A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
62 pág.
sld_2

Pré-visualização | Página 1 de 5

Unidade II 
 
 
 
SAÚDE AMBIENTAL E VIGILÂNCIA SANITÁRIA 
 
 
 Profa. Claudia Figueiredo 
A degradação do meio ambiente 
 O meio ambiente oferece influência sobre 
o processo saúde-doença dos organismos. 
 As crescentes agressões ao meio ambiente têm 
se tornado motivo de estudo para ecologistas e 
de preocupação para as grandes nações. 
 As agressões ao meio ambiente ao longo da história 
aumentaram com o avanço tecnológico e o estímulo da 
economia, e foram agravados após a Revolução Industrial 
(séc. XVIII), com aumento significativo da poluição do ar. 
 Após a Revolução Industrial, o desenvolvimento econômico se 
baseava no aumento da produção e no lucro a qualquer preço. 
 Este tipo de desenvolvimento provocou 
desequilíbrios ambientais, sem levar em conta 
a capacidade de regeneração da natureza. 
A degradação do meio ambiente 
 A atmosfera da Terra serve como fator principal 
para sustentar o ecossistema planetário. A fina 
camada de gases que envolve a Terra é mantida 
no lugar pela gravidade do planeta. 
O ar seco consiste em uma mistura de gases, com 
quantidade variável de vapor de água. Na composição 
do ar que respiramos, encontramos: 
 78% de nitrogênio, 21% de oxigênio, 1% de argônio e outros 
gases inertes como o dióxido de carbono – os gases restantes 
são geralmente referenciados como trace gases, que incluem 
os gases do efeito estufa, como dióxido de carbono, metano, 
óxido nitroso e ozônio. 
A degradação do meio ambiente 
 A crescente degradação do meio ambiente e 
suas consequências sobre a saúde da população 
levou as grandes nações a traçarem metas de 
redução dos poluentes. 
Algumas conferências foram de grande importância, como: 
 1972 – a ONU realiza a Conferência sobre Meio 
Ambiente Humano, em Estocolmo, na Suécia; 
 1987 – adoção do Protocolo de Montreal, que inicia 
o controle de CFCs e outras substâncias químicas 
que danificam a camada de ozônio; 
 1992 – também conhecida como Cúpula da Terra, 
Eco-92 e Rio-92, a Conferência das Nações Unidas 
sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento acontece 
na cidade do Rio de Janeiro; 
A degradação do meio ambiente 
 2005 – adotado em dezembro de 1997, o Protocolo de 
Kyoto passa a vigorar, obrigando os países industrializados 
a cortar em 5% suas emissões de gases do efeito estufa em 
relação aos níveis de 1990; 
 2012 – o Rio de Janeiro sedia a Conferência das Nações 
Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. 
As Conferências para a Saúde e para o Meio Ambiente se 
completam, pois para melhorar a saúde da população é 
necessário melhorar também as condições ambientais. 
Com apoio dos meios de comunicação, voltamos a dar 
atenção e cuidados aos nossos recursos naturais. 
 
Recursos naturais 
 Os principais recursos naturais existentes no planeta, 
essenciais para a vida de qualquer ser que habita a Terra, 
incluindo nós humanos, são: água, energia, ar e o solo. 
 Durante a evolução social do homem, este passou a 
utilizar os recursos naturais sem pensar nas gerações 
futuras ou nas consequências de um uso abusivo. 
 A sociedade evoluiu, houve crescimento populacional 
e o homem passou a pagar por eles. 
 A água é um recurso natural extremamente importante 
para a vida, pois possuímos cerca de 70% do peso do 
corpóreo composto por água. 
 Essa porcentagem pode atingir até 95% em 
alguns seres marinhos, como as medusas. 
Água 
 A água pode ser representada e reconhecida 
quimicamente pela fórmula molecular H2O, que 
demonstra que cada molécula de água é composta 
por dois átomos de hidrogênio (H) e um átomo 
de oxigênio (O). 
 A água é a única substância encontrada na natureza 
nos três estados físicos da matéria: sólido (gelo), 
líquido e gasoso (vapor de água). 
 A água é um recurso natural renovável, pois possui 
um ciclo natural chamado de ciclo hidrobiológico. 
Ciclo hidrobiológico 
 
 
1. Aquecimento 
2. Evaporação 
3. Condensação 
4. Precipitação 
5. Infiltração 
 
Fonte: Claudia Figueiredo e Olívia Beloto – autoras do livro-texto. 
Água 
 A água para o abastecimento público é uma 
crescente preocupação para a humanidade, 
tanto no quesito qualidade como quantidade. 
 O estilo de vida e o desenvolvimento das atividades 
humanas vêm causando alterações significativas no 
meio ambiente, influenciando a disponibilidade de água. 
 O planeta é composto por ¾ de água e ¼ de continente. 
 A maior proporção deste contingente encontra-se 
nos mares e oceanos (97,5%) – são águas salobras. 
 O restante (2,5%) é de água doce, considerada 
apropriada ao consumo humano. 
 Toda água de consumo humano 
é proveniente de mananciais. 
Água 
 Devido à poluição, a água captada precisa de tratada. 
 Antes de a água chegar aos estabelecimentos, 
é necessário que ela passe por uma Estação 
de Tratamento de Água (ETA). 
 É distribuída, utilizada e devolvida como água residuária. 
 As águas que foram destinadas às atividades diversas 
– a água da chuva e o esgoto doméstico e industrial – 
se destinam a outra estação de tratamento, denominada 
Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). 
 A liberação da água residuária sem tratamento 
resulta em níveis elevados de poluição. 
Rede de coleta, tratamento e distribuição de água 
Fonte: Claudia Figueiredo e Olívia Beloto – autoras do livro-texto. 
Desenvolvimento urbano 
 O desenvolvimento urbano desordenado 
favorece a ocupação populacional próximo 
aos leitos dos rios, locais de ligação com os 
mananciais, que são o berço de água potável. 
 O aumento da pavimentação de ruas altera 
a permeabilidade do solo, favorecendo as 
inundações durante as épocas de chuva. 
 A ocupação humana em torno dos rios e o assoreamento 
são as principais culpadas pela transformação da enchente 
em inundação, o que resulta em perdas humanas e materiais, 
além da disseminação de doenças graves de veiculação hídrica. 
 
Ar e solo 
 Na década de 1930, o processo industrial crescente, 
que utilizava energia não renovável, e o aumento 
da frota automobilística favoreceram a liberação 
de algumas substâncias para a atmosfera, como 
os clorofluorcarbonos (CFCs). 
 Os CFCs são compostos fortemente danosos para o meio 
ambiente e para os seres vivos, pois danificam seriamente 
a camada de ozônio e comprometem a qualidade do ar. 
 A poluição do solo também acontece pela disposição 
dos resíduos sólidos em aterros inadequados ou falta 
de pavimentação das vias públicas. 
 
Interatividade 
Analise as sentenças e assinale a alternativa correta: 
I. A água pode ser encontrada na natureza em três 
estados físicos da matéria: sólido, líquido e gasoso. 
II. A poluição ambiental tem aumentado a quantidade de água 
no oceano por transformar a água potável em água salobra. 
III. A água possui distribuição diferenciada, e a maior 
proporção é encontrada na forma de água doce nas 
geleiras, lagos, rios e aquíferos subterrâneos. 
a) apenas I está correta. 
b) apenas II está correta. 
c) apenas III está correta. 
d) I e II estão corretas. 
e) II e III estão corretas. 
Resposta 
Analise as sentenças e assinale a alternativa correta: 
I. A água pode ser encontrada na natureza em três 
estados físicos da matéria: sólido, líquido e gasoso. 
II. A poluição ambiental tem aumentado a quantidade de água 
no oceano por transformar a água potável em água salobra. 
III. A água possui distribuição diferenciada, e a maior 
proporção é encontrada na forma de água doce nas 
geleiras, lagos, rios e aquíferos subterrâneos. 
a) apenas I está correta. 
b) apenas II está correta. 
c) apenas III está correta. 
d) I e II estão corretas. 
e) II e III estão corretas. 
Desequilíbrios ambientais – eutrofização 
 A eutrofização é um problema de enriquecimento excessivo 
de nutrientes na água, e se agrava em águas calmas. 
 Associado ao despejo de matéria orgânica  esgoto. 
 Material rico em nitrogênio e fosfato. 
 Favorece a proliferação de algas que recobrem o 
corpo de água, impedindo a entrada de raios

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.