Razonete
11 pág.

Razonete


DisciplinaContabilidade Básica27.232 materiais610.429 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Razonete 
 
Razonete ou Conta em \u201cT\u201d é a representação gráfica utilizada no ensino da 
Contabilidade para ilustrar a movimentação de uma conta. 
 
Título da Conta 
 
 
 
 
 
Débito e Crédito 
 
Como podemos observar, acima, o razonete (conta) possui dois lados, um a esquerda e 
um a direita. Convencionou-se chamar o lado esquerdo de lado do débito e o lado 
direito de lado do crédito. O registro de uma operação no lado esquerdo da conta é 
denominado lançamento a débito, ou simplesmente, débito; já, o registro de uma 
operação no lado direito da conta é denominado lançamento a crédito, ou simplesmente, 
crédito. 
 
Título da Conta 
Débito Crédito 
 
 
 
 
 
Os leigos, pessoas sem conhecimento, em Contabilidade associam a palavra débito a 
algo desfavorável e a palavra crédito a algo favorável. Tal interpretação é equivocada, 
pois as denominações, débito e crédito, apresentam função especifica em cada conta 
utilizada. 
 
No final do exercício social são apurados os saldos das contas. Os saldos são obtidos 
pela diferença entre o somatório dos débitos e os somatório dos créditos. O saldo será 
devedor se o somatório dos débitos for maior que o somatório dos créditos ou, credor 
caso o somatório dos créditos for maior que o somatório dos débitos. 
 
 Título da Conta Título da Conta 
 Débito Crédito Débito Crédito 
 10 8 2 8 
 15 12 8 7 
 25 20 10 15 
 5 5 
 
 
 
 
Lançamentos a Débito e a Crédito 
 
Sabendo-se que as operações realizadas pelas empresas causam aumentos e diminuições 
em suas contas e, que, graficamente as mesmas possuem dois lados, um dos lados será 
utilizado para representar os aumentos, em contrapartida o outro lado será utilizado para 
representar as diminuições. Todavia, é a natureza da conta (Ativo, Passivo, Patrimônio 
Líquido, Receita e Despesa) que irá determinar o lado utilizado para registrar os 
aumentos e o lado utilizado para registrar as diminuições. 
 
 
Lançamentos nas Contas Patrimoniais (Ativo, Passivo e Patrimônio Líquido) 
 
Por uma questão de coerência com o Balanço Patrimonial, onde os Ativos de uma 
empresa aparecem do lado esquerdo, adotou-se o lado do débito para representar os 
aumentos do Ativo. Em contrapartida o lado do crédito deve ser utilizado para 
representar as diminuições do Ativo. 
 
Cabe ressaltar que as contas de Ativo devem sempre possuir saldos devedores ou nulos, 
não devem existir contas de Ativo com saldos credores, pois primeiro precisamos ter (+) 
o bem e/ou direito para posteriormente utilizá-lo (-). 
 
Conta de Ativo 
Débito Crédito 
+ - 
SD 
 
 
As contas do Passivo e Patrimônio Líquido por estarem do lado direito do Balanço 
Patrimonial, coerência, e por terem natureza oposta as contas do Ativo, recebem 
tratamento inverso ao Ativo, quanto aos lados adotados para aumentos e diminuições. 
Quando queremos aumentar qualquer conta de Passivo e/ou Patrimônio Líquido 
creditamos; já, quando, queremos diminuir qualquer conta de Passivo e/ou Patrimônio 
Líquido debitamos. 
 
As contas de Passivo e/ou Patrimônio Líquido devem sempre possuir saldos credores ou 
nulos, não devem existir contas de Passivo e/ou Patrimônio Líquido com saldos 
devedores, pois primeiro precisamos contrair (+) a obrigação para posteriormente 
liquidá-la (-). 
 
Conta de Passivo Conta de P.L. 
Débito Crédito Débito Crédito 
- + - + 
 SC SC 
 
 
 
 
 
 
 
Lançamentos nas Contas de Resultado (Receita e Despesa) 
 
Como visto no tópico anterior, o Patrimônio Líquido aumenta por crédito e diminui por 
débito e, vimos também, Variações do Patrimônio Líquido, que um dos principais fatos 
que provoca variação quantitativa no Patrimônio Líquido é o resultado (lucro ou 
prejuízo) obtido do confronto de receitas e despesas dentro do exercício social. 
 
Diante do exposto, deduzimos que, as receitas por serem elementos que aumentam o 
resultado e, conseqüentemente, o Patrimônio Líquido deverão ser creditadas, enquanto 
que, as despesas por serem elementos que diminuem o resultado e, conseqüentemente, o 
Patrimônio Líquido deverão ser debitadas. 
 
A regra para as contas de receitas é que seus lançamentos deverão ser sempre a crédito, 
uma vez que, as receitas são usadas para aumentar o Patrimônio Líquido. Já, a regra, 
para as contas de despesas é que seus lançamentos deverão ser sempre a débito, pois as 
mesmas diminuem o Patrimônio Líquido. Logo, os saldos das receitas são credores e os 
saldos das despesas são devedores. 
 
Conta de Despesa Conta de Receita 
Débito Crédito Débito Crédito 
* * 
SD SC 
 
 
 
Método das Partidas Dobradas 
 
O Método das Partidas Dobradas, universalmente aceito, diz que, o registro de qualquer 
operação realizada pela empresa implica que a um débito numa ou mais contas deve 
corresponder a um crédito equivalente em uma ou mais contas, de forma que a soma dos 
valores lançados a débito seja sempre igual à soma dos valores lançados a crédito. 
 
Para ilustrar o Método das Partidas Dobradas e os lançamentos nas contas de resultado e 
patrimoniais consideraremos algumas operação realizadas por uma empresa. Para 
simplificar a ilustração, usaremos razonetes, nos quais colocaremos unicamente as 
quantias, a débito ou a crédito da operação. 
 
1) Abertura de uma empresa, sociedade anônima, com o capital, investimento inicial 
dos proprietários, totalmente integralizado em dinheiro, R$ 10.000,00. 
 
Caixa Capital Social 
Débito Crédito Débito Crédito 
10.000 10.000 
 
 
 
 
 
 
 
2) Compra de dois terrenos à vista por R$ 3.000,00 cada um. 
 
Terrenos Caixa 
Débito Crédito Débito Crédito 
6.000 6.000 
 
 
3) Compra de móveis e utensílios a prazo, por R$ 2.000,00. 
 
Móveis e 
Utensílios Contas a Pagar 
Débito Crédito Débito Crédito 
2.000 2.000 
 
 
4) Venda de um dos terrenos adquiridos na operação dois, pelo valor de custo, a prazo. 
 
Contas a Receber Terrenos 
Débito Crédito Débito Crédito 
3.000 3.000 
 
 
5) Recebimento de 50% da venda do terreno, em dinheiro. 
 
Caixa Contas a Receber 
Débito Crédito Débito Crédito 
1.500 1.500 
 
 
6) Pagamento em dinheiro de parte da dívida contraída com a compra de móveis e 
 utensílios, R$ 500,00. 
 
Contas a Pagar Caixa 
Débito Crédito Débito Crédito 
500 500 
 
 
7) Pagamento de despesa de salário no valor de R$ 200,00. 
 
Despesa Salário Caixa 
Débito Crédito Débito Crédito 
200 200 
 
 
 
 
 
 
 
8) Compra, a prazo, de material usado no serviço prestado, R$ 100,00. 
 
Despesa Material Fornecedores 
Débito Crédito Débito Crédito 
100 100 
 
 
9) Recebimento de receita por serviço prestado, R$ 300,00. 
 
Caixa Receita Serviço 
Débito Crédito Débito Crédito 
300 300 
 
 
10) Faturamento do serviço prestado para posterior recebimento, R$ 400,00. 
 
Clientes Receita Serviço 
Débito Crédito Débito Crédito 
400 400 
 
 
 
Balancete de Verificação 
 
O Método das Partidas Dobradas, não há débito(s) sem crédito(s) correspondente, nos 
permite afirmar que o valor total dos saldos devedores é igual ao valor total dos saldos 
credores. 
 
A Contabilidade costuma verificar essa igualdade periodicamente através de um 
demonstrativo chamado Balancete de Verificação, onde se relacionam todas as contas 
que apresentaram saldos no exercício social com seus respectivos saldos. 
 
No Balancete de Verificação as contas são relacionadas numa mesma coluna, primeira, 
enquanto que os saldos em colunas distintas; uma para os saldos devedores, segunda, e 
outra para os saldos credores, terceira. Na última linha apura-se a igualdade entre os 
saldos. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Exemplo: Saldos das contas usadas na ilustração