A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM - SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA

Pré-visualização | Página 4 de 4

quando a forrageira estiver com 35 centímetros e saída com 15 centímetros de altura. Com 90 centímetros, a forrageira já terá passado muito do ponto de pastejo, reduzindo o aproveitamento pelos animais. Por isso, a alternativa “D” está incorreta.
MÓDULO IV
1. Para atender plenamente aos propósitos da produção florestal, o manejo florestal configura um conjunto de práticas e atividades adotadas para que o componente florestal apresente o adequado desenvolvimento, com a menor interferência possível entre os indivíduos e os outros componentes do sistema (agrícola e pecuário). Em relação às práticas de desrama e desbaste, quais você recomendaria para o componente florestal em um sistema ILPF?
a) Recomendaria desrama, pois evita a formação de nós para a produção de madeira de maior qualidade para serraria e laminação. Também recomendaria o desbaste, pois permite o desenvolvimento das árvores remanescentes e o aumento de produção de madeira de maior valor agregado.b) Recomendaria desrama, pois evita a formação de nós para a produção de madeira de maior qualidade para serraria e laminação; mas não recomendaria o desbaste, pois essa é uma prática aplicada em plantio de eucalipto em monocultura.c) Recomendaria desrama, pois permite o desenvolvimento das árvores remanescentes e o aumento de produção de madeira de maior valor agregado. Também recomendaria o desbaste, pois evita a formação de nós para a produção de madeira de maior qualidade para serraria e laminação.d) Recomendaria o desbaste, pois permite o desenvolvimento das árvores remanescentes e o aumento de produção de madeira de maior valor agregado. Porém não recomendaria a desrama, pois essa é uma prática aplicada em plantio de eucalipto em monocultura.Responder
Exatamente! Parabéns, resposta correta!
A alternativa correta é a “A”.
Veja uma breve explicação.
Recomendaria tanto desrama quanto desbaste, pois a desrama evita a formação de nós para a produção de madeira de maior qualidade para serraria e laminação, ou seja, de maior valor agregado, assim como o desbaste, que permite o desenvolvimento das árvores remanescentes e o aumento de produção de madeira de maior valor agregado.
Acompanhe a explicação para as demais alternativas:
• O desbaste não é uma prática aplicada apenas a monocultura de eucalipto. Nos sistemas ILPF, a prática também é utilizada com o objetivo de incrementar o desenvolvimento das árvores remanescentes e consequentemente aumentar a produção de madeira de maior valor agregado. Por isso, a alternativa “B” está incorreta.
• A desrama evita a formação de nós para a produção de madeira de maior qualidade para serraria e laminação e o desbaste permite o desenvolvimento das árvores remanescentes e o aumento de produção de madeira de maior valor agregado. Por isso, a alternativa “C” está incorreta.
• A desrama não é uma prática aplicada apenas a monocultura de eucalipto. Nos sistemas ILPF, a prática também é utilizada com o objetivo de evitar a formação de nós, produzindo uma madeira de maior qualidade para serraria e laminação, ou seja, de maior valor agregado. Por isso, a alternativa “D” está incorreta.
2. Pragas são aqueles insetos que causam dano econômico à cultura. Dentre os insetos que causam dano econômico ao eucalipto em sistema ILPF, assinale a alternativa que corresponde à praga mais importante.
a) Percevejos bronzeados, que causam o bronzeamento e queda das folhas, ocasionando dano econômico.b) Cupins de raízes, que causam murchas e morte de plantas novas, além de danificarem as raízes.c) Formigas cortadeiras, que cortam as folhas e também causam danos aos ramos mais finos.d) Cupins de cerne, que causam morte e quebramento de árvores, além de destruírem o cerne.Responder
Exatamente! Parabéns, resposta correta!
A alternativa correta é a “C”.
Veja uma breve explicação.
As formigas cortadeiras cortam as folhas e causam danos aos ramos mais finos, ocasionando perda econômica. As formigas cortadeiras são responsáveis por 70% dos gastos no controle de pragas da cultura do eucalipto.
Acompanhe a explicação para as demais alternativas:
• Os percevejos bronzeados causam o bronzeamento e queda das folhas, também ocasionando dano econômico, entretanto as formigas cortadeiras representam 70% dos gastos no controle de pragas da cultura do eucalipto, sendo consideradas a maior praga do eucalipto. Por isso, a alternativa “A” está incorreta.
• Os cupins de raízes causam murcha e morte de plantas novas, além de danificarem raízes, entretanto as formigas cortadeiras representam 70% dos gastos no controle de pragas da cultura do eucalipto, sendo consideradas a maior praga do eucalipto. Por isso, a alternativa “B” está incorreta.
• Os cupins de cerne causam a morte e quebramento de árvores, além de destruírem o cerne, entretanto as formigas cortadeiras representam 70% dos gastos no controle de pragas da cultura do eucalipto, sendo consideradas a maior praga do eucalipto. Por isso, a alternativa “D” está incorreta.
3. Uma das grandes preocupações atuais da sociedade mundial está na sustentabilidade do nosso planeta, especialmente no que diz respeito aos resultados de pesquisas científicas que apresentam fortes indícios de que a terra está sofrendo os efeitos das mudanças climáticas e do aquecimento global provocado pela emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE). Como consultor em sistemas ILPF, quais ações você deve desenvolver em sua área de atuação com relação à sustentabilidade?
a) Disseminar a pecuária extensiva aos produtores rurais em suas áreas de atuação.b) Disseminar as tecnologias de baixa emissão de carbono, desenvolvidas nas instituições de pesquisa brasileiras, para os produtores rurais.c) Intensificar e desenvolver as tecnologias de baixa emissão de carbono dentro das instituições de pesquisa brasileiras.d) Disseminar o conhecimento empírico das tecnologias de baixa emissão de carbono para os produtores rurais.Responder
Exatamente! Parabéns, resposta correta!
A resposta correta é a alternativa “B”.
Veja uma breve explicação.
Disseminar as tecnologias de baixa emissão de carbono desenvolvidas nas instituições de pesquisa brasileiras para os produtores rurais, pois não adianta esses resultados ficarem dentro da instituição e não chegarem aos produtores, que irão implementá-las.
Acompanhe a explicação para as demais alternativas:
• Sistemas mais intensivos e integrados de uso da terra, como os sistemas ILPF, constituem-se como expressivas alternativas para a mitigação das emissões de GEE, além de promover a sustentabilidade da produção por meio dos benefícios econômicos, ambientais e sociais resultantes da sua adoção. Por isso, a alternativa “A” está incorreta.
• Intensificar e desenvolver as tecnologias de baixa emissão de carbono dentro das instituições de pesquisa brasileiras é importante, entretanto de nada adianta se os resultados dessas pesquisas não chegarem aos maiores interessados, os produtores rurais. Por isso, a alternativa “C” está incorreta.
• O conhecimento empírico das tecnologias de baixa emissão de carbono para os produtores rurais pode trazer resultados que não se aplicam a diferentes regiões. O estudo deve ser embasado cientificamente. Por isso, a alternativa “D” está incorreta.