A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Gênero e sexualidade

Pré-visualização | Página 1 de 1

B i a n c a L o u v a i n S a ú d e M e n t a l I | 1 
 
............. genero e sexualidade\ ............. 
Homossexualismo figurava entre os transtornos de identidade de gênero até 1973, quando a American 
Psychiatric Association removeu a homossexualidade da 3ª edição do DSM (manual diagnóstico e 
estatístico de transtornos mentais). Apenas em 1990 a OMS retira a homossexualidade da lista de 
patologias da Classificação Internacional de Doenças (CID). Atualmente: 
 DSM-5 – disforia de gênero; 
 CID 10 – transtorno da identidade sexual. 
Disforia de gênero é uma condição caracterizada pelo desconforto persistente com características sexuais 
ou de gênero que remetam ao gênero atribuído ao nascer. A orientação sexual não é analisada nesse 
diagnóstico e não se trata de uma depravação sexual. 
[ FATOR GENÉTICO ] 
Hoje diversos estudos buscam ligação genética através: 
 Caracteres herdados; 
 Expressão determinada pela epigenética influenciada por hormônios durante a gestação; 
 Cérebro e demais órgãos e sua densidade de receptores expressos para resposta aos hormônios 
sexuais. 
[ SEXO BIOLÓGICO ] 
Refere-se órgão genital ao nascer, cromossomos e hormônios. Pode ser feminino, 
masculino ou intersexual/hemafrodita (combinação dos dois). O sexo é atribuído 
no nascimento ou ainda na gestação. 
A maioria das pessoas apresenta identidade e expressão de gênero concordantes 
com seu sexo atribuído, mas não todas. Em algumas pessoas, a identidade e a 
expressão de gênero serão diferentes do sexo atribuído ao nascer. No estado 
intersexuado, por condição anatômica, são pessoas que nascem com genitais 
ambíguos ou com outras anomalias da diferenciação sexual e essa definição não 
existe claramente. 
[ ORIENTAÇÃO SEXUAL ] 
Refere-se ao desejo, por quem você se sente atraído (a) sexualmente. 
 Heterossexual – desejo por pessoas de outro gênero; 
 Homossexual/gay/lésbica – desejo por pessoas do mesmo gênero; 
 Bissexual – desejo por pessoas de ambos os gêneros; 
 Pansexual – sente desejo por todos os gêneros com a mesma intensidade. Podem ter atração sexual 
por homens, mulheres, intersexo, transexuais, ou qualquer outra das muitas identidades de gênero; 
 Demisexual – só sentem atração sexual após a criação de um vínculo emocional forte; 
 Assexual – não sentem desejo por nenhum gênero. 
O comportamento sexual está relacionado as práticas sexuais, com quem o indivíduo mantém relações 
sexuais. Embora possa parecer natural que indivíduos que sentem atração por pessoas do mesmo gênero 
se identifiquem como homossexuais (ou lésbicas ou gays), isso não é constante. Por exemplo: "homens 
que fazem sexo com homens" diz respeito àqueles que têm atividade sexual com outros homens, 
independentemente, da forma como se identificam. Muitos optam por não se identificarem como 
homossexuais. O mesmo se aplica a "mulheres que fazem sexo com outras mulheres". 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
B i a n c a L o u v a i n S a ú d e M e n t a l I | 2 
 
[ IDENTIDADE DE GÊNERO ] 
É como você, na sua cabeça, pensa sobre si mesmo. Como se enxerga, como se sente. 
É a identificação pessoal como sendo mulher ou homem, ou 
conforme os modos de viver a feminilidade e a 
masculinidade. 
A identidade de gênero pode não corresponder ao sexo 
atribuído ao nascer, como no caso de pessoas trans. Além 
disso, a identidade de gênero pode não ter relação com 
identidade e com comportamento sexual. Por exemplo, há 
indivíduos que nasceram com vagina e vulva, mas 
identificam-se como homens (homens transexuais), 
relacionam-se sexualmente com homens e se autodefinindo 
como homossexuais. 
Existem mais de 56 tipos de identidades de gêneros: 
Cissexual/Cisgênero – teve seu sexo designado ao nascer 
e continua se identificando com ele. É um conceito que 
abrange as pessoas que se identificam com o gênero que 
lhes foi determinado no momento de seu nascimento, ou 
seja, as pessoas nãotransgênero. Exemplos: mulher 
cissexual é a pessoa que nasceu com vagina e vulva e se 
identifica como mulher. Homem cissexual é a pessoa que 
nasceu com pênis e de identifica como homem. 
Transgênero – indivíduos cuja identidade de gênero discorda de seu sexo designado no nascimento. 
Muitas vezes, procuram modificações para adequar seu corpo a sua identidade de gênero. 
 O homem transexual nasceu com vagina e vulva e se identifica como homem. Geralmente, procura 
fazer alterações corporais, como terapia hormonal com testosterona e cirurgias de redesignação 
sexual. 
 A mulher transexual nasceu com pênis e testículos e se identifica como mulher. Geralmente, procura 
fazer alterações corporais, como terapia hormonal com estrogênio e cirurgias. 
 
Gênero não-binário – pessoas que se identificam como não-binárias desprezam a ideia de uma 
dicotomia entre macho e fêmea, ou mesmo de um contínuo entre macho e fêmea com a androginia no 
centro. Tentam uma neutralidade de gênero. 
Gênero fluido – pessoa que flui pelos gêneros e, por isso, não se identifica unicamente com o masculino 
ou com o feminino ou com o neutro. Durante a vida, ou mesmo em um único dia, pode combinar elementos 
dos gêneros ou transitar entre eles. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
B i a n c a L o u v a i n S a ú d e M e n t a l I | 3 
 
[ EXPRESSÃO DE GÊNERO ] 
É como você demonstra seu gênero pela forma de agir, vestir, interagir e se expressar. São as formas 
aprendidas de se comportar como mulher ou como homem em determinada sociedade. 
As performances de gênero variam de acordo com os contextos socioculturais, podendo as mulheres 
apresentarem comportamentos que são comumente associados a homens e vice-versa. 
Drag queen/transformistas – são personagens criados por artistas performáticos que se travestem, 
fantasiando-se cômica ou exageradamente com o intuito geralmente profissional artístico. Drag queens 
podem ter qualquer gênero e orientação sexual e sê-lo não implica necessariamente ser homossexual, 
assexual, pansexual, bissexual ou heterossexual. 
Travesti – é uma identidade brasileira de quem foi designada do gênero masculino ao nascer, mas 
desenvolveu uma construção feminina, às vezes vista como um novo gênero. Geralmente, não procura 
fazer cirurgias de resignação sexual e pode não se identificar como transexual. Estão conectadas no 
imaginário social à prostituição, à rua e à marginalidade. 
Não écorreto falar cirurgia de “mudança de sexo” e sim de afirmação de gênero, de redesignação sexual. 
Tratam-se de pessoas que estão passando pela transição de gênero. 
[ RESUMINDO ] 
Sexo Biologico – “Como eu nasci" 
Identidade de Gênero – “Como eu me sinto” 
Orientação sexual/afetiva – "De quem eu gosto" 
Expressão de gênero – “Como eu me apresento ou me visto"

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.