Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
80 pág.
EDJANE_BORGES_FRAZAO

Pré-visualização | Página 1 de 17

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS – UFG 
REGIONAL CATALÃO 
MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTÃO ORGANIZACIONAL 
 
 
 
 
 
 
 
 
Índice de Satisfação no Trabalho e sua relação com o Clima 
Organizacional entre Servidores de uma Instituição Pública Federal 
 
 
 
 
 
Edjane Borges Frazão 
 
 
 
 
 
 
 
 
CATALÃO/GO 
2016 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Edjane Borges Frazão 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Índice de Satisfação no Trabalho e sua relação com o Clima 
Organizacional entre Servidores de uma Instituição Pública Federal 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Dissertação de Mestrado apresentada ao 
Programa de Pós-Graduação em Gestão 
Organizacional da Universidade Federal 
de Goiás, para obtenção do título de 
Mestre em Gestão Organizacional. 
 
 
 
Área de Concentração: Mestrado Profissional em Gestão Organizacional 
Linha de Pesquisa: Indivíduo, Organização, Trabalho e Sociedade. 
Orientador: Profa. Dra. Renata Alessandra Evangelista 
 
 
 
 
 
 
 
CATALÃO/GO 
2016 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ficha de identificação da obra elaborada pelo autor, através do 
Programa de Geração Automática do Sistema de Bibliotecas da UFG. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Borges Frazão, Edjane 
Índice de Satisfação no Trabalho e sua relação com o Clima 
Organizacional entre servidores de uma Instituição Pública Federal. 
 [manuscrito] / Edjane Borges Frazão. - 2016. 
LXXX, 80 folhas. 
 
Orientador: Profª. Drª Renata Alessandra Evangelista. 
Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Goiás, 
Catalão, Programa de Pós Graduação em Gestão Organizacional 
(profissional), Catalão, 2016. 
Bibliografia. Anexos. Apêndice. 
Inclui siglas, quadros, lista de tabelas. 
 
1.Satisfação no trabalho. 2. Saúde do trabalhador. 3. 
Trabalhador. 4. Clima organizacional. I. Evangelista, Renata 
Alessandra, orient. II. Título. 
 
 CDU005 
 
 
 
 
 
 
 
 
AGRADECIMENTOS 
 
A DEUS, pois se Ele não tivesse permitido, nada teria se concretizado. A Ele toda a glória 
e todo o louvor. 
 
Aos meus pais Luiz e Magdalena, e a todos os meus familiares, por todo o apoio recebido, 
jamais teria chegado até aqui sem vocês e nem a qualquer outro lugar em minha vida. 
 
A Prof. Dr. Renata Alessandra Evangelista, minha orientadora, pela oportunidade, 
confiança, paciência, pelo incentivo e pela disponibilidade. 
 
Aos meus colegas técnicos administrativos e docentes que se dispuseram a participar da 
pesquisa. 
 
Aos colegas do mestrado, pelos almoços em grupo, pelas risadas, pela ajuda e conselhos 
nos artigos, guardarei com muito carinho as lembranças desse período, e as amizades 
inestimáveis que conquistei. 
 
A todos os que torceram por mim e acreditaram que chegaria ao final e que de uma forma 
ou outra, contribuíram para que eu pudesse alcançar este objetivo. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
“A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original” 
Albert Einstein 
 
 
 
 
 
 
 RESUMO 
A satisfação no trabalho surge com diversos conceitos que a abordam como um vínculo 
afetivo do indivíduo com o seu trabalho, sendo entendida como resultado do ambiente 
organizacional sobre a saúde do trabalhador. Desta forma, o objetivo geral foi analisar a 
satisfação no trabalho dos servidores públicos administrativos e docentes do Instituto 
Federal Goiano - Campus Urutaí e sua relação com o clima organizacional. Trata-se de 
uma pesquisa quantitativa, transversal, descritiva e exploratória, do Instituto Federal 
Goiano - Campus Urutaí, com uma amostra 146/256 servidores. A coleta de dados foi 
realizada por meio do Questionário de Satisfação no Trabalho (S20/23) e da Escala de 
Satisfação no Trabalho (EST). A análise dos dados foi realizada através do programa 
estatístico Statistical Package for Social Sciences (SPSS) Versão 20.0. Para os dados da 
EST foram estimadas médias, intervalos de confiança de 95% (IC 95%), desvio-padrão e 
variância para cada item do instrumento, global e por dimensão. A correlação de Pearson 
foi usada para verificar associação entre idade e as médias sendo considerados 
estatisticamente significantes valores de p < 0,05. A idade média dos participantes está 
entre 39 anos. Verificou-se que o estado civil solteiro, apresentou satisfação global 
diminuída (p=0,004). Constatou-se ainda que mulheres apresentaram 3,77 vezes mais 
chances de insatisfação em relação as promoções quando comparado aos homens. Técnicos 
administrativos apresentaram escores mais baixos de satisfação intrínseca quando 
comparado aos docentes (p=0,030) e 3,08 vezes mais chances de insatisfação com relação 
aos salários e promoções. Indivíduos sem cargo administrativo apresentaram maiores 
chances de insatisfação global (p<0,01), com relação à chefia (p<0,05)e com relação às 
promoções(p<0,01). Todavia, a indiferença e a insatisfação apresentada em alguns fatores 
demonstram que há necessidade de mais estudos para identificar os aspectos que 
interferem na satisfação e na motivação dos servidores, ampliando a discussão acerca das 
condições de trabalho, de ensino e de vida no ambiente universitário. 
 
Palavras-chave: Satisfação no trabalho. Saúde do trabalhador. Trabalhador. Clima 
organizacional. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ABSTRACT 
This study aims to analyze the staff satisfaction of the Federal Institute Goiano – Urutaí 
Campus at work, compared to those that have management positions. In addition, check 
the work level of satisfaction of the public administrative and teaching staff of the Goiano 
Federal Institute - Campus Urutaí and its relation with the organizational climate. This is a 
quantitative, descriptive, cross-sectional survey and exploratory study of the Goiano 
Federal Institute - Campus Urutaí, with a sample of 146/256 servers. The instruments used 
were the Satisfaction Questionnaire at Work (S20 / 23) and the Job Satisfaction Scale 
(EST).Data analysis was performed using the statistical program Statistical Package for 
Social Sciences (SPSS) version 2.0. For EST data, we estimated mean, 95% confidence 
intervals (95% CI), standard deviation and variance for each instrument item, global and 
by size. Pearson's correlation was used to verify association between age and means, and 
values of p <0.05 were considered statistically significant. The average age of participants 
is 39 years. It was verified the unmarried had decreased overall satisfaction (p=0,004). It 
was also found that women had 3.77 times more likely to dissatisfaction with the 
promotion when compared to men. Administrative technicians presented lower scores of 
intrinsic satisfaction when compared to teachers (p = 0.030) and 3.08 times more likely to 
be dissatisfied with salaries and promotions. Individuals with no administrative position 
presented higher odds of global dissatisfaction (p <0.01), in relation to management (p 
<0.05) and in relation to promotions (p <0.01).Preliminary results showed positive 
responses to Job Satisfaction according to the indicators evaluated. However, indifference 
and dissatisfaction presented in some factors shows that there is need for further studies to 
identify the aspects that interfere with the satisfaction and motivation of administrative 
staff of the IF Goiano - Campus Urutaí. 
 
Keywords: Job satisfaction. Worker health. Worker, Organizational climate. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SUMÁRIO 
1 APRESENTAÇÃO 14 
2 INTRODUÇÃO 16 
3 RELEVÂNCIA SOCIAL E JUSTIFICATIVA 20 
4 REFERENCIAL TEÓRICO 23 
4.1 Trabalho e Organização 24 
4.2 Clima Organizacional 26 
4.3 Satisfação no Trabalho 28 
4.4 Ambiente de Trabalho 36 
5 OBJETIVOS 38 
5.1 Objetivo Geral 39 
5.2 Objetivos Específicos 39 
6. MÉTODO 40 
6.1 Tipo de pesquisa e local de estudo 41 
6.2 População e amostra de estudo 41 
6.3 Procedimentos de coleta de dados
Página123456789...17