A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Diferenças e as semelhanças entre o Epicurismo e o Estoicismo

Pré-visualização | Página 1 de 1

Diferenças e as semelhanças entre o Epicurismo e o Estoicismo
 Para entender a diferença é preciso saber o que é cada uma delas, Epicurismo é um sistema filosófico, que prega a procura dos prazeres moderados para atingir um estado de tranquilidade e de libertação do medo, com a ausência de sofrimento corporal pelo conhecimento do funcionamento do mundo e da limitação dos desejos. Estoicismo é um movimento filosófico que surgiu na Grécia Antiga e que preza a fidelidade ao conhecimento, desprezando todos os tipos de sentimentos externos, como a paixão, a luxúria e demais emoções. 
 São semelhanças entre o epicurismo e o estoicismo o fato de ambas serem teorias éticas antigas e que são bastante significativos do modo como os gregos concebiam a vida para além das filosofias de Platão e Aristóteles.
 A diferença fundamental entre ambas é que enquanto os Epicuristas buscavam serem felizes tendo a maior quantidade possível de bons prazeres durante a vida, os estoicos buscam o mesmo objetivo fugindo das dores e dos infortúnios, aceitando com total indiferença todas as desgraças humanas que por ventura acontecessem.
 “Os estoicos, em verdade, repudiam o relativismo utilitário de Epicuro e proclamam que a
justiça não nasce da conclusão de um acordo entre os homens, não resulta de um pacto
entre homens desejosos de não se prejudicarem mutuamente, mas é, ao contrário,
anterior às leis positivas. A justiça apresentam-na como virtude que nos dirige segundo a
razão natural, no sentido de uma vida segundo a natureza. A distinção entre justo e
injusto é anterior e superior aos variáveis e múltiplos dispositivos da lei escrita, ou, como
Disse Cícero, consubstanciando ensinamentos estoicos, ubi non este justitia, ibi non
poteste esse jus.
 Sábio é aquele que vive segundo a natureza, disposto a obedecer heroicamente às suas
leis. Essas leis são iguais para todos e podem ser concebidas por todos os homens como
seres racionais.” Essa é uma parte do livro que expressa a minha opinião do por que o Estoicismo faz parte ate hoje, que a justiça é uma razão natural.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.