Buscar

LING ARTE E REG -4 simulado

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

1.
		Sintonizado com a temática da guerra, o Futurismo busca romper com a arte do século XIX e com os museus, com os antiquários e as bibliotecas. Através deste impulso de ruptura com o passado, o movimento valoriza:
	
	
	
	A destruição sistemática de valores já cristalizados, uma arte agressiva e um novo conceito de belo.
	
	
	As palavras em liberdade e a função poética como deflagadora do estatuto artístico.
	
	
	O belo clássico e o corte dos elos com o passado artístico encarnado nos modelos tradicionais.
	
	
	A atitude de irreverência e não valorização de um novo conceito de belo, respeito à tradição.
	
	
	A dessacralização da arte e a recusa da vida moderna e tecnológica pela valorização do belo.
	
	
		2.
		No poema "Ode ao Burguês" de Mário de Andrade, ocorre a destruição do uso da sintaxe habitual, substituída por toda a sorte de associações. Vejamos alguns trechos do poema:
"Eu insulto o burguês! O burguês-níquel
O burguês-burguês
A digestão bem feita de São Paulo!
O homem-curva! O homem-nádegas!"
Além do que foi dito acima acerca do poema, podemos acrescentar que:
	
	
	
	O poema não segue a estética defendida pelos participantes da Semana de Arte Moderna
	
	
	O poeta não é a favor da composição de versos livres, pois enfatiza a obediência à métrica clássica.
	
	
	O poeta sugere que a burguesia interessa-se apenas pelo dinheiro e leva uma vida pachorrenta.
	
	
	O poema defende o cânone romântico, tomado como referência para a criação das obras modernas.
	
	
	O poeta não desejou insultar a classe burguesa,mas construir um retrato objetivo dessa classe.
	
	
		3.
		Segundo Walter Benjamin, no livro "A Obra de Arte na Era da Reprodutibilidade Técnica", a arte do século XX deixou de ser original devido a:
	
	
	
	Produção em série da cultura visando o esclarecimento das massas
	
	
	Movimento global de produção cultural visando a reflexão crítica dos consumidores
	
	
	Conjunto de estúdios de cinema onde era produzida a cultura popular
	
	
	Movimento de produção serializada de filmes destinados à elite cultural
	
	
	Produção em série de filmes, músicas e livros acarretando o fim da aura do objeto artístico
		4.
		Por representar os valores da classe burguesa, segundo os quais os interesses individualistas prevaleceriam sobre os grandes ideais, o Neoclassicismo é marcado por:
	
	
	
	ênfase no capitalismo e na valorização da vida rural.
	
	
	ênfase na religião e na dicotomia corpo x alma.
	
	
	ênfase no progresso e na representação da coletividade.
	
	
	ênfase na Corte e na vida agitada das cidades.
	
	
	ênfase no indivíduo e no caráter mais intimista do ser humano.
	
		5.
		Discordância
Dizem que quem cala consente
eu por mim
quando calo dissinto
quando falo
minto.
            Francisco Alvim
 O poeta e diplomata mineiro Francisco Alvim pertence ao movimento dos poetas marginais. No poema Discordância , utiliza um provérbio popular para demonstrar suas idéias que são:
 
	
	
	
	contra a discordância.
	
	
	a favor da sabedoria popular.
	
	
	a favor da tradição popular
	
	
	contra a acomodação.
	
	
	a favor da acomodação.
	
		6.
		
O quadro acima, intitulado Les Champs-Elysées (1717), pertence ao pintor Antoine Watteau. Marque a alternativa que identifica corretamente o contexto histórico dessa obra de arte.
	
	
	
	O período denominado Neoclassicismo ou Arcadismo, por representar a vida
bucólica dos campos.
	
	
	O período denominado Renascimento, pela retomada dos valores greco-
romanos.
	
	
	O período denominado Romantismo, por representar a subjetividade.
	
	
	O período denominado Modernismo, pela coletividade presente na tela.
	
	
	O período denominado Barroco, pelos efeitos claro-escuro representados.
 
		7.
		No século XVIII, a monarquia entra em declínio e a Revolução Francesa muda os rumos da humanidade, colocando no comando das nações a burguesia, que assume o poder econômico, social e político na Europa. No campo das artes, também há mudanças, como por exemplo:
	
	
	
	A arte torna-se mais fragmentada
	
	
	A arte torna-se mais realista
	
	
	A arte torna-se mais objetiva
	
	
	A arte torna-se mais intimista
	
	
	A arte volta-se para a religião
	
		8.
		 
 
 
 
 
Lady Gaga fez sua estreia como artista plástica em uma galeria em Londres.A cantora criou a peça, mictório branco deitado,referindo-se ao artista Marcel Duchamp, que em 1917, criou o mictório, escandalizando o público e mudando o conceito de arte. A peça da cantora não deve ser vista com preconceito, pois representa o que é próprio da cultura:
 
	
	
	
	erudita
	
	
	de massa
	
	
	da elite
	
	
	superior
	
	
	inferior

Outros materiais