Aula 03 Exercício profissional de nutrição (1)

Aula 03 Exercício profissional de nutrição (1)


DisciplinaNutrição32.420 materiais232.287 seguidores
Pré-visualização3 páginas
SDE0907 \u2013 Exercício profissional de nutrição
Aula 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS (CFN)
\u2022 O Conselho Federal de Nutricionistas-CFN foi criado pela Lei nº 6.583, de 20 de outubro de 1978, e regulamentado pelo Decreto nº 84.444, de 30 de janeiro de 1980.
\u2022 É uma autarquia sem fins lucrativos, de interesse público, com poder delegado pela União para normatizar, orientar, disciplinar e fiscalizar o exercício e as atividades da profissão de nutricionista em todo o território nacional.
\u2022 É um órgão central do Sistema CFN/Conselhos Regionais de Nutricionistas (CRN). 
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
\u2022 O CFN foi criado a partir da mobilização de profissionais, estudantes e entidades de nutrição, que defendiam a necessidade da categoria ter um órgão regulamentador próprio. Afinal, eram fiscalizados por órgãos regionais de fiscalização da Medicina (Lei nº. 5.276 de 24 de abril de 1967).
\u2022 A Associação Brasileira de Nutricionistas (ABN), primeira entidade representativa da categoria, criada em 1949, foi fundamental nesta articulação que resultou tanto na regulamentação da profissão quanto na criação dos Conselhos.
CFN 
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
SISTEMA CFN/CRN
\u2022 O Sistema tem como órgão central o CFN 
\u2022 Integrado por dez Conselhos Regionais de Nutricionistas (CRN), que representam os diversos Estados brasileiros.
\u2022 O Sistema se mantém com a arrecadação proveniente de anuidades, taxas, multas e emolumentos (taxa cobrada pela expedição de um documento), recolhidos por pessoas físicas (nutricionistas e técnicos) e jurídicas (empresas e instituições). 
\u2022 Do montante de recursos arrecadados em todos os dez Regionais, 20% são destinados ao CFN.
\u2022 O CFN tem sede em Brasília-DF e jurisdição em todo o país. 
www.cfn.org.br
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
CONSELHOS REGIONAIS DE NUTRICIONISTAS
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
CONSELHOS REGIONAIS DE NUTRICIONISTAS
CRN-1:DF, GO, MT, TO
sede: Brasília-DF
CRN-2:RS
sede: Porto Alegre - RS
CRN-3:SP e MS
sede: São Paulo-SP
CRN-4:ES e RJ
sede: Rio de Janeiro-RJ
CRN-5:BA e SE
sede:Salvador-BA
CRN-6:AL, CE, FN, MA, PB, PE, PI, RN
sede: Recife-PE
CRN-7:AC, AM, AP, PA, RO, RR
sede: Belém-PA
CRN-8:PR
sede: Curitiba-PR
CRN-9:MG
sede: Belo Horizonte - MG
CRN-10:SC
sede: Florianópolis-SC
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
COMPETÊNCIAS DO CFN
\u2022 Criar resoluções e outros atos que disciplinem a atuação dos CRN, dos profissionais inscritos e das pessoas jurídicas registradas e cadastradas.
\u2022 Com isto, é estabelecida uma unidade de procedimentos que caracterizam a profissão, respeitando as particularidades das diversas regiões.
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
COMPETÊNCIAS DO CFN
\u2022 A missão do CFN é contribuir para a saúde 
da população, assegurando assistência nutricional e alimentar como direitos sociais fundamentais de todos os cidadãos por meio do exercício ético, por profissionais Habilitados e capacitados.
\u2022 Cumprir e fazer cumprir as normas que regem a profissão e realizar as atividades de fiscalização e orientação ético profissional em suas respectivas jurisdições.
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
Relações Institucionais
\u2022 Uma das marcas da gestão do CFN é a articulação política para inserir o profissional nas políticas públicas de alimentação e nutrição e ter uma atuação política efetiva. Nesta linha, uma das diretrizes adotadas é a promoção de parcerias com gestores públicos e privados para assegurar a inserção do nutricionista nestas políticas.
\u2022 Coordenação Geral da Política Nacional de Alimentação (CGPAN-Ministério da Saúde), 	
		 
\u2022 Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE-Ministério da Educação) 
 Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT- Ministério do Trabalho e Emprego). 
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL
\u2022 RESOLUÇÃO CFN N° 334/2004
Dispõe sobre o Código de Ética do Nutricionista e dá outras providências
\u2022 Alterada pela RESOLUÇÃO CFN N° 541/2014 
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS
\u2022 Art. 1°. O nutricionista é profissional de saúde, que, atendendo aos princípios da ciência da Nutrição, tem como função contribuir para a saúde dos indivíduos e da coletividade.
\u2022 Art. 2°. Ao nutricionista cabe a produção do conhecimento sobre a Alimentação e a Nutrição nas diversas áreas de atuação profissional, buscando continuamente o aperfeiçoamento técnico-científico, pautando-se nos princípios éticos que regem a prática científica e a profissão.
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS
\u2022 Art. 3°. O nutricionista tem o compromisso de conhecer e pautar a sua atuação nos princípios da bioética, nos princípios universais dos direitos humanos, na Constituição do Brasil e nos preceitos éticos contidos neste Código.
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
CAPÍTULO II DOS DIREITOS DO NUTRICIONISTA
Art. 4°. São direitos do nutricionista:
I - a garantia e defesa de suas atribuições e prerrogativas, conforme estabelecido na legislação de regulamentação da profissão e nos princípios firmados neste Código;
II - o pronunciamento em matéria de sua habilitação, sobretudo quando se tratar de assuntos de interesse dos indivíduos e da coletividade;
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
CAPÍTULO II DOS DIREITOS DO NUTRICIONISTA
III - exercer a profissão com ampla autonomia, não sendo obrigado a prestar serviços profissionais incompatíveis com suas atribuições, cargo ou função técnica;
IV - prestar serviços profissionais, gratuitamente, às instituições de comprovada benemerência social, ou quando tal se justifique em razão dos fins sociais e humanos; 
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
CAPÍTULO II DOS DIREITOS DO NUTRICIONISTA
V - recusar-se a exercer sua profissão em instituição pública ou privada, onde as condições de trabalho não sejam dignas ou possam prejudicar os indivíduos ou a coletividade, devendo comunicar imediatamente sua decisão aos responsáveis pela instituição e ao Conselho Regional de Nutricionistas da Região onde se dê a prestação dos serviços;
VI - requerer desagravo público ao Conselho Regional de Nutricionistas, quando atingido no exercício da profissão;
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
CAPÍTULO II DOS DIREITOS DO NUTRICIONISTA
VII - ter acesso a informações, referentes a indivíduos e coletividades sob sua responsabilidade profissional, que sejam essenciais para subsidiar sua conduta técnica;
VIII - associar-se, exercer cargos e participar das atividades de entidades da categoria que tenham por finalidade o aprimoramento técnico-científico, a melhoria das condições de trabalho, a fiscalização do exercício profissional e a garantia dos direitos profissionais e trabalhistas;
AULA 03: ÓRGÃOS DE CLASSE DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA
Exercício profissional de nutrição
CAPÍTULO II DOS DIREITOS DO NUTRICIONISTA
IX - participar de movimentos reivindicatórios de interesse da categoria;
X - assistir aos indivíduos e à coletividade sob sua responsabilidade profissional,