Meiose
2 pág.

Meiose


DisciplinaBiologia40.040 materiais1.492.258 seguidores
Pré-visualização1 página
MEIOSE IMEIOSE I
CENTROSSOMOS PARES DE HOMÓLOGOS
QUIASMAS
PLACA EQUATORIAL
1.1
02
1.2
1.3
03
04
A prófase I (1.1, 1.2 e 1.3) é um estágio prolongado, dividido em
cinco subestágios: leptóteno, zigóteno, paquíteno, diplóteno e
diacinese.
A metáfase I (02) é iniciada quando os pares homólogos dos
cromossomos se alinham ao longo da placa de metáfase. Um
microtúbulo de um polo se fixa a um cromossomo de um par
homólogo e um microtúbulo do outro polo se fixa ao outro
membro do par.
A anáfase I (03) é marcada pela separação dos cromossomos
homólogos. Os dois cromossomos de um par homólogo são
puxados para os polos opostos. Embora os cromossomos
homólogos se separem, as cromátides-irmãs permanecem
presas e se deslocam juntas.
Na telófase I (04), os cromossomos chegam aos polos do fuso
e o citoplasma se divide. O período entre a meiose I e meiose II é
a intercinese, na qual a membrana nuclear se forma
novamente ao redor dos cromossomos agrupados em cada
polo, o fuso se rompe e os cromossomos relaxam.
MEIOSE IIMEIOSE II
Na prófase II (01), onde os eventos na intercinese são invertidos, os
cromossomos se recondensam, o fuso se forma novamente, e o
envelope nuclear novamente se rompe.
A metáfase II (02) é semelhante à metáfase da mitose: os
cromossomos individuais se alinham com a placa de metáfase, com as
cromátides-irmãs nos polos opostos.
Na anáfase II (03), os cinetócoros das cromátides-irmãs se separam e
as cromátides são puxadas para os polos opostos. Cada cromátide
agora é um cromossomo distinto.
Na telófase II (04) os cromossomos chegam aos polos do fuso, um
envelope nuclear se forma ao redor dos cromossomos e o citoplasma
se divide (05).