A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
APS resumo do acordão

Pré-visualização | Página 1 de 1

FMU- Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas
Grazielle Dimitrov Ferreira
R.A: 6985736
APS
RELATÓRIO 
ACORDÃO 1
São Paulo
2020
CONFLITO DE COMPETÊNCIA Nº 35.129 - SC (2002/0050288-0)
RELATOR : MINISTRO CESAR ASFOR ROCHA
AGRAVANTE : COMPANHIA DOCAS DE IMBITUBA
ADVOGADO : MARCELO RAMOS PEREGRINO FERREIRA E OUTROS
AGRAVADO : SERRA MORENA CORRETORA LTDA
ADVOGADO : ADRIANA ALEXANDRA RAMOS E OUTROS
SUSCITANTE : COMPANHIA DOCAS DE IMBITUBA
SUSCITADO : JUÍZO FEDERAL DE TUBARÃO - SJ/SC
SUSCITADO : JUÍZO DE DIREITO DE IMBITUBA – SC
No Acordão apresentado houve de fato ações idênticas propostas em juízo diferentes, onde ambas tratavam de ação monitoria. A Empresa Serra Morena contra a suscitante buscando o cumprimento do mesmo contrato operacional cuja legalidade é discutida na ação ordinária. Desta forma fazendo com que haja conflito no sistema jurídico onde há incompetência absoluta na resolução da lide. 
Ocorre que a pertinência dos pedidos e das causas de pedir fez as lides serem consideradas conexas já que as três ações que devem ser reunidas em um único juízo a fim. Desta forma houve o requerimento o sobrestamento das ações que tramitam na Justiça estadual, designando-se ao Juízo federal. Porém A reunião dos processos por conexão, como forma excepcional de modificação de competência, só tem lugar quando as causas supostamente conexas estejam submetidas a juízos, em tese, competentes para o julgamento das duas demandas.
Para a solução da lide, vimos que sendo a justiça federal absolutamente incompetente para julgar a ação monitória entre particulares, não se permite, a hipótese de modificação de competência por conexão. Contudo uma das demandas encontrava-se julgada, descartando as lides serem classificadas como conexas. A solução foi deslocar a causa que se encontra na Justiça Estadual para a Justiça Federal. Ficando assim possível o julgamento da lide. 
FMU- Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas
Grazielle Dimitrov Ferreira
R.A: 6985736
APS
RELATÓRIO 
ACORDÃO 2
São Paulo
2020
SIMONE
CLEMENTE (JUSTIÇA GRATUITA) sendo agravado PREFEITURA
MUNICIPAL DE BRAGANÇA PAULISTA
No acordão apresentado, vimos que diante de uma decisão processual indeferindo a ré realizar reparos no imóvel da autora, já que agravante gostaria de ter seu imóvel reformado devido a desastres naturais, exemplo inundações. A causa ainda não havia sido apreciado seu mérito, desta forma foi encaminhada a lide para o juízo não competente.
Sendo indeferido a tutela antecipada pela ré, impossibilitando a reforma do imóvel, além da impossibilidade de ser o imóvel incluso no Cadastro Habitacional do Municipio. O recurso bem processado, com efeito ativo parcial e a contraminuta na qual a agravada sustenta, mantendo a decisão atacada.
Após a questão ser examinada, ocorreu que a mesma não foi encaminhada ao juízo competente, sendo assim a lide não julgada com Agravo improvido.