A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
20 PONTOS - CPC 00

Pré-visualização | Página 1 de 3

RESUMO – CPC 00 (ESTRUTURA CONCEITUAL PARA 
ELABORAÇÃO E DIVULGAÇÃO DE RELATÓRIO CONTÁBIL-
FINANCEIRO)Versão 1.0 | Atualizado em 26/08/2019 
FÁBIO JOSÉ VASCONCELOS GOMES 
@EU_CONTADOR 
E-BOOK - @EU_CONTADOR 
 
@eu_contador 
1 Resumo – CPC 00 (Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro) 
Fala, Contabilista! Tudo certo? 
Chamo-me Fábio Vasconcelos, Contador e atualmente ocupo o cargo de Gestor 
Governamental Contábil na Prefeitura do Recife. Já leciono Contabilidade Geral há um tempo e é 
com enorme prazer que trago para você este e-book GRATUITO com 20 pontos sobre a NBC TG 
– ESTRUTURA CONCEITUAL PARA ELABORAÇÃO E DIVULGAÇÃO DE RELATÓRIO 
CONTÁBIL-FINANCEIRO, ou mais conhecida como CPC 00 – ESTRUTURA CONCEITUAL 
BÁSICA, que pode ser objeto de cobrança em sua prova do Exame de Suficiência, Concurso 
Público ou até mesmo em sua graduação. 
A ideia aqui não é substituir a leitura atenta da Estrutura Conceitual, longe disso! Quero 
apenas proporcionar uma visão geral sobre o assunto e que você utilize este material como apoio 
e/ou revisão, seja qual for o seu objetivo. Espero que este e-book ajude você de alguma maneira. 
Ah... antes que eu me esqueça. Caso queira falar comigo, segue minhas redes sociais: 
@eu_contador (Instagram, Facebook, Twitter, Youtube e Linkedin) ou pelo e-mail 
eucontador10@gmail.com. Trago sempre dicas sobre Contabilidade Geral e Pública. Aguardo 
você lá! ;) 
 
Sem mais para o momento. Bons estudos! 
 
@eu_contador 
2 Resumo – CPC 00 (Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro) 
RESUMO – CPC 00 (Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório 
Contábil-Financeiro) 
 
PONTO 1) O primeiro ponto que você deve saber sobre o CPC 00 é que as informações contidas 
nos relatórios contábil-financeiros (demonstrações contábeis) se destinam PRIMARIAMENTE aos 
seguintes USUÁRIOS EXTERNOS: investidores, financiadores e outros credores, sem hierarquia 
de prioridade. 
Apesar de os Governos, órgãos reguladores ou autoridades tributárias (secretarias da fazenda), 
por exemplo, poderem determinar especificamente exigências para atender a seus próprios 
interesses, tais exigências não devem afetar as demonstrações contábeis elaboradas segundo 
a Estrutura Conceitual. 
 
PONTO 2) As DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS (DCs) objetivam fornecer informações que sejam 
ÚTEIS na tomada de decisões econômicas e avaliações por parte dos usuários em geral, não 
tendo o propósito de atender finalidade ou necessidade específica de determinados grupos 
de usuários (fique esperto(a) nesse ponto... As DCs não têm o propósito de atender 
necessidades específicas de ninguém!). 
 
PONTO 3) O CPC 00 não é uma norma propriamente dita e, portanto, não define normas ou 
procedimentos para qualquer questão particular sobre aspectos de mensuração ou divulgação 
(esses pontos são trazidos pelas Normas específicas. Por exemplo, o CPC 00 não fala sobre 
mensuração e divulgação dos ESTOQUES. Isso quem faz é o CPC 16, Norma específica para 
estoques). 
Nada no CPC 00 substitui qualquer outra Norma e num possível conflito entre o CPC 00 e outra 
Norma, as exigências de tais Normas devem prevalecer sobre o CPC 00 (se liga nesse ponto que 
é importante). 
DEMAIS NORMAS >>> CPC 00 
 
PONTO 4) Sobre o alcance do CPC 00, a Estrutura Conceitual aborda os seguintes tópicos (daqui 
você tem uma noção geral): 
 O objetivo da elaboração e divulgação de relatório contábil-financeiro; 
 As características qualitativas da informação contábil-financeira útil; 
 A definição, o reconhecimento e a mensuração dos elementos a partir dos quais as 
demonstrações contábeis são elaboradas; e 
 Os conceitos de capital e de manutenção de capital. 
 
 
@eu_contador 
3 Resumo – CPC 00 (Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
PONTO 5) Se a informação contábil-financeira é para ser ÚTIL, ela precisa ser relevante e 
representar com fidedignidade o que se propõe a representar. A utilidade da informação 
contábil-financeira é melhorada se ela for comparável, verificável, tempestiva e compreensível. 
As CARACTERÍSTICAS QUALITATIVAS da informação contábil foram divididas em dois grupos: 
 Características qualitativas FUNDAMENTAIS 
 Características qualitativas DE MELHORIA 
A ESSÊNCIA SOBRE A FORMA não é citada formalmente como uma característica qualitativa. 
Porém, devemos entende-la como PRINCÍPIO BASILAR da Contabilidade. 
 
Características Qualitativas 
 
 
FUNDAMENTAIS + DE MELHORIA 
 
PONTO 6) CARACTERÍSTICAS QUALITATIVAS FUNDAMENTAIS 
 RELEVÂNCIA: Informação contábil-financeira relevante é aquela capaz de fazer diferença 
nas decisões que possam ser tomadas pelos usuários. E para fazer a diferença, ela deve ter 
valor PREDITIVO, CONFIRMATÓRIO ou AMBOS. 
o A informação contábil-financeira tem valor PREDITIVO se puder ser usada pelos 
usuários para PREDIZER futuros resultados; 
TÓPICOS 
DO CPC 00 
OBJETIVO DAS DCs 
CARACTERÍSTICAS 
QUALITATIVAS DA INFORMAÇÃO 
DEFINIÇÕES, RECONHECIMENTO 
E MENSURAÇÃO DOS ITENS DAS 
DCs 
CONCEITOS DE CAPITAL E 
MANUTENÇÃO DE CAPITAL 
 
@eu_contador 
4 Resumo – CPC 00 (Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro) 
o A informação contábil-financeira tem valor CONFIRMATÓRIO se 
RETROALIMENTAR AVALIAÇÕES PRÉVIAS (servir de feedback, alterando ou 
confirmando uma informação); 
o O valor PREDITIVO e CONFIRMATÓRIO se inter-relacionam. 
Sobre a MATERIALIDADE: é um aspecto de relevância específico da entidade baseado na 
natureza ou na magnitude, ou em ambos, dos itens para os quais a informação está 
relacionada no contexto do relatório contábil-financeiro de uma entidade em particular. 
Lembre-se que, uma informação pode ser importante (material) em uma sociedade 
empresária, mas pode não ser para outra (por exemplo a conta estoques. Numa empresa 
que tenha R$ 10.000.000,00 em estoques, a falta de R$ 100,00 não vai “influenciar em nada” 
nas análises dos usuários. Logo, é uma informação IMATERIAL. Já numa empresa com 
estoques de R$ 500,00, ai sim a falta de R$ 100,00, ou 20% do estoque pode fazer a 
diferença e influenciar decisões. A informação é MATERIAL. É mais ou menos por ai). 
 
 REPRESENTAÇÃO FIDEDIGNA: Para ser representada fidedignamente, a realidade 
retratada precisa ter três atributos. Ela tem que ser COMPLETA, NEUTRA e LIVRE DE 
ERRO. 
o Completa: as DCs devem conter informações necessárias para que o usuário 
compreenda o fenômeno sendo retratado; 
o Neutra: deve estar livre de viés na seleção ou na apresentação da informação; 
o Livre de erros: não significa exatidão em tudo, mas sim que o processo para 
obtenção da informação tenha sido selecionado e aplicado sem erros. 
 
PONTO 7) CARACTERÍSTICAS QUALITATIVAS DE MELHORIA 
 COMPARABILIDADE: é a característica qualitativa que permite que os usuários 
identifiquem e compreendam SIMILARIDADES dos itens e DIFERENÇAS entre eles. A 
CONSISTÊNCIA, embora esteja relacionada com a comparabilidade, não significa o mesmo. 
Refere-se ao uso dos mesmos métodos para os mesmos itens, tanto de um período para 
outro considerando a mesma entidade que reporta a informação, quanto para um único 
período entre entidades. COMPARABILIDADE é o OBJETIVO; a CONSISTÊNCIA auxilia a 
alcançar esse objetivo. 
 
COMPARABILIDADE é uma coisa, CONSISTÊNCIA é outra! 
 
 
@eu_contador 
5 Resumo – CPC 00 (Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro) 
 VERIFICABILIDADE: ajuda a assegurar aos usuários

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.