FUNDAMENTOS DO DIREITO EMPRESARIAL E TRIBUTÁRIO_Exe_07
5 pág.

FUNDAMENTOS DO DIREITO EMPRESARIAL E TRIBUTÁRIO_Exe_07


DisciplinaFundamentos do Direito Empresarial e Tributário1.370 materiais1.562 seguidores
Pré-visualização2 páginas
FUNDAMENTOS DO DIREITO EMPRESARIAL E TRIBUTÁRIO 
 
Lupa Calc. 
 
 
 
 
 
Vídeo 
 
PPT 
 
MP3 
 
GST1700_A7_201907119851_V1 
 
 
Aluno: ANDREIA SILVA DOS SANTOS Matr.: 201907119851 
Disc.: FUND.DIR.EMP.TRIB. 2020.1 EAD (GT) / EX 
 
 
Prezado (a) Aluno(a), 
 
Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não 
valerá ponto para sua avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha. 
Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. 
Aproveite para se familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS. 
 
 
 
 
 
 
1. 
 
 
1. De acordo com o que estabelece o Código Tributário Nacional, a contribuição 
de melhoria é um tributo que pode ser cobrado 
 
 
A) em decorrência da valorização de imóvel de propriedade da pessoa jurídica de direito público 
que nele realizou benfeitorias. 
 
 
E) de sujeito passivo que teve seu imóvel valorizado em decorrência da realização de obra 
pública. 
 
 
D) em decorrência da melhoria da qualidade de vida de uma região, com o consequente 
aumento do valor dos imóveis ali localizados, ocasionada pela remoção das indústrias poluentes 
daquela área. 
 
 
C) como resultado da melhoria do fluxo viário de determinada região, em razão de obra pública 
realizada em suas cercanias. 
 
 
B) como consequência do aumento do faturamento dos estabelecimentos comerciais próximos 
ao local em que foi realizada a obra pública que atraiu a freguesia. 
 
 
 
Explicação: 
O Código Tributário Nacional cuida da Contribuição de Melhoria no seu artigo 81, conforme segue: 
 
Art. 81. A contribuição de melhoria cobrada pela União, pelos Estados, pelo Distrito Federal ou pelos 
Municípios, no âmbito de suas respectivas atribuições, é instituída para fazer face ao custo de obras 
públicas de que decorra valorização imobiliária, tendo como limite total a despesa realizada e como limite 
individual o acréscimo de valor que da obra resultar para cada imóvel beneficiado. 
 
 
 
 
 
 
 
 
2. 
 
 
Sobre competência tributária e capacidade tributária ativa, é correto afirmar: 
 
 
 
A capacidade tributária ativa indica o sujeito ativo da obrigação tributária principal. 
 
 
O Código Tributário Nacional fixa as competências tributárias. 
 
 
Somente o ente político competente para instituir o tributo pode ser titular da capacidade 
tributária ativa. 
 
 
A competência tributária é delegável por lei, ou seja, pode ser transferida para outro ente 
federativo. 
javascript:abre_frame('1','7','','9JTXH3P3TV2XRRJCER38','314437287');
javascript:abre_frame('1','7','','9JTXH3P3TV2XRRJCER38','314437287');
javascript:abre_frame('2','7','','9JTXH3P3TV2XRRJCER38','314437287');
javascript:abre_frame('2','7','','9JTXH3P3TV2XRRJCER38','314437287');
javascript:abre_frame('3','7','','9JTXH3P3TV2XRRJCER38','314437287');
javascript:abre_frame('3','7','','9JTXH3P3TV2XRRJCER38','314437287');
http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_exercicio.asp
http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_exercicio.asp
javascript:diminui();
javascript:aumenta();
javascript:calculadora_on();
javascript:abre_frame('1','7','','9JTXH3P3TV2XRRJCER38','314437287');
javascript:abre_frame('2','7','','9JTXH3P3TV2XRRJCER38','314437287');
javascript:abre_frame('3','7','','9JTXH3P3TV2XRRJCER38','314437287');
javascript:duvidas('1209986','795522','1','3523956','1');
javascript:duvidas('3331968','795522','2','3523956','2');
 
 
A capacidade tributária ativa é exclusiva do ente político definido na Constituição Federal, não 
podendo ser delegada. 
 
 
 
Explicação: 
A Capacidade Tributária Ativa é atribuída ao sujeito ativo do tributo, ou seja, para aquele que possui o 
direito subjetivo de cobrar o tributo. Logo, é o titular do crédito tributário (credor do tributo). 
 
 
 
 
 
 
 
3. 
 
 
Analise, acerca do lançamento tributário, e analise as assertivas abaixo e marque 
a alternativa INCORRETA: 
 
 
I e III. 
 
 
O lançamento é um mecanismo jurídico que dá liquidez, certeza e exigibilidade ao tributo que 
lhe é lógica e cronologicamente anterior, assim não é o lançamento que dá nascimento ao 
tributo, mas sim a ocorrência do fato imponível. 
 
 
Os eventos que adiam a exigibilidade do crédito tributário, são suas causas suspensivas. 
 
 
Depois que o contribuinte é notificado do lançamento, o tributo está em condições de ser 
recolhido pelo mesmo e recebido pela Fazenda Pública, mas nada impede que ocorra um evento 
novo, previsto em lei, que adie a exigibilidade do tributo. 
 
 
Lançamento é o ato Judicial que torna líquido o crédito tributário, ou seja, o ato que 
consubstancia o mesmo, declarando formal e solenemente quem é o contribuinte e quanto ele 
deve à Fazenda Pública. 
 
 
 
 
 
 
 
4. 
 
 
Responda às perguntas abaixo e em seguida assinale a opção correta. I. Fica 
imune ao IPTU (Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana) o 
imóvel pertencente à igreja católica alugado a terceiros, mesmo que o valor dos 
aluguéis não seja aplicado nas atividades essenciais da igreja? II. Atende ao 
princípio da anterioridade a majoração de um imposto no dia 2 de dezembro de 
um ano, para ser cobrado no exercício seguinte? III. Em respeito ao princípio da 
legalidade tributária, garantia assegurada ao contribuinte, a União pode exigir um 
tributo sem a sua instituição por lei? 
 
 
Não, sim e não. 
 
 
Sim, sim e sim. 
 
 
Sim, não e não. 
 
 
Sim, não e não. 
 
 
Sim, não e sim. 
 
 
 
Explicação: 
Item:D. 
explicação: 
http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_exercicio.asp
http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_exercicio.asp
javascript:duvidas('1210036','795522','3','3523956','3');
javascript:duvidas('3332202','795522','4','3523956','4');
 
Não, sim e não. 
Não - Súmula Vinculante 52 
Ainda quando alugado a terceiros, permanece imune ao IPTU o imóvel pertencente a qualquer das entidades 
referidas pelo art. 150, VI, "c", da Constituição Federal, desde que o valor dos aluguéis seja aplicado nas 
atividades para as quais tais entidades foram constituídas. 
 
 
 
 
 
 
 
 
5. 
 
 
A obrigação tributária principal tem por objeto: 
 
 
 
prestações positivas ou negativas, no interesse da fiscalização pela Administração Tributária. 
 
 
o pagamento de tributo ou penalidade pecuniária. 
 
 
a escrituração de livros contábeis. 
 
 
a prestação de informações tributárias perante a autoridade fiscal competente. 
 
 
a inscrição da pessoa jurídica junto ao Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica - CNPJ. 
 
 
 
Explicação: 
Artigo 3 do CTN. 
 
 
 
 
 
 
 
6. 
 
 
É possível definir ___________ como o direito subjetivo de que é portador o 
sujeito _____________ de uma ______________ e que lhe permite exigir o 
objeto prestacional, representado por uma importância em dinheiro. 
As palavras que outorgam sentido ao enunciado acima, são respectivamente: 
 
 
obrigação acessória; ativo; obrigação tributária 
 
 
direito tributário; passivo; competência tributária 
 
 
competência tributária; passivo; competência legislativa 
 
 
obrigação principal;ativo;competência tributária 
 
 
crédito tributário; ativo; obrigação tributária 
 
 
 
Explicação: 
Direito Subjetivo = possibilidade de se poder exigir um direito, amparado pelo Direito Objetivo. 
http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_exercicio.asp
http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_exercicio.asp
javascript:duvidas('796736','795522','5','3523956','5');
javascript:duvidas('1210253','795522','6','3523956','6');
Sujeito Passivo = aquele que por força de lei, poderá exigir o cumprimeto da obrigação tributária. 
Obrigação Tributária = é aquela que nasce com o Lançamento Tributário, surgindo a obrigação de pagar 
o tributo. 
 
 
 
 
 
 
 
7. 
 
 
Sabe-se que em matéria tributária se opera a prescrição intercorrente. Com 
baseé correto afirmar em relação a prescrição intercorrente: 
 
 
Não se aplica à prescrição