improbidade e direitos sociais
122 pág.

improbidade e direitos sociais


DisciplinaDireito Constitucional I72.050 materiais1.663.700 seguidores
Pré-visualização37 páginas
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE 
CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS 
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO 
MESTRADO EM DIREITO CONSTITUCIONAL 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
FÁBIO JOSÉ VARELA FIALHO 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA E EFETIVAÇÃO DE DIREITOS 
FUNDAMENTAIS 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
NATAL/RN 
2018 
 FÁBIO JOSÉ VARELA FIALHO 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA E EFETIVAÇÃO DE DIREITOS 
FUNDAMENTAIS 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Dissertação apresentada ao programa de Pós-
Graduação em Direito da Universidade Federal 
do Rio Grande do Norte, como requisito parcial 
para a obtenção do título de Mestre em Direito 
Constitucional. 
 
Professor Orientador: Erick Wilson Pereira 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 NATAL/RN 
2018 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Catalogação de Publicação na Fonte. 
UFRN - Biblioteca Setorial do CCSA 
 
 
Fialho, Fábio José Varela. 
Ação de improbidade administrativa e efetivação de direitos fundamentais / 
Fábio José Varela Fialho. - 2018. 
121f. 
 
Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade Federal do Rio Grande do 
Norte. Centro de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-graduação em 
Direito, Natal, 2018. 
Orientador: Prof. Dr. Erick Wilson Pereira. 
 
1. Improbidade administrativa - Dissertação. 2. Direitos fundamentais - 
Dissertação. 3. Controle administrativo - Dissertação. I. Pereira, Erick Wilson. II. 
Universidade Federal do Rio Grande do Norte. III. Título. 
 
RN/BS/CCSA CDU 343.35 
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE 
CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS 
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO 
MESTRADO EM DIREITO CONSTITUCIONAL 
 
 
 
 
 
 
 
A dissertação \u201cAção de improbidade administrativa e efetivação de direitos 
fundamentais\u201d de autoria do mestrando Fábio José Varela Fialho foi avaliada e aprovada 
pela comissão examinadora formada pelos seguintes professores: 
 
 
 
 
BANCA EXAMINADORA 
 
_______________________________________ 
Prof. Doutor Erick Wilson Pereira 
 
________________________________________ 
Prof. Doutor José Orlando Ribeiro Rosado 
 
________________________________________ 
Prof. Doutor Paulo Lopo Saraiva 
 
 
 
 
 
Natal /RN, 30 de janeiro de 2018. 
 
 
 
 
AGRADECIMENTOS 
 
 
 
 
Agradeço primeiramente a Deus pelo dom da vida e pela saúde que me é dada 
para que possa usufruir da oportunidade de adquirir novos conhecimentos através do presente 
programa de mestrado. 
Aos dedicados professores que cuidam com inestimável zelo da arte docente, 
em especial, ao meu orientador Prof. Erick Wilson Pereira pelos ensinamentos e paciência 
com que me mostrou o caminho para a elaboração deste trabalho, bem como à Prof. Maria 
dos Remédios Fontes Silva, coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Direito, por sua 
imensa compreensão no decorrer do curso. 
Com especial carinho, agradeço à minha família, minha esposa Caroline pelo 
incentivo que me foi dado nos momentos de desânimo, ao meu primogênito Gabriel, que no 
auge dos seus 11 anos de idade já entendeu as provações que seu pai passa para superar as 
dificuldades postas pelo dia a dia de um advogado/estudante, o que me tornam um tanto 
quanto ausente de sua companhia, e ao meu caçula Miguel, que nasceu justamente em meados 
do turbulento processo de aprendizado desse programa de mestrado, mas que já pela sua 
presença trouxe uma injeção de ânimo e enorme incentivo para conclusão dessa importante 
fase de minha vida. 
Por sua fundamental participação em todas as minhas conquistas, aos meus 
amados pais Ivo Fialho e Divane, sem os quais jamais conseguiria alcançar quaisquer dos 
objetivos da vida que já almejei, pelo carinho, confiança e incondicional apoio que sempre me 
deram. 
Aos amigos mestrandos, que no decorrer de mais de dois anos foram 
verdadeiros companheiros. 
Muito obrigado! 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
\u201cO direito existe para se realizar. A realização 
é a vida e a verdade do direito, é o próprio 
direito\u201d. 
 Rudolf Von Jhering. 
RESUMO 
 
A presente dissertação expõe o resultado de um estudo científico que teve a pretensão de 
analisar os principais aspectos e discussões relacionados a ação de improbidade administrativa 
e dos direitos fundamentais garantidos pela Constituição Federal brasileira de 1988, que por 
meio de uma digressão lógico-doutrinário analisa tecnicamente o surgimento e a evolução de 
tais direitos fundamentais, e, que por uma via transversa, sob um viés constitucional, podem, 
ou não, ser efetivados pelos reflexos obtidos em sede das ações de improbidade 
administrativa, levando-se em conta principalmente o fenômeno do ativismo judicial no 
Brasil. Empregando a técnica da documentação indireta, por meio da pesquisa bibliográfica, 
inicialmente se apresentam os conceitos acerca dos direitos fundamentais, sua evolução 
histórica e constitucionalização no ordenamento jurídico pátrio. Após, passa-se a explanar, de 
modo abrangente, sobre o controle da administração pública, explicitando-se os meios que a 
sociedade atual brasileira tem para fiscalizar os gestores públicos. Em seguida, ingressando 
mais profundamente no tema controle administrativo, segue a discussão para o ponto mais 
específico do assunto improbidade administrativa, elencando os principais pontos da 
legislação, principalmente da Lei n° 8.429/1992 (Lei de Improbidade Administrativa), 
posições doutrinárias, e aspectos técnicos, expondo inclusive as controvérsias jurisprudenciais 
específicas, como, se há aplicabilidade ou não da ação de improbidade administrativa em face 
dos agentes políticos. Se traz ainda um estudo estatístico da atividade jurisdicional da 
subseção de Natal/RN da Justiça Federal da 5° Região, no que concerne às ações de 
improbidade administrativa, números que traduzem a realidade da efetividade da prestação 
jurisdicional das varas que a compõem. Ao final, tem-se respondida a questão, se, a ação de 
improbidade administrativa pode, ou não, fazer com que sejam efetivados alguns dos direitos 
fundamentais constitucionalmente garantidos, bem como, críticas sobre o assunto, e sugestões 
de mudança para melhor efetividade do sistema de controle da administração pública. 
 
Palavras chave: Improbidade administrativa. Direitos fundamentais. Controle administrativo. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ABSTRACT 
 
This essay exposes the result of a scientific study that had to pretend to analyse the main 
issues and discussions related to misconduct and administrative action of fundamental rights 
guaranteed by the brazilian Federal Constitution of 1988, which in middle of a doctrinal logic 
tour analyzes technically the emergence and evolution of such fundamental rights, and that by 
a transverse route, under a constitutional bias may or may not be enforced by reflexes in 
headquarters of the actions of administrative misconduct, taking into account primarily the 
phenomenon of judicial activism in Brazil. Employing the technique of indirect 
documentation by means of bibliographical research, initially presented the concepts about 
fundamental rights, your historical evolution and constitutionalisation in the Brazilian legal 
system. After going to explain, comprehensively, over the control of the public 
administration, explaining ways that the current brazilian society has to supervise the public 
managers. Then, enter more deeply into the topic administrative control, follow the discussion 
to the subject-specific administrative misconduct, listing the main points of the legislation, 
primarily the law n° 8,429/1992 (Act of Misconduct Administrative), doctrinal positions, and 
technical aspects, including the legal controversies, such as, if there's applicability or not of 
administrative misconduct action in the face of the political agents.