História de Água Branca e o Ecoturismo da região
7 pág.

História de Água Branca e o Ecoturismo da região


DisciplinaEcoturismo33 materiais102 seguidores
Pré-visualização1 página
História de Água Branca
e o
Ecoturismo da região
Sumário
1.História de Água Branca..............................................................3
2.Ecoturismo de Água Branca........................................................4
3.Anexos............................................................................................6
4.Referências.....................................................................................6
História de Água Branca
Água Branca é um município brasileiro do estado de Alagoas, situado no sertão. Localiza-se a uma latitude 09º15'39" sul e a uma longitude 37º56'10" oeste, estando a uma altitude de 570 metros. É o segundo ponto mais alto de Alagoas. Sua população estimada em 2016 era de 20.422 habitantes.
Possui uma área de 456,6 km².
Água Branca tem na arquitetura antiga um de seus maiores atrativos, apreciada na Igreja Matriz, na Igrejinha do Rosário, no Centro Histórico da Praça da Matriz, na Casa do Barão de Água Branca e no calçamento da Praça Fernandes Lima, Serra do Himalaia.
Até o século XVII o território de Água Branca fazia parte das sesmarias de Paulo Afonso (BA) que compreendiam, também, os atuais municípios de Mata Grande, Piranhas e Delmiro Gouveia, sendo uma das cidades mais antigas do Estado. Foi denominada Mata Pequena, Matinha de Água Branca, até se tornar o município de Água Branca. O nome veio de uma serra da região, rica em fontes de águas muito limpas. Sua fundação se deve a três irmãos da Família Vieira Sandes, que liderados pelo Capitão Faustino Vieira Sandes, saíram da localidade de Boacica, hoje parte dos municípios de Igreja Nova e Porto Real do Colégio (Vale do Itiúba), para desbravarem o sertão Alagoano.
Os primeiros desbravadores dessas terras foram membros da família Vieira Sandes, oriundos de Itiúba, pequeno povoado próximo a Porto Real do Colégio, em Alagoas. Atraídos pelas riquezas da região, pastagens e fertilidades do solo, o capitão Faustino Vieira Sandes (desbravador do município) com seus irmãos, José Vieira Sandes e João Vieira Sandes arrendaram grande quantidade de terra aos sesmeiros e começaram a explorar a região. Em 1770 foi construída a primeira Igreja em plena mata, pelo Major Francisco Casado de Melo, equidistante de três núcleos de povoamento: Várzea do Pico, Olaria e Boqueirão, atualmente denominada Igreja de Nossa Senhora do Rosário. Em 1º de junho de 1864, foi criada a freguesia de Nossa Senhora da Conceição, subordinada à Diocese de Penedo pela Lei nº 413. Até o século XVII, o território de Água Branca pertencia a Paulo Afonso (Província de Alagoas) conhecida pela denominação de Mata Grande da qual constituiu-se por muito tempo um distrito judiciário. À sesmaria de Paulo Afonso conhecida por Mata Grande, pertencia também o território do município de Piranhas, e hoje os atuais municípios de Delmiro Gouveia, Olho D'água do Casado e Pariconha. Em 24 de abril de 1875, o povoado foi emancipado e instituído a Vila de Água Branca. Por divergências políticas, a Várzea do Pico, onde se realizava as grandes feiras de gado, foi chamada Vila do Capiá e em 1893 passou a ser sede da vila de Água Branca. Em 1º de junho de 1895 a sede passou definitivamente à Vila de Água Branca. Somente em 02 de junho de 1919, através da Lei nº 805, a vila passa a categoria de cidade de Água Branca.
Ecoturismo em Água Branca
TRILHA DO CANGAÇO EM ÁGUA BRANCA, AL
ESPORTES RADICAIS EM ÁGUA BRANCA, AL
TRILHA DA ILHA DA COBRA, ÁGUA BRANCA, AL
SERRA DO CAVALO, ÁGUA BRANCA, AL
ÁGUA BRANCA, ALAGOAS - Turismo de aventura com trilhas do cangaço, cachoeiras, esportes radicais e um centro histórico apaixonante. Do artesanato a culinária regional, comércio e turismo, diversos segmentos para receber bem o turista, para que os visitantes possam conhecer e desfrutar das maravilhas da região serrana.
Sua riqueza natural está na beleza das várias serras, cachoeiras e no clima frio no inverno, apresenta temperaturas amenas em relação ao clima semiárido, podendo-se desfrutar à noite de um clima bastante agradável, característico de regiões serranas. 
CACHOEIRA DO VAI- VÉM
A cachoeira do Vaivém fica a uns 40 minutos a pé do centro da cidade. Devido às serras, chove bastante principalmente no inverno, o que propicia a formação dessa cachoeira que é um dos principais atrativos domunicípio. 
Trilhas ecológicas e caminhadas pelas serras de Água Branca podem te levar a esse paraíso!
MIRANTE DO CRUZEIRO E A SERRA DO HIMALAIA
O Mirante do Cruzeiro, com seu cume conhecido como Himalaia com altitude de 748m. No caminho até o topo há uma via crucis, cuja última estação está no ponto mais alto, onde há um mirante, e um pequeno espaço de recepção aos visitantes, com bar e restaurante. 
Situado no 2º ponto mais alto do Estado de Alagoas, nos traz uma vista incrível das redondezas (cidades de Delmiro Gouveia, Paulo Afonso - BA, Rio São Francisco e Canal do Sertão). Nos dias comuns costuma ser frio á noite e no inverno atinge temperaturas baixíssimas.
Anexos
Referências
https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%81gua_Branca_(Alagoas)
http://www.opioneiro.tur.br/agua-branca.html
https://olhandodajaneladotrem.blogspot.com/2017/03/agua-branca-alagoas-turismo-de-aventura.html