aula 3 SUS
9 pág.

aula 3 SUS


DisciplinaSistematização do Cuidar I2.244 materiais41.710 seguidores
Pré-visualização1 página
Enfermeiro: Anderson Domingues
1
DA INFRAESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA ATENÇÃO BÁSICA
São necessárias à realização das ações de atenção básica nos municípios e Distrito Federal :
I - Unidades Básicas de Saúde (UBS) construídas de acordo com as normas sanitárias e tendo como referência o manual de infra-estrutura do Departamento de Atenção Básica/SAS/MS; 
II - As Unidades Básicas de Saúde:
a) Devem estar cadastradas no sistema de cadastro nacional vigente de acordo com as normas vigorantes;
b) Recomenda-se que disponibilizem, conforme orientações e especificações do manual de infraestrutura do Departamento de Atenção Básica/SAS/MS
1 Consultório médico/enfermagem; consultório odontológico e consultório com sanitário; sala multiprofissional de acolhimento à demanda espontânea; sala de administração e gerência; e sala de atividades coletivas para os profissionais da atenção básica;
2 Área de recepção, local para arquivos e registros; sala de procedimentos; sala de vacinas; área de dispensação de medicamentos e sala de armazenagem de medicamentos (quando há dispensação na UBS); sala de inalação coletiva; sala de procedimentos; sala de coleta; sala de curativos; sala de observação, entre outros.
As atribuições do enfermeiro nas unidades básicas de saúde
No Brasil, o exercício da prática da enfermagem é regulamentado e seus profissionais têm as suas atribuições especificadas no Decreto nº 94.406, de 8 de junho de 1987, que regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986. Esse decreto descreve quem são os profissionais de enfermagem e suas atribuições, mas não faz disfunção entre o trabalho do enfermeiro no âmbito da Atenção Primária à Saúde (APS) e nos demais níveis de atenção à saúde.
Das atribuições Específicas
Atribuições do enfermeiro nas unidades de saúde:
Realizar cuidados diretos de enfermagem nas urgências e emergências clínicas, fazendo a indicação para a continuidade da assistência prestada;
Realizar consultas de enfermagem, solicitar exames complementares, prescrever/transcrever medicações, conforme protocolos estabelecidos nos programas do Ministério da Saúde e disposições legais da profissão;
Planejar, gerenciar, coordenar, executar e avaliar a Unidade de Saúde da Família (USF), levando em conta as reais necessidades de saúde da população atendida;
Executar as ações de assistência integral a criança, mulher, adolescente, adulto e idoso;
Aliar atuação clínica à prática de saúde coletiva;
Realizar atividades correspondentes às áreas prioritárias de intervenção na atenção básica, definidas na Norma Operacional de Assistência Básica (NOAS) de 2002;
Supervisionar e executar ações para capacitação dos agentes comunitários de saúde e auxiliares de enfermagem, com vistas ao desempenho das funções.
Formando grupos educativos
Para atender da melhor forma aos diferentes públicos que procuram diariamente as Unidades Básicas de Saúde é preciso que os todos os profissionais de saúde juntos se reúnam e ofereçam assistência a grupos educativos.
Essas iniciativas devem ser formadas com objetivos preventivos e curativos em variadas áreas necessárias na saúde do paciente, como grupos de hipertenso e diabético, de saúde da mulher (gestante, climatério e pré-natal), da criança, de apoio psicossocial, para vencer o tabagismo, de planejamento familiar, além de atividades voltadas para adolescentes, grupos em igrejas, escolas, dentre outras.
Do Auxiliar e do Técnico de Enfermagem:
I - Participar das atividades de atenção realizando procedimentos regulamentados no exercício de sua profissão na UBS e, quando indicado ou necessário, no domicílio e/ou nos demais espaços co-munitários (escolas, associações etc.);
 II - Realizar atividades programadas e de atenção à demanda espontânea;
III - Realizar ações de educação em saúde à população adstrita, conforme planejamento da equipe; 
IV - Participar do gerenciamento dos insumos necessários para o adequado funcionamento da UBS; 
 V - Contribuir, participar e realizar atividades de educação permanente.
Referências 
Politica Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Disponível em:
http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/pnab.pdf
 As atribuições do enfermeiro nas unidades básicas de saúde
Disponível em:
https://pebmed.com.br/as-atribuicoes-do-enfermeiro-nas-unidades-basicas-de-saude/