Marcelo_Neves_-_Transconstitucio pdf
194 pág.

Marcelo_Neves_-_Transconstitucio pdf


DisciplinaDireito Internacional10.836 materiais61.843 seguidores
Pré-visualização50 páginas
TRANSCONSTITUCIONALISMO 
Esta coleção oferece um leque de 
importantes obras nas áreas de Filosofia 
e Teoria do Direito e de Filosofia 
Política. Clássicas ou modernas, essas 
obras representam momentos decisivos 
na história da justiça, independente de 
suas origens culturais ou orientação 
ideológica. 
Configura-se, assim, um campo fértil 
para o debate acerca do papel do direito 
e da política na sociedade moderna. 
Projeto gráfico da capa Katia Harnrni Terasaka 
Imagem da capa Edwae1~ Collier (e. 1640-c. 1702), 
Omnia Vanitas (detalhe), coleção particular, 
Dinamarca. The B1idgeman Art Libnu-y/ 
Grupo Kcystonc. 
TRANSCONSTITUCIONALISMO 
TRANSCONSTITUCIONALISMO 
Marcelo Neves 
wmj martinsfontes 
SÃO PAULO 2012 
Copyright© 2009, Editora WMF Martins Fontes Ltda., 
São Paulo, para a presente edição. 
1~ edição 2009 
2~ tiragem 2012 
Acompanhamento editorial 
Helena Guimarães Bittencourt 
Revisões gráficas 
Renato da Rocha Carlos 
Edição de arte 
Katia Harumi Terasaka 
Produção gráfica 
Geraldo Alves 
Paginação/Fotolitos 
Studio 3 Desenvolvimento Editorial 
Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) 
(Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) 
Neves, Marcelo 
Transconstitucionalismo /Marcelo Neves. -São Paulo: Edi-
tora WMF Martins Fontes, 2009. - (Biblioteca jurídica WMF) 
Bibliografia. 
ISBN 978-85-7827-200-5 
1. Constitucionalismo 2. Constihrição 3. Direito constitu-
cional 4. Direitos fundamentais 5. Direitos humanos 6. Estado 
de direito I. Título. II. Série. 
09-09931 CDU-342.4 
Índices para catálogo sistemático: 
1. Constituição : Teoria geral : Direito constitucional 342.4 
2. Transconstitucionalismo : Teoria geral : 
Direito constitucional 342.4 
Todos os direitos desta edição reservados à 
Editora WMP Martins Fontes Ltda. 
Rua Prof Laerte Ramos de Carvalho, 133 01325.030 São Paulo SP Brasil 
Tel. (11) 3293.8150 Fax (11) 3101.1042 
e-mail: injo@wmfmartinsfontes.com.br http://www.wmfmartinsfontes.com.br 
SUMÁRIO 
Abreviaturas .................................................................... . 
Prefácio ............................................................................ . 
Introdução ........................................................................ . 
CAPÍTULO I Pressupostos teóricos ............................. . 
1. Constituição como metáfora? ................................. . 
2. A formação social hierárquica pré-moderna ......... . 
3. O período de transição: cartas de liberdade ou 
pactos de poder ....................................................... . 
4. A sociedade moderna multicêntrica ...................... . 
5. Dos acoplamentos estruturais à racionalidade trans-
versal ........................................................................ . 
CAPÍTULO n Da Constituição transversal.. .............. . 
1. A Constituição do constitucionalismo ................... . 
2. A Constituição transversal do Estado constitucional . 
3. Constituições transversais além do Estado? ......... . 
3.1. Modelos de Constituição supranacional global 
e a constitucionalização no plano da ordem 
internacional ..................................................... . 
3.2. Constitucionalismo supranacional no plano 
regional .............................................................. . 
3.3. As J/Constituições civis" transnacionais .......... . 
CAPÍTULO m ... Ao transconstitucionalismo entre 
ordens jurídicas ......................................................... . 
XI 
XV 
XIX 
1 
1 
6 
17 
22 
34 
53 
53 
62 
83 
85 
99 
108 
115 
1. O transconstitucionalismo entre ordens jurídicas 
como modelo referente ao tratamento de proble-
mas constitucionais ................................................. . 
2. Transconstitucionalismo entre direito internacional 
público e direito estatal.. ........................................ .. 
3. Transconstitucionalismo entre direito supranacional 
e direito estatal ........................................................ . 
4. Transconstitucionalismo entre ordens jurídicas es-
tatais ......................................................................... . 
5. Transconstitucionalismo entre ordens jurídicas esta-
tais e transnacionais ................................................ . 
6. Transconstitucionalismo entre ordens jurídicas es-
tatais e ordens locais extra estatais ........................ .. 
7. Transconstitucionalismo entre direito supranacio-
nal e direito internacional.. .................................... .. 
CAPÍTULO IV O transconstitudonalismo em um sis-
tema jurídico mundial de níveis múltiplos .......... 
1. Transconstitucionalismo multiangular entre ordens 
da mesma espécie e ordens de tipos diversos ........ 
2. Transconstitucionalismo pluridimensional dos di-
reitos humanos ....................................................... .. 
3. Esboços de uma metodologia do transconstitucio-
nalismo ..................................................................... . 
CAPÍTULO v Excurso: limites e possibilidades do 
transconstitudonalismo entre condições empíri-
115 
132 
152 
166 
187 
216 
229 
235 
235 
249 
270 
cas, exigência funcional e pretensão normativa... 279 
1. Condições empíricas: transconstitucionalismo ver-
sus assimetria das formas de direito........................ 279 
2. Exigência funcional: além de utopia constitucional 
e fragmentação - promoção de uma 11 ordem dife-
renciada de comunicações!/ (integração sistémica) .. 286 
3. Pretensão normativa: além de hegemonia e comu-
nidade -promoção da inclusão ("integração social11) 289 
Observação final: o ponto cego, o outro pode ver.............. 295 
Bibliografia ... . . . .. . . . . . .. . . . . .. . .. . . . . . . .... . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . ..... . . . . . . . . ... . 299 
Tabela de casos e decisões .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. 345 
Índice onomástico.............................................................. 353 
Aos amigos 
Hauke Brunkhorst e 
Franz von Weber; 
com gratidão 
"Existe um nível inviolável - denominemo-lo nível I -, no 
qual residem as convenções de interpretação; existe também 
um nível entrelaçado - o nível E -, no qual reside a hierarquia 
entrelaçada. Assim, esses dois níveis ainda são hierárquicos: o 
nível I controla o que acontece no nível E, mas o nível E não afe-
ta nem pode afetar o nível I. Não importa que o nível E seja, ele 
próprio, uma hierarquia entrelaçada - mesmo assim ele é con-
trolado por um conjunto de convenções externo a ele. E esse é o 
ponto importante. 
Como, sem dúvida, você já percebeu, não há nada que nos 
impeça de fazer o 'impossível' - ou seja, entrelaçar o nível I e o 
nível E, tornando as próprias convenções de interpretação sujei-
tas à revisão, de acordo com a situação no tabuleiro de xadrez. 
Mas, para levar a cabo este 'superentrelaçado', você teria de estar 
de acordo com seu adversário quanto a convenções ulteriores 
para ligar os dois níveis - e o ato de fazê-lo criaria um novo nível, 
um novo tipo de nível inviolável, acima do nível 'superentrelaça-
do' (ou abaixo dele, se você preferir). E isto poderia continuar in-
definidamente. Com efeito, os saltos que estão sendo dados são 
muito semelhantes aos registrados na Cantata de aniversário e na 
gõdelização repetida aplicada a vários aperfeiçoamentos da TNT. 
Cada vez que você pensa ter encontrado o fim, há alguma nova 
variação sobre o tema 'do salto para fora do sistema' que requer 
uma certa criatividade para ser identificada." 
DOUGLAS R. HüFSTADTER 
ABREVIATURAS 
AB 
ACO-AgrR 
ADPF 
ADI 
All ER 
BCE 
BGH 
BGHZ 
BVerfGE 
CA 
CAAD 
CADH 
CEDH 
Appellate Body [Órgão de Apelação] (OMC) 
Agravo Regimental