profissional adequado 
para as demandas. Além disso, sugere-se buscar referências do profissional, ve-
rificando atuações anteriores em outras empresas e sua reputação no mercado.
Consultoria empresarial156
Em 1985, o departamento de desenvolvimento de produtos na Matsushita Electric 
Company, com base em Osaka, trabalhava arduamente em uma nova máquina domés-
tica para fazer pão. Porém, tinham problemas em fazer com que a máquina sovasse 
a massa corretamente: a crosta do pão ficava cozida demais, enquanto o miolo, não. 
Os empregados analisaram exaustivamente o problema e chegaram até a comparar 
radiografias da massa sovada pela máquina com radiografias da massa sovada por 
padeiros profissionais. Não foram, porém, capazes de obter dados significativos.
Até que a responsável pelo software, Ikuko Tanaka, propôs uma solução criativa. O 
Osaka International Hotel tinha a reputação de fazer o melhor pão em Osaka. Por que 
não usá-lo como modelo? Tanaka treinou com o chefe dos padeiros do hotel para 
estudar sua técnica de sovar. Ela observou que o padeiro tinha uma maneira diferente 
de esticar a massa. Depois de um ano de tentativas e erros, trabalhando juntamente 
com os engenheiros do projeto, Tanaka apresentou as especificações do produto – 
incluindo a adição de partes especiais no interior da máquina –, o qual reproduziu 
com sucesso a técnica de esticar do padeiro e a qualidade do pão que ela aprendeu 
a fazer no hotel. Resultados: atingiu-se o método exclusivo da Matsushita de “torcer a 
massa”, e obteve-se um produto que, em seu primeiro ano, estabeleceu um recorde 
de vendas para um novo equipamento de cozinha.
A inovação de Ikuko Tanaka ilustra um movimento entre dois tipos diferentes de 
conhecimento. O ponto final desse movimento é o conhecimento “explícito”: as 
especificações do produto para uma máquina de fazer pão. O conhecimento explícito é 
formal e sistemático. Por essa razão, pode ser facilmente comunicado e compartilhado, 
seja nas especificações do produto, em uma formula científica ou em um programa 
de computador.
Fonte: Takeuchie Nonaka (2008, p. 42).
157O perfil do profissional para realizar o diagnóstico
TAKEUCHI, H.; NONAKA, I. Gestão do conhecimento. Porto Alegre: Bookman, 2008.
WEISS, A. Consultor de ouro: guia profissional para a construção de uma carreira. 4. 
ed. Porto Alegre: Bookman, 2012.
Leituras recomendadas
BLOCK, P. Consultoria: o desafio da liberdade. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2001.
CHIAVENATO, I. Administração: teoria, processo e prática. 4. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.
CHIAVENATO, I. Administração nos novos tempos. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.
CHIAVENATO, I. Administração nos novos tempos: os novos horizontes em administração. 
3. ed. Barueri, SP: Manole, 2014.
CUNHA, J. L. L. Consultoria organizacional. Curitiba: InterSaberes, 2013.
LACOMBE, F. J.M.; HEILBORN, G. L. J. Administração: princípios e tendências. 2. ed. São 
Paulo: Saraiva, 2008.
O NOVO GESTOR. Diagnóstico organizacional: quando e como fazê-lo? 25 jun. 2015. 
Disponível em: <http://www.onovogestor.com.br/processos/diagnostico-organiza-
cional-quando-e-como-faze-lo/>. Acesso em: 05 fev. 2017.
OLIVEIRA, D. de P. R. de. Manual de consultoria empresarial: conceito, metodologias, 
práticas. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2011.
SOUZA, O. G. de (Org.). Consultoria organizacional. São Paulo: Pearson Education do 
Brasil, 2016. 
MCSHANE, S. L.; VON GLINOW, M. A. Comportamento organizacional: conhecimento 
emergente, realidade global. 6. ed. Porto Alegre: AMGH, 2014.
Consultoria empresarial160
Encerra aqui o trecho do livro disponibilizado para 
esta Unidade de Aprendizagem. Na Biblioteca Virtual 
da Instituição, você encontra a obra na íntegra.
Conteúdo:

Continue navegando