Mitose vegetal (cebola)
4 pág.

Mitose vegetal (cebola)


DisciplinaGenética I19.516 materiais530.843 seguidores
Pré-visualização1 página
FACULDADE DA ALTA PAULISTA 
 
CAROLINE SAES MENDONÇA 
 
 
 
 
Mitose vegetal (Cebola) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
TUPÃ \u2013 SP 
2020 
 
1 INTRODUÇÃO 
 
Durante o ciclo celular, ocorre um fenômeno denominado \u201cduplicação do DNA 
nos cromossomos\u201d, para separar este material genético para as próximas células 
genéticamente idênticas \u2013 característica da mitose -, portanto, cada célula receberá 
uma cópia íntegra de todo o genoma. Além do DNA, a célula também duplica suas 
organelas e o seu tamanho antes de dividir. Logo, durante o período de Interfase 
(G1, S e G2), uma célula continua a transcrever genes, sintetizar proteínas e 
aumentar sua massa, gerando tempo nécessario para crescer e duplicar as 
organelas. 
. A mitose ou também conhecida como fase M, consiste na geração de duas 
células-filhas idênticas à célula-mãe, além de ser dividida em uma sequência 
contínua de seis eventos. Os primeiros cinco da fase M são: prófase, prometáfase, 
metáfase, anáfase e telófase. Estas fases constituem a mitose, que é definida como 
o período em que os cromossomos estão visíveis (forma condensada). Logo, ao final 
da mitose ocorre a citocinese, que envolve a divisão citoplasmática. Como resultado 
se tem a formação de duas células-filha separadas a partir de uma célula 
progenitora. 
Na primeira etapa, conhecida como prófase, o envelope nuclear permanece 
intacto, enquanto a cromatina é duplicada durante a fase S, que condensa em 
estruturas cromossomais definidas, que são as cromátides. Os cromossomos são 
formados por duas cromátides-irmãs, conectadas por um centrômero. Os 
cinetocoros são complexos proteicos especializados que se formam e se associam a 
cada cromátide. Os microtúbulos do fuso mitótico vão se ligando a cada cinetocoro, 
à medida que os cromossomos são separados mais adiante, na mitose. Os 
microtúbulos do citoplasma desmontam e, então, se organizam na superfície do 
núcleo para formar o fuso mitótico. Os pares de centríolos se afastam pelo 
crescimento dos feixes de microtúbulos que formam o fuso mitótico. 
Na metáfase, há o alinhamento das cromátides na \u201clinha equatorial\u201d do fuso, 
entre os dois polos. Durante esta etapa, as células podem ser pausadas, quando os 
inibidores de microtúbulos são usados. Testes de cariótipos, utilizados para 
determinar o número e a estrutura cromossômica, devido à facilidade de 
visualização. Além disso, não há mais envelope nuclear, e os microtúbulos do fuso 
se ligam ao cinetocoros. 
Em seguida, existe a anáfase, onde os polos mitóticos são separados mais 
ainda, como resultado do alongamento dos microtúbulos polares. Cada centrômero 
divide-se em dois e os cinetocoros pareados se separam. As cromátides-irmãs 
migram na direção dos polos opostos do fuso. 
Por fim, na telófase ocorre o desmonte dos microtúbulos do cinetocoro e a 
dissociação do fuso mitótico. Os envelopes nucleares se formam em torno de cada 
núcleo, contendo as cromátides. As cromátides se descondensam em cromatina 
dispersada ou heterocromatina e os nucléolos se formam novamente no núcleo das 
células-filha. 
Ao final de processo, a citocinese separa as células originando duas células 
idênticas à célula de origem. 
 
2 OBJETIVO 
Este experimento teve como objetivo primordial analisar, identificar, compreender e registrar 
o processo e as fases da mitose que ocorre num vegetal \u2013 cebola. 
 
3 METODOLOGIA 
 
a. Materiais utilizados: 
Corante: orceína acética = 1g orceína + 55mL de água destilada + 45mL de ácido 
acético. 
Placa de Petri 
Pinça 
Lâmina 
Lamínula 
Microscópio 
Reagente 2: ácido clorídrico + álcool absoluto (1:1). 
Reagente 1: álcool acético = álcool absoluto + ácido acético (3:1). 
 
b. Procedimentos: 
1° Deve ser extaída as raízes da cebola que estava presa com auxílio de palitos 
próxima à água. 
2° O material, isto é, pequenas partes da raíz do vegetal deve ser mergulhado com 
algumas gotas de reagente 1 (álcool acético) na placa de Petri. Ademais, deve-se 
permanecer na solução por dez minutos. 
3° Retirar a raíz e lavar com água destilada. 
4° Em seguida, adicionar a amostra no reagente 2 e deixá-la por 5 minutos. 
5° Retirar e lavar com água destilada a raíz. 
6° Posteriormente, é preciso adicionar o corante na amostra e esperar 10 minutos. 
7° Logo após, é necessário cortar em pequenas quantidades a amostra. 
8° Colocar a amostra numa lâmina com lamínula e adicionar corante. 
9° Realização da leitura no microscópio em objetiva de 4x, 10x, 40x e 100x. 
 
 
4 RESULTADOS 
 
Como proposto no objetivo, pode-se analisar, identificar, compreender e registrar o 
processo e algumas fases da mitose que ocorrem na cebola, em especial, quando a 
análise foi realizada na objetiva de 100x. 
 
5 CONCLUSÃO 
 
O processo de mitose é uma ferramenta importante e aliada para o ser vivo, em 
especial para o vegetal (cebola), visto que, com a divisão celular e produção de 
novas células que deram origem às suas raízes, foi possivel avaliar de maneira 
microscópica, algumas células realizando tal evento. 
Além disso, a fase M é essencial para manutenção e homeostase dos tecidos 
presentes nos seres vivos. 
Em suma, o método utilizado é muito útil e pode ser realizado com facilidade para 
visualizar e compreender a divisão celular. 
 
. 
 
REFERÊNCIAS 
 
KUNZLER, Alice; et al. CITOLOGIA, HISTOLOGIA E GENÉTICA. Porto Alegre: 
SAGAH, 2018. Disponível em: Biblioteca digital FADAP-FAP 
<https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788595023178/cfi/1!/4/4@0.00:58.6>. 
Acesso em: 04/04/2020 
.