A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
ACAO DE DIVORCIO CONSENSUAL

Pré-visualização | Página 1 de 1

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA _____ VARA DE FAMÍLIA E SUCESSÕES DO _____ , FORO REGIONAL DA COMARCA DE VOLTA REDONDA – RJ
	ANA CRISTINA MELO DE OLIVEIRA, brasileiro, casada, fisioterapeuta, portadora da Carteira de Identidade nº 003666-2, IFP/RJ, inscrita no CPF sob o nº 332.003.444-55, residente e domiciliada na rua das Palmeiras , nº 1, Centro, Volta Redonda / RJ, eletrônico , e-mail: fisio@gmeil.com.br e JOSÉ DE OLIVEIRA NETO, brasileiro, casado, coordenador de turismo, inscrito no Registro de Identidade n.º9995637-2, IFP/RJ residente e domiciliado na rua Rio Preto , nº 30, Centro, Volta Redonda / RJ, CEP nº____, endereço eletrônico , e-mail: mar@gmeil.com.br , por seu procurador firmatário, com instrumento de procuração e incluso (doe,1), advogado inscrito na OAB/____, sob o nº_______, endereço eletrônico ____________, com escritório na __________, _____,______, nesta cidade, vem perante juízo propor a presente ação de
AÇÃO DE DIVÓRCIO DIRETO CONSENSUAL
Nos termos do § 2º do art. 40 da Lei nº 6.515/77 c/c arts 731 e 734 do CPC, com base nos motivos a seguir expostos.
I – DA ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA GRATUITA 
Inicialmente, necessário destacar que os requerentes declaram não possuir, 
no momento, condições financeiras para arcar com as despesas 
processuais e os honorários advocatícios sem prejuízo do seu próprio sustento ou da sua família. 
Desta feita , requer o consentimento dos benefícios da Just iça Gratuita, n os termos do artigo 98 do Código de Processo Civil, garantindo-lhe , deste modo, o efetivo acesso à justiça .
 
II - DOS FATOS
O ex-casal separados de fato desde fevereiro de 2016, cada qual domiciliados em residências diferentes, desejam regularizar o fim do casamento. Não há bens comuns. O casal tem um filho menor de idade com o nome de JOÃO PEDRO DE OLIVEIRA, não há conflito entre o ex-casal. O pai concordou em pagar o valor correspondente a 30% do salário mínimo a título de pensão alimentícia, em caso de existência de vinculo empregatício e o valor correspondente a 40% do salário mínimo, a titulo de pensão alimentícia, caso não haja vinculo empregatício , o casal renuncia os alimentos entre si, o casal concordou que o cônjuge virago permaneça com nome de casada. José tem vinculo empregatício e recebe o salario no valor de R$ 4.000,00, na empresa BOA VIAGEM.
III - DO DIREITO
Os cônjuges pretendem, por mútuo consentimento, dissolver a sociedade
conjugal, através do DIVÓRCIO DIRETO CONSENSUAL previsto tanto na
Lei nº 6.515/77, quanto no art. 226, § 6º, da Carta Magna, este último
dispondo sobre a dissolubilidade do casamento civil pelo divórcio, sem a
necessidade de comprovação do lapso temporal da separação.
Quanto aos ALIMENTOS, esse direito de corre do poder familiar e do grau 
de parentesco, conforme disposto no art. 1.694, Código Civil , in verbis: 
"Art. 1.694. Podem os parentes, os cônjuges ou companheiros, pedir uns aos outros os alimentos de que necessitem para viver de modo compatível com a sua condição social, inclusive para atende r às necessidades de sua educação".
Ademais, é bom enfatizar que os alimentos devem ser pactua dos na 
proporção da necessidade do impúbere e dos recursos da pessoa obrigada 
(artigo 1694, § 1º) . Neste diapasão, considerando as condições dos reque rentes; considerando a necessidade mínima do infante , fruto do enlace 
matrimonial; considerando que é obrigação do Sr JOSÉ DE OLIVEIRA NETO, como pai, contribuir, para o sustento de seu filho. Pugna, assim, os requerente pela homologação do presente acordo no que tange aos alimentos aqui exposto, na forma abaixo descrita ,especificam ente no item III.3. 
III.1- DESCRIÇÃO DE BENS E RESPECTIVA PARTILHA
O casal não possuem bens.
III.2- ACORDO RELATIVO À GUARDA DO FILHO MENOS E AO REGIME DE VISISTAS
O filho permanecerá sob a guarda da materna.
a) A convivência paterna ocorrerá quinzenalmente, nos finais de semana , pai poderá buscar o filho a partis das 8 horas do sábado e devolvê-lo até as 20:00 horas do dia seguinte, domingo;
b) Nas férias escolares;
c) Aniversários;
d) Aniversário do filho;
e) Natal
f) Fim-de-ano.
g) Ressalva especiais: fica assegurado a genitora o direito de alternar o final de semana de visita para garantir a permanência com o filho no dia das mães e no dia do aniversário materno (data).
III.3- VALOR DA PENSAO ALIMENTÍCIA
o genitor pagará, a título de pensão alimentícia, o equivalente a 40% (quarenta por cento) dos seus vencimentos e vantagens, deduzidos os descontos obrigatórios, que deverá ser descontado diretamente do seu contracheque e depositado na conta corrente de titularidade da genitora, Banco do Brasil, agência ___ , conta corrente nº_______.
III.5- MANUTENÇÃO DO NOME
Nos termos permitidos pela lei civil (CC, art. 1.571, §2º), a mulher deseja permanecer com o nome de casada.
IV- DO PEDIDO
a) Assim, ficando demonstrada a firme determinação em se separarem e ficando pactuado o exposto acima requerem que uma vez ouvido o representante do Ministério Público, nos termos do artigo 178 do CPC, seja deferido e homologado o presente pedido de divorcio consensual, em conformidade com o art. 731 do Código de Processo Civil.
b) Requer-se ainda ,a expedição do competente mandado ao registro civil das pessoas naturais desta comarca, para averbação à margem do assento de casamento, nos termos do art. 9/ da Lei nº6.015/1973.
V- DAS PROVAS
	Requerem a produção de todos os meios de prova em direito admitidos, especialmente documental, depoimentos pessoais, e testemunhal.
Atribui-se a causa o valor de R$ 1.600,00 (um mil e seiscentos reias).
Nestes termos ,
Pede deferimento
Volta Redonda / RJ data
Advogado OAB/ UF