A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
EXERCICIOS RESPIRAÇÃO CELULAR

Pré-visualização | Página 1 de 1

PROFESSOR : MATHEUS MACIEL BATISTA DISCIPLINA: BIOQUIMICA 
NOME: DAIANE STEFANIE DA SILVA ROCHA 
 RESPIRAÇÃO CELULAR 
 
1. Quais são os três estágios da respiração celular? 
R: Glicólise, o ciclo de Krebs e a fosforilação oxidativa. 
 
 2. Onde ocorre a glicólise? 
R: A glicólise é um processo que ocorre sem a presença de oxigênio e que tem como 
produto final ATP e ácido pirúvico. Nessa via metabólica, que ocorre no citoplasma 
das células de todos os seres vivos, acontece a formação de ácido pirúvico (C3H4O3) e 
de moléculas de ATP. 
 
3. Quantas moléculas de ATP são formadas e consumidas na glicólise? 
R: Tendo em conta que por cada molécula de gliceraldeído-3-fosfato produz-se 
duas moléculas de ATP, na glicólise são produzidos ao todo 4 ATPs e gastos 2. O 
saldo energético é de 2 moléculas de ATP e 2 NADH por molécula de glicose. 
4. Quantas reações formam a via da glicólise? 
R: A glicólise ocorre em uma seqüência enzimática de 11 reações, divididas em duas 
fases: a primeira fase vai até a formação de duas moléculas de gliceraldeído-3-fosfato 
caracteriza-se como uma fase de gasto energético de 2 ATPs nas duas fosforilações 
que ocorrem nesta fase; a segunda fase caracteriza-se pela produção energética de 4 
ATPs em reações oxidativas enzimáticas independentes de oxigênio, utilizando o 
NADH como transportador de hidrogênios da reação de desidrogenação que ocorre. O 
rendimento energético líquido final do metabolismo anaeróbio da glicose, portanto é de 
somente 2ATPs. 
 
 
 
5. Quais são os produtos da glicólise? 
R: seus produtos são duas moléculas de piruvato, duas moléculas de ATP, ou seja, 
energia e dois equivalentes reduzidos de NADH+. 
 
6. Mostre a reação de transformação do piruvato em lactato. 
R: Em condições aeróbicas, o destino do piruvato produzido na glicólise é sofrer uma 
descarboxilação oxidativa catalisada pela piruvato desidrogenasse, que é um 
complexo multienzimático existente no interior da mitocôndria de eucariotos. Portanto, 
o piruvato precisa entrar na mitocôndria para ser degradado por essa via. A reação 
geral é a seguinte: 
 Piruvato + CoA + NAD+ → Acetil-CoA + NADH + CO2 
 
7. Mostre através de reação a obtenção do Acetil-CoA a partir do piruvato. 
R: Em condições aeróbicas, em células eucarióticas, o piruvato entra na mitocôndria 
através da enzima translocase e é convertido a Acetil-CoA, conectando a GLICOSE ao 
Ciclo de Krebs Ciclo de Krebs 
 
8. Considerando apenas as reações do ciclo de Krebs para uma molécula de acetil-
CoA, quantos NADH, FADH2 e ATP são formados? Quantos ATP resultarão destas 
moléculas após a fosforilação oxidativa? 
Assim, são formadas 4 moléculas de NADH, 1 de FADH2 e 1 de ATP em cada ciclo. 
 
2 x (4 NADH + 1 FADH2 + 1 ATP) → 8 NADH + 2 FADH2 + 2 ATP 
Etapa de conversão das moléculas de NADH e FADH2 em moléculas de ATP, quando 
os prótons H+ por difusão são forçados a passar pela proteína sistetase ATP (enzima 
transmembranar) restituindo ADP em ATP. 
 
2 NADH da glicólise → 6 ATP 
8 NADH do ciclo de Krebs → 24 ATP 34 ATP 
2 FADH2 do ciclo de Krebs → 4 ATP 
 
9. Quantos ATP são formados a partir do NADH produzido na glicólise? 
R: São utilizadas 2 moléculas de ATP para ativar o catabolismo da molécula 
de glicose, porém são formadas 2 moléculas de NADH, 4 ATP e 2 moléculas de 
piruvato. 
 
10. Onde ocorre a transferência de elétrons posterior ao ciclo de Krebs? 
R: Os elétrons e íons H+ que foram liberados nas reações são apreendidos por 
moléculas de NAD, que se convertem em moléculas de NADH, e também 
pelo FAD (dinucleotídeo de flavina-adenina), outro aceptor de elétrons. 
No ciclo de Krebs, a energia liberada em uma das etapas forma, a partir 
do GDP (difosfato de guanosina) e de um grupo fosfato inorgânico (Pi), uma molécula 
de GTP (trifosfato de guanosina) que difere do ATP apenas por conter a guanina como 
base nitrogenada ao invés da adenina. O GTP é o responsável por fornecer a energia 
necessária a alguns processos celulares, como a síntese de proteínas. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
11. Qual é o saldo total de moléculas de ATP obtidas a partir de uma única molécula de 
glicose? 
2 NADH da glicólise → 6 ATP 
8 NADH do ciclo de Krebs → 24 ATP 34 ATP 
2 FADH2 do ciclo de Krebs → 4 ATP 
 
 
 
12. Com relação à cadeia de transporte de elétrons e a fosforilação oxidativa preencha as 
lacunas com algumas das palavras do quadro abaixo: 
 
 a) A fosforilação oxidativa é o processo que produz ATP através da transferência de 
elétrons das coenzimas reduzidas para o coenzimas, por uma série de transportadores de 
elétrons. 
 
b) O fluxo de elétrons pelos complexos que atravessam a membrana mitocondrial interna, 
leva ao bombeamento de H+ através da membrana gerando uma força capaz de extrair 
mais energia a partir dos combustíveis metabólicos do que é obtido pela anaerobiose.