FUNDAMENTOS DO DIREITO EMPRESARIAL E TRIBUTÁRIO_Exe_05
5 pág.

FUNDAMENTOS DO DIREITO EMPRESARIAL E TRIBUTÁRIO_Exe_05


DisciplinaFundamentos do Direito Empresarial e Tributário1.370 materiais1.561 seguidores
Pré-visualização2 páginas
FUNDAMENTOS DO DIREITO EMPRESARIAL E TRIBUTÁRIO 
 
Lupa Calc. 
 
 
 
 
 
Vídeo 
 
PPT 
 
MP3 
 
GST1700_A5__V1 
 
 
Aluno: ANDREIA SILVA DOS SANTOS Matr.: 
Disc.: FUND.DIR.EMP.TRIB. 2020.1 EAD (GT) / EX 
 
 
Prezado (a) Aluno(a), 
 
Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não 
valerá ponto para sua avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha. 
Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. 
Aproveite para se familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS. 
 
 
 
 
 
 
1. 
 
 
Não cumprida uma obrigação acessória: 
 
 
 
Ela se converte em obrigação acessória 
 
 
Ela se extingue sem penalidades ao contribuinte 
 
 
Ela se converte em obrigação principal no que tange à penalidade pecuniária 
 
 
A obrigação tributária refere-se a pagamento de tributo e de penalidade pecuniária. 
 
 
Desobriga o contribuinte ao cumprimento das obrigações acessórias seguintes 
 
 
 
Explicação: 
Item A - 
Obrigação acessória: Hugo de Brito Machado considera que o sujeito passivo da obrigação acessória ¿é a 
pessoa à qual a legislação tributária atribui deveres diversos do dever de pagar. (...) Qualquer dever 
diverso do pagamento atribuído pela legislação tributária a qualquer pessoa, no interesse da arrecadação 
ou da fiscalização de tributos, é obrigação acessória, na linguagem do Código Tributário Nacional.¿ 
 
 
 
 
 
 
 
2. 
 
 
O conceito de tributo guarda correspondência com a noção de: 
 
 
 
cobrança mediante atividade administrativa plenamente vinculada. 
 
 
penalidade. 
 
 
instituição por decreto autônomo. 
 
 
atividade pública discricionária. 
 
 
prestação facultativa. 
 
javascript:abre_frame('1','5','','QP2PHVPH4DF4267GCM5X','314437345');
javascript:abre_frame('1','5','','QP2PHVPH4DF4267GCM5X','314437345');
javascript:abre_frame('2','5','','QP2PHVPH4DF4267GCM5X','314437345');
javascript:abre_frame('2','5','','QP2PHVPH4DF4267GCM5X','314437345');
javascript:abre_frame('3','5','','QP2PHVPH4DF4267GCM5X','314437345');
javascript:abre_frame('3','5','','QP2PHVPH4DF4267GCM5X','314437345');
http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_exercicio.asp
http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_exercicio.asp
javascript:diminui();
javascript:aumenta();
javascript:calculadora_on();
javascript:abre_frame('1','5','','QP2PHVPH4DF4267GCM5X','314437345');
javascript:abre_frame('2','5','','QP2PHVPH4DF4267GCM5X','314437345');
javascript:abre_frame('3','5','','QP2PHVPH4DF4267GCM5X','314437345');
javascript:duvidas('796950','795522','1','3523956','1');
javascript:duvidas('796934','795522','2','3523956','2');
 
 
Explicação: 
Item C. 
Explicação: Cobrança Vinculada. Prestação cobrada mediante atividade administrativa 
plenamente vinculada. A cobrança de tributos tem seu início com o lançamento, atividade pela qual 
se verifica a ocorrência do fato gerador da obrigação tributária, o devedor, assim como o valor devido. 
 
 
 
 
 
 
 
3. 
 
 
O sujeito passivo da relação tributária é: 
 
 
 
o contribuinte ou o responsável 
 
 
somente o contribuinte 
 
 
nunca o responsável 
 
 
somente o responsável 
 
 
somente quem praticou o fato gerador 
 
 
 
Explicação: 
Item B. 
Explicação: A regra-matriz é a representação de uma norma de conduta que leva o contribuinte a 
entregar dinheiro ao Estado, então podemos concluir que o contribuinte só entrega o dinheiro ao Estado 
se tiver um motivo. Os motivos da entrega estão descritos nos critérios apontados na regra-matriz de 
incidência, por isso nenhum tributo poderá ser cobrado sem a composição de todos os elementos 
dispostos na regra-matriz de incidência tributária. 
 
É a ocorrência conjunta destes elementos que dará ensejo ao nascimento da obrigação tributária. A 
partir desse momento, ou seja, quando ocorre a ação descrita no critério material da regra-matriz, é que 
surgirá a conduta obrigatória a ser cumprida pelo sujeito passivo, em benefício do sujeito 
ativo fazendo nascer a relação jurídica tributária e desta surge a obrigação tributária do 
sujeito passivo de pagar ao sujeito ativo uma prestação em dinheiro. 
 
Mas junto ao estudo devemos também entender quem é o sujeito ativo e quem é o sujeito passivo, 
quais são suas responsabilidades e por que fazem parte principal da relação da obrigação tributária. 
 
 
 
 
 
 
 
4. 
 
 
O Tributo é: [SBM/UNESA] 
 
 
 
(a) Tributo é toda contribuição pecuniária prestada por pessoa física ou jurídica para que o 
Estado possa custear o bem comum. 
 
 
(b) Tributo é toda prestação pecuniária compulsória, que constitui sanção por ato praticado por 
pessoa física ou jurídica que seja contrário à lei. 
 
 
(d) Tributo é toda prestação pecuniária facultativa, que constitui sanção por ato praticado por 
pessoa física ou jurídica que seja contrário à lei. 
 
 
(c) Tributo é toda prestação pecuniária compulsória, em bens ou serviços, que não constitua 
sanção de ato ilícito, instituída em lei e cobrada mediante atividade administrativa plenamente 
vinculada. 
http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_exercicio.asp
http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_exercicio.asp
javascript:duvidas('796952','795522','3','3523956','3');
javascript:duvidas('796494','795522','4','3523956','4');
 
 
O empréstimo compulsório que tiver como pressuposto despesas extraordinárias decorrentes de 
calamidade pública, de guerra externa ou sua iminência não pode ser exigido de imediato. 
 
 
 
Explicação: 
Item: Letra A. 
Explicação:Tributo é toda prestação pecuniária compulsória, em moeda ou cujo valor nela se possa 
exprimir, que não constitua sanção de ato ilícito, instituída em lei e cobrada mediante atividade 
administrativa plenamente vinculada 
 
 
 
 
 
 
 
5. 
 
 
Quanto às regras de direito tributário, não representa matéria reservada à lei 
complementar: 
 
 
(a) empréstimos compulsórios 
 
 
(d) criação de novos impostos, não regulamentados pela Constituição Federal 
 
 
(c) definições de fatos geradores e bases de cálculo. 
 
 
(b) contribuições de melhoria 
 
 
Deve ser instituída por meio de lei complementar a contribuição social que tenha por base de 
cálculo os valores pagos a trabalhadores autônomos. 
 
 
 
 
 
 
 
6. 
 
 
A natureza jurídica do tributo segundo a legislação tributária é determinada: 
 
 
 
Pelo fato gerador da respectiva obrigação. 
 
 
Pela lei ordinária que instituir o tributo. 
 
 
Pela sua denominação. 
 
 
Em razão da destinação legal do produto da arrecadação. 
 
 
Pela medida provisória que instituiu o tributo. 
 
 
 
Explicação: 
Assim que verificada no mundo dos fatos a situação definida em lei como hipótese de incidência tributária, 
nasce a obrigação tributária, que é um vínculo jurídico entre credor e devedor tendo por objeto uma 
prestação em dinheiro nos moldes do art. 3º do CTN. 
 
 
Gabarito 
Coment. 
 
 
 
 
 
 
 
http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_exercicio.asp
http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_exercicio.asp
http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_exercicio.asp
http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_exercicio.asp
javascript:duvidas('796508','795522','5','3523956','5');
javascript:duvidas('796831','795522','6','3523956','6');
javascript:duvidas('3122473','795522','7','3523956','7');
 
7. 
 
 
A obrigação tributária possui sujeito ativo e passivo. Em 
relação ao sujeito ativo pode ser compreendido como : 
 
I qualquer pessoa jurídica. 
 
II apenas as autarquias. 
 
III apenas as sociedades empresariais. 
 
IV apenas as sociedades de economia mista. 
 
V pessoa jurídica de direito público titular da competência 
para exigir o seu cumprimento. 
 
 Determine a resposta que contém todas as alternativas 
VERDADEIRAS entre as sentenças acima: 
 
 
, II e IV; 
 
 
II e V; 
 
 
V. 
 
 
III e II; 
 
 
I, III e IV; 
 
 
 
Explicação: 
pessoa jurídica de direito público