2 Deck Doei Rio link 245
8 pág.

2 Deck Doei Rio link 245


DisciplinaEmpreendedorismo34.248 materiais417.454 seguidores
Pré-visualização3 páginas
DISCIPLINA: INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO PROFESSOR(A): ANNA AMÉLIA FREITAS
ALUNOS: MYLLENA G, CAMILA, DIEGO, GEICIANE S, MARIANA V, INGRID G E RODRIGO.
AULA \u2013 COMO MONTAR O DECK
O DECK deve ser uma apresentação simples e concisa, focado nas informações essenciais e diferenciadas para conquistar o aporte financeiro.
Para isso é fundamental prender a atenção e conquistar o investidor. O empreendedor precisa ser claro e convincente, a explanação obrigatoriamente objetiva, mostrando caminhos de ações fáceis.
Para a próxima quarta (07.05), iniciaremos a apresentação às 21:15, com duração de 5 minutos para cada grupo (sendo 10 grupos, finalização prevista para . Teremos 3 professores convidados, o objetivo é despertar o interesse deles (potenciais investidores) pelo seu negócio. O investidor analisará o negócio e vocês, empreendedores, portanto apresente claramente o negócio e demonstre o conhecimento e capacidade de execução.
Negócio proposto pela equipe
(descrever o negócio)
Abordagem inicial (a estratégia ou conjunto de estratégias) que regem o empreendimento), visão concisa da proposta, como o trailer de um filme.
Objetivo: Despertador o interesse do investidor de forma objetiva e direta.
Descrever em poucas palavras o negócio.
Síntese ótima que leva o investidor a indagar as questões que levarão ao problema. Funcionaria da seguinte maneira\u2026
Precisam convencer o investidor Exemplo: \u201cIremos resolver o problema atual
de\u2026 e a solução será\u2026
A plataforma Doei Rio aproxima quem tem alimentos bons e próprios para doar com quem precisa dele de uma maneira fácil e prática!
O app aproxima quem tem alimentos bons e próprios para doar com quem precisa dele, de uma maneira fácil e prática! Um serviço que atua como uma ponte direta entre restaurantes, supermercados, hotéis, bufês, bares com Pessoas Físicas e o Terceiro Setor para facilitar a doação de alimentos impróprios para o comercio, porém próprios para o consumo.
Os alimentos considerados impróprios para o comércio, porém, próprios para o consumo serão, enfim, doados e não desperdiçados.
A ideia do \u2018Tinder de comida\u2019 é conectar restaurantes, bares, hotéis, buffets e pequenos mercados a creches, ONGs e até pessoas físicas que precisam de alimentos por meio de geolocalização.
A DOEI RIO faz a ponte entre o alimento ainda próprio para o consumo que seria descartado e leva até quem realmente precisa.
O aplicativo será gratuito e montado a partir das normas da Vigilância Sanitária. Para se cadastrar, o doador deve indicar o responsável técnico, que terá condições de avaliar se aquele alimento é próprio para consumo e passar por uma tela que explica políticas de boas práticas da Anvisa. Entre os itens estão cuidados para evitar contaminação cruzada e sobre o transporte das mercadorias.
A partir do momento em que os envolvidos aceitam fazer e receber a doação, abre-se uma possibilidade de troca de mensagens e é possível combinar quem vai levar ou buscar a doação. Quem cadastra os itens é responsável pelas informações, como o estado dos alimentos e a data de validade. Como toda doação, é sempre bom lembrar e um texto que descreve as tarefas do doador avisa: \u201cSó doe aquilo que você utilizaria na sua casa\u201d.
No momento em que a doação se efetiva, quem recebe assume a responsabilidade pelos alimentos doados e toda a responsabilidade por cuidar bem daquele alimento. No aplicativo também orientamos a melhor forma de armazenar, transportar e preparar os alimentos, seguindo a legislação sanitária. Também indicamos um link com as orientações da Anvisa, caso haja alguma dúvida.
Agora você já pode doar! Seja bem-vindo! Faça várias ofertas e aumente as chances de ver nascer um mundo sem desperdício. Um mundo onde o compartilhar é um fato e você pode ser um agente que combate a fome e a desigualdade do mundo.
A negociação é feita pela troca de mensagens no próprio aplicativo.
 Problema (qual problema ou necessidade que o meu negócio resolve). Existe demanda sem solução? Já existe consultoria com este foco, que atenda a esta demanda específica? Importante mencionar dados e fatos sobre a questão que o produto ou serviço busca solucionar sobre a questão a ser resolvida. O problema tem que estar relacionado, demonstrando a utilidade do seu negócio. Tem que escrever para quem você está falando. Por que é uma STARTUP (conteúdo ou forma de prestar serviço ou produto inovador))? Exemplo: \u201cVamos resolver a \u201cdor\u201d que acomete pessoas\u2026\u201d 
 Estima-se que, atualmente, segundo o site ODIA e SIAN (SIMPÓSIO DE ALIMENTOS E NUTRIÇÃO) no Rio de Janeiro são desperdiçados 670 mil toneladas de alimentos próprios para o consumo por ano. Com essa quantidade de alimentos que estão indo para o lixo poderia ter um destino melhor levando para pessoas que estão em necessidades precárias. A Doei Rio distribui os alimentos apropriados para o consumo e recuperando a comida que não é vista sendo desperdiçada. fonte: https://odia.ig.com.br/_conteudo/noticia/rio-de-janeiro/ 2015-07-29/rio-desperdica-670-mil-toneladas-de-alimentos-por- ano.html 
Solução
(qual é a solução trazida pelo negócio e qual é sua principal inovação)
A proposta inovadora e diferenciada de valor do seu negócio, como vai resolver o problema, quais os resultados concretos que pretende alcançar. Exemplo: \u201cPara resolver utilizaremos\u2026, através de\u2026\u201d. Não é importante detalhar como funciona, mas sim destacar o diferencial competitivo (\u201ctecnologia inovadora\u201d).
Aqui vc pode acrescentar detalhes do produto ou serviço, logo, amostra, telas, fotos de um protótipo, vídeo explicativo, slide. Assim, facilita o entendimento e clarifica sua capacidade de execução.
Apresentando através de aplicativo para telefone formas simples de orientação para a mudança de pequenos hábitos e experiências interessantes.
A partir do momento que a nossa plataforma ajuda o alimento a ir para o destino correto a gente está dando um passo a frente pois essa matéria orgânica/ alimentos que são despejados nos lixões e aterros vai se decompor no solo assim gerando gás metano e que é 20 vezes mais poluente que CO2 na atmosfera, assim gerando uma grande solução.
Acho que tratar desse tema, além da gente resolver questões sociais importantíssimas, pois hoje no Brasil 13 milhões de pessoas passam fome. A gente resolve também um problema de clima, um problema de meio ambiente.
Sendo assim os objetivos estão alinhados com o da organização, que são: acabar com o desperdício dos alimentos, contribuir com o fim da fome e reduzir a emissão de gás metano na atmosfera. .
Na aula passada, o professor Léo questionou sobre a validade dos produtos e como iremos ficar a par dessa situação e sobre a lei de doação de alimentos:
Nunca foi proibida a doação de alimentos. Se fosse, não haveriam os bancos de alimentos em todo Brasil e seu lindo trabalho (em São Paulo instituído pela Lei nº 13.327, 13 de fevereiro DE 2002, diversas outras cidades também possuem legislação similar). As mesmas normas que valem para a venda de alimentos também se aplicam na doação.
As transações dos alimentos são regulamentadas por normas para que a doação se concretize. Quem recebe o alimento deve se comprometer a manipulá-lo de forma adequada e responsável. Para se cadastrar, as partes precisam passar por um treinamento online sobre armazenamento e preparo de alimentos, segundo normas
da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).
Em 1948, surge o direito humano à alimentação (Pacto das Nações Unidas)
NO BRASIL, somente em 2010 que uma emenda a Constituição garante o direito à alimentação
EXISTEM 30 PROJETOS no Congresso para tratar de responsabilidade na doação de alimentos. Até agora nenhum foi aprovado ainda.
Código Civil (artigos 927 e 931 \u2013 válido em todo o Brasil)
Uma empresa só será responsabilizada por doar alimentos apenas se não observar os casos \u201cressalvados em lei especial\u201d \u2013 no nosso caso as leis especiais são as Normas Sanitárias
NA NOSSA PLATAFORMA
ao doar as Partes assinam virtualmente um contrato no qual o doador garante que o alimento é bom e próprio, e