A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
AULA -Sujeitos Jurídicos

Pré-visualização | Página 1 de 1

Sujeitos Jurídicos - Quinta-feira - Data: 21/02/2019
Professor: 
· Direito Civil divide em: 
· Parte Geral I e II
· Parte Especial (técnica de interpretação utilizada é hermenêutica)
· DIREITO- É o conjunto de normas ou regras jurídicas que vai disciplinar as relações dos indivíduos que vivem numa sociedade. ubi homo, ibi ius (latim)= onde houver o homem, haverá o direito. Ubi societas, ibi ius(latim) = onde houver a sociedade, haverá o direito.
· O direito surge na Mesopotamia(Sumerianos) oriente médio- 1º codio UR – namu. O nosso direito é Romano.
· Imperio Romano do Ocidente ( com a invasão dos bárbaros em Roma = 1ª lei escrita – Lex Duodecim tabularum = lei das XII tábuas.
· Império romano dooriente – Constantinopla ( invasão da Turquia após mil anos) ano 1453. 
· Justiniano – cria códigos escritos (junta o verbal e escrita) Corpus jus civillis
· SANSÃO = pena, resposta a violação
· Primeira código Civil Brasileiro criado em 1916 e sofreu alterações em 2002.
· No mundo existem três grandes sistemas jurídicos:
· 1 –SISTEMA ROMANISTA;
· Características romanistas são: as leis são todas escritas; o direito é todo codificado(dividido) e o direito é complexo.
· 2 –SISTEMA COMMON LAW;
· Características do sistema common Law são: não tem lei escrita; a constituição não é escrita (costumes); Só funciona em Línguas Inglesas; o direito é consuetudinário, ou seja, baseado em costumes. Só existem em países antigos com cultura.
· 3- SISTEMA RELIGIOSO.
· Característica do sistema religioso são: predomina em países com religião do islamismo; do oriente médio.
· O rei Hammurabi, criou o Código hammurabi, com objetivo de diminuir a violência com 282 artigos em 1782 a.c, que predomina apena de TALIÃO (Lex taliones) = Pena de Morte visto que a sanção equivale ao delito praticado. Para praticar precisa de uma religião oficial (precisa conhecer a teocracia- teo= Deus e cracia= poder, força ou governo)
· Os códigos jurídicos menos usados são: Sistema japonês, sistema Chinês e o sistema Russo.
· Existem duas ciências do direito:
· 1 CIENCIA DO SER: dos fenômenos da natureza, ligados a física, química ou matemática. Ex: o homem não consegue alterar o resultado natural; o antecedente se conecta ao procedente.
· 2 CIENCIA DO DEVE SER: Conecta ao jurídica, a ética e a moral. Ex: O antecedente liga ao consequente, o homem altera o resultado final. Tudo no direito “pode” e “depende” “ciência do deve ser”.
Sujeitos Jurídicos - Quinta-feira - Data: 28/02/2019
Professor: 
· Fontes do direito
· LEI DIRETA
· 1- Lei Federal composta por: Congresso Federal; Câmara dos Deputados; Senado federal.
· 2 – Lei estadual composta por: Assembleias legislativas
· 2 – Lei Municipal composta por: Câmara de vereadores
Lei comando geral absoluto
· Costumes;
· Doutrina – É quem estuda e interpreta o direito doutrinador.
· Jurisprudência – Interpretação do direito elaborada pelos tribunais. Se forma através de julgamento. Decisão dos tribunais.
O judiciário é dividido em:
· 1ª instancia; Onde o juiz julga o processo e emite SENTENÇA
· 2ª INSTANCIA: TTRIBUNAL – órgãos colegiados composto por desembargadores, onde emite ACORDÃOS
· LIMINAR: antecipação de uma decisão que pode não ser concedida. Requisitos de uma liminar:
· 1º Fumus boni iures – Fumaça do bom direito;
· 2º Periculum in mora – perigo da demora.
LINDB ( Lei de Introdução Nacional do Direito Brasileiro) serve para todos os códigos.
VIGENCIA DA LEI:
· VACATIO LEGIS – vacância da Lei = Prazo entre a publicação da Lei (diário Oficial) e a sua vigência. Quando a lei não diz nada, entra em vigência em 45 dias ( Lei Geral). Vacatio legis existe para cidadão não alegar que não conhecia (ignorância da lei). A lei entra em vigor no dia seguinte a vacatio legis. Ex: 45 dias, vale no 46 dia.
· A lei (A) só pode ser revogada com outra Lei (B). A revogação da lei pode ser TOTAL OU PARCIAL
· Revogação Total = AB-ROGAÇÃO ( REVOGA TOTA A LEI)
· Revogação Parcial = DERROGAÇÃO (quando revoga a lei parcialmente). EX: um artigo ou um paragrafo.
· A REVOGAÇÃO PODE SER:
· 1 - EXPRESSA: Quando diz que revogou a Lei tal
· 2 – TÁCITA: Quando uma lei revoga a Lei e não diz qual é. Geralmente muito diferente ou altera quase nada.
Quando erra a publicação, funciona como Lei nova, segue a vacatio legis
· REPRESTINAÇÃO: a Lei A revoga a Lei B e a Lei C revoga a lei A. A lei revogada não ressurge (não existe mais) a ressureição da lei revogada.
· LEI TEMPORARIA: não tem vacatio legis.
· ESPÉCIE DE DIREITO:
· 1 – PUBLICO: Normas imperativas são obrigatórias (civil e penal);
· 2 – PRIVADO: Direito civil (nosso) normas que estabelece relação entre um individuo e outro;
· 3 –OBJETIVO: Direito material, substancial e substantivo. EX: código civil, tributário, etc.
· 4- SUBJETIVO: Processual ou instrumental= processo = ação. Facultas agende = faculdade de agir( posso ou não entrar com ação).
· DIREITO MATERIAL: EX: contrato de aluguel (direito privado)
· Quem entra com ação é o AUTOR
· Quem infringe a ação é o REU
· Quem decide a ação e o JUIZ. Actio, Trium e personarium = ação de 3 pessoas.
· PERSONALIDADE
· ART.2 – Ato da capacidade, o direito civil quer a criança com vida, o critério é a respiração (que adquiri personalidade). São utilizados exames para detectar vida na criança: Dosenasia =gastrointestinal ou hidrostática de galeno.
· 1 – CAPACIDADE JURIDICA OU DE DIREITO: Todos tem, pois todos respira
· 2 – CAPACIDADE DE FATO OU DE EXERCICIO: quando um individuo por se só pratica ato da vida civil. EX: maior de 18 anos.
SUJEITO DO DIREITO: É aptidão que a pessoa possui para adquirir direitos e contrair obrigações, objeto de direito e coisas EX: cadeira, mesa, etc.
INCAPACIDADE ART. 3º e 4º
· 1º INCAPACIDADE ABSOLUTA = chamados absolutamente incapazes
· 2º INCAPACIDADE RELATIVA = chamados relativamente incapazes
CURADOR é responsável pela pessoa interditada.
Responda:
Um individuo com personalidade e atingindo a maioridade, pode ser considerado SUJEITO DE DIREITO ou OBJETO DE DIREITO? Argumente a resposta.
R. A pessoa natural é o ser humano a quem a lei no Art. 1º confere capacidade de ser titular de direitos e deveres. Porque é pessoa é sujeito de direito e por esta razão tem capacidade. Assim ao nascer com vida a pessoa adquiri personalidade jurídica, podendo desde logo adquiri direitos e deveres.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.