A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
31 pág.
Direito do Trabalho - Remuneração e salário.

Pré-visualização | Página 1 de 4

15/08/2019
1
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS 
DIREITO – MANHÃ – DIREITO DO TRABALHO II
PROFESSOR JOÃO MARCOS CASTILHO MORATO
Tópicos de estudo.
Remuneração e salário: conceituação e 
composição. 
Classificação e tipos de salários. 
Meios de pagamento salarial. 
Modalidades de salário: salário básico; abono; 
adicionais; comissões; gratificações; 13º salário; 
prêmios; parcelas atípicas. 
Sistema de proteção ao salário - contra abusos e 
créditos concorrentes; quanto ao valor; quanto à 
noção de igualdade.
15/08/2019
2
Salário
■ Etmologia. 
– Grego – hals
– Latim – sal, salis
■ História
– Com a Revolução Francesa, seguiu-se o sistema 
assalariado, em substituição à escravidão e 
servidão. No entanto, o salário era mercadoria, 
alterava-se pela lei da oferta e da procura. O 
manifesto Comunista em 1848 e a Encíclica 
Rerum Novarum se puseram contra o sistema. 
– Com o tratado de Versalhes, 1919, o salário 
passa a ser mecanismo de socialização, 
valorização e retribuição do trabalho humano. 
Salário. Conceito e composição
■ Teoria da contraprestatividade. 
■ Teoria da contraprestação com o contrato de trabalho. 
■ Doutrinário. “Salário é a totalidade das percepções 
econômicas dos trabalhadores, qualquer que seja a forma ou 
meio de pagamento, quer retribuam o trabalho efetivo, os 
períodos de interrupção do contrato e os descansos 
computáveis na jornada de trabalho”. (Nascimento, 2001, p. 
629)
■ Legal. Salário é o pagamento realizado diretamente pelo 
empregador para o empregado, como retribuição pelo seu 
trabalho.
15/08/2019
3
Salário. Conceito e composição
■ Remuneração e salário. 
– Diferenciação doutrinária.
– Diferenciação legal. Art. 457/CLT
■ Salário – pagamento direto do empregador
■ Remuneração – salário mais gorjetas.
■ Art. 457 - Compreendem-se na remuneração do 
empregado, para todos os efeitos legais, além do 
salário devido e pago diretamente pelo empregador, 
como contraprestação do serviço, as gorjetas que 
receber.
Salário. Conceito e composição
■ Remuneração e salário. 
Art. 457.
§ 1o Integram o salário a importância fixa estipulada, as 
gratificações legais e as comissões pagas pelo empregador. 
§ 2o As importâncias, ainda que habituais, pagas a título de 
ajuda de custo, auxílio-alimentação, vedado seu pagamento 
em dinheiro, diárias para viagem, prêmios e abonos não 
integram a remuneração do empregado, não se incorporam ao 
contrato de trabalho e não constituem base de incidência de 
qualquer encargo trabalhista e previdenciário. 
§ 4o Consideram-se prêmios as liberalidades concedidas pelo 
empregador em forma de bens, serviços ou valor em dinheiro a 
empregado ou a grupo de empregados, em razão de 
desempenho superior ao ordinariamente esperado no exercício 
de suas atividades. 
15/08/2019
4
Salário. Conceito e composição
■ Remuneração e salário. 
■ Gorjetas
Art. 457.
§ 3º Considera-se gorjeta não só a importância 
espontaneamente dada pelo cliente ao empregado, como 
também o valor cobrado pela empresa, como serviço ou 
adicional, a qualquer título, e destinado à distribuição aos 
empregados.
Salário. Conceito e composição
■ Não integram o salário:
– Indenizações – incluindo diárias e ajudas de 
custos. Diferem do salário pela sua finalidade, 
que é a reparação de danos ou o ressarcimento 
de gastos do empregado.
– Auxílio alimentação
– Diárias de viagem
– Pagamentos de natureza previdenciária. 
– Recolhimentos sociais e parafiscais. Contribuição 
sindical, FGTS.
15/08/2019
5
Salário. Conceito e composição
■ Não integram o salário:
– Direitos intelectuais. 
– Participação nos lucros. Art. 7º, XI. Em. 251/TST. Art. 
457,§1º
– Gratificações espontâneas
– Prêmios (Art. 457, §4º)
– Art. 458, §2º - a seguir.
Salário. Conceito e composição
Art. 458, §2º
§ 2o Para os efeitos previstos neste artigo, não serão consideradas como 
salário as seguintes utilidades concedidas pelo empregador.
I – vestuários, equipamentos e outros acessórios fornecidos aos empregados 
e utilizados no local de trabalho, para a prestação do serviço,
II – educação, em estabelecimento de ensino próprio ou de terceiros, 
compreendendo os valores relativos a matrícula, mensalidade, anuidade, 
livros e material didático; 
III – transporte destinado ao deslocamento para o trabalho e retorno, em 
percurso servido ou não por transporte público; 
IV – assistência médica, hospitalar e odontológica, prestada diretamente ou 
mediante seguro-saúde,
V – seguros de vida e de acidentes pessoais,
VI – previdência privada,
VII – (VETADO)
VIII - o valor correspondente ao vale-cultura..
15/08/2019
6
Salário e encargos
■ São encargos:
– contribuições previdenciárias, incluindo as destinadas à cobertura por 
acidentes do trabalho
– contribuição para órgãos de formação profissional: Senai, Senac...
– contribuição para programa de salário-educação
– etc.
■ Não são encargos.
– 13º
– RSR
– Férias
– Intervalos em que se mantém a obrigação de pagamento de salário, 
como nas interrupções ao contrato de trabalho.
Salário. Características
■ Caráter alimentar
■ Caráter forfetário
■ Indisponibilidade e Irredutibilidade.
■ Periodicidade. Art. 459/CLT. 
■ Persistência ou continuidade
■ Natureza composta
■ Pós-numeração. 
15/08/2019
7
Proteção ao salário
Salário. Proteção
■ Irredutibilidade
■ Inalterabilidade
– Alterar significa mudar a forma e o modo de pagamento:
■ forma de pagamento. É a modalidade de cálculo e o 
meio de pagamento (hora, dia..., dinheiro, utilidades...)
■ modo de pagamento. É a maneira de entregar ao 
trabalhador o salário.
■ Impenhorabilidade
– Art. 833, IV, CPC. Salvo para pagamento de pensão 
alimentícia.
■ Intangibilidade
– CLT. Art. 462
15/08/2019
8
Salário. Proteção
■ Intangibilidade
– Descontos legais: 
■ Adiantamentos
■ Falta injustificada e respectivo descanso semanal 
remunerado correspondente àquela semana;
■ Reparação por dano doloso (art. 462, §1o., CLT)
■ Reparação por dano culposo, desde que haja 
permissão do empregado (art. 462, §1o., CLT)
■ Contribuições previdenciárias e sindicais (art. 
578/CLT)
■ Imposto de renda descontado na fonte
■ Prestação de alimentos (art. 734, CPC)
■ Pagamento de multa criminal (art. 50, §1º, do CP)
Salário. Proteção
■ Intangibilidade
■ Descontos legais: 
– Prestações correspondentes ao pagamento de dívidas contraídas 
para a aquisição de unidade habitacional no Sistema Financeiro da 
Habitação (art. 1º da L. 5725/71)
– Compensação por falta de aviso prévio do empregado demissionário 
(art. 487, §2º)
– Estorno de comissão já paga, verificada a insolvência do comprador 
(art. 7º da Lei 3.207/57)
– Valor constante de requisição de Seguridade Social referente a 
importância proveniente de dívida ou responsabilidade junto a ela 
contraída relativa a benefícios pagos indevidamente (art. 19 da L. 
8212/91)
– Adiantamento da primeira parcela do 13º salário no caso de extinção 
do contrato de trabalho, por justa causa, antes de 20 de dezembro 
(art. 3º da Lei 4749/65)
15/08/2019
9
Salário. Proteção
■ Intangibilidade
■ Descontos legais: 
Súmula nº 342 do TST. DESCONTOS SALARIAIS. ART. 462 DA CLT 
(mantida) - Res. 121/2003, DJ 19, 20 e 21.11.2003. Descontos 
salariais efetuados pelo empregador, com a autorização prévia e 
por escrito do empregado, para ser integrado em planos de 
assistência odontológica, médico-hospitalar, de seguro, de 
previdência privada, ou de entidade cooperativa, cultural ou 
recreativo-associativa de seus trabalhadores, em seu benefício e 
de seus dependentes, não afrontam o disposto no art. 462 da 
CLT, salvo se ficar demonstrada a existência de coação ou de 
outro defeito que vicie o ato jurídico.
DIREITO AO TRABALHO DECENTE. A Constituição da República de 
1988, ao incluir a dignidade da pessoa humana entre os 
fundamentos da república (art. 1º, inciso III), assegura a todos os 
trabalhadores o direito ao trabalho decente, ou seja, ao trabalho 
remunerado de forma justa e que se