A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Módulo 2

Pré-visualização | Página 1 de 3

Introdução ao Módulo 2
Boas vindas ao Módulo 2 – Diagnóstico do problema e modelo lógico. 
As quatro videoaulas deste módulo abordam o seguinte conteúdo programático:
· Identificando o problema e suas causas (4'51'').
· Sobreposição e complementariedade das ações do Estado (4'55'').
· Metas e compromissos internacionais (3'06'').
· Modelo Lógico e indicadores (9'11'').
Bons estudos!
Vídeo 6 - Identificando o problema e suas causas
Conteúdo:
1. Levantamento e análise das informações sobre o problema e suas causas – uso da árvore do problema, bem como de estudos e de dados quantitativos para evidenciar essa análise.
Palestrante: Rebeca Regatieri
Questão 1 do vídeo 6
Analise a afirmação a seguir e a julgue como verdadeira ou falsa.
A análise do diagnóstico do problema consiste em definir claramente qual é o problema, as suas características, quem são os grupos mais afetados pelo problema e quais são as evidências.
A sua resposta :
Verdadeira
Parabéns! A afirmação é verdadeira.
Feedback
Analise a afirmação a seguir e a julgue como verdadeira ou falsa. A análise do diagnóstico do problema consiste em definir claramente qual é o problema, as suas características, quem são os grupos mais afetados pelo problema e quais são as evidências.
Verdadeira 
Falsa
A afirmação é verdadeira. Sem uma compreensão clara e objetiva da realidade a ser alterada é muito difícil obter efetividade e eficácia na alteração do problema.
Questão 2 do vídeo 6
A sua resposta :
Identificar o problema principal que se pretende mitigar ou resolver. = Identificação do problema
Levantar hipóteses de causas e definir qual ou quais causas serão alvo da intervenção. = Causas potenciais
Apresentar evidências da sua importância no contexto nacional. = Evidências nacionais
Sua resposta está correta.
Feedback
Com base na discussão sobre as etapas do diagnóstico do problema, associe a alternativa correspondente ao respectivo conceito:
a. Identificar o problema principal que se pretende mitigar ou resolver. Identificação do problema 
b. Levantar hipóteses de causas e definir qual ou quais causas serão alvo da intervenção. Causas potenciais 
c. Apresentar evidências da sua importância no contexto nacional.Evidências nacionais 
Identificação do problema: Identificar o problema principal que se pretende mitigar ou resolver.
Causas potenciais: Levantar hipóteses de causas e definir qual ou quais causas serão alvo da intervenção.
Evidências nacionais: Apresentar evidências da sua importância no contexto nacional.
Vídeo 07: Sobreposição e complementariedade das ações do Estado
Conteúdo:
Relação de sobreposição ou complementariedade com outras políticas existentes, incluída a análise da possibilidade de haver políticas voltadas para enfrentar o mesmo problema.
Palestrante: Otávio Ladeira de Medeiros
Questão 1 do vídeo 7
Questão 1 do vídeo 7
Quando um gestor propõe uma política pública, ele precisa, primeiro, fazer o diagnóstico do problema; depois, desenhar a política pública para resolver aquele problema, definindo o seu objetivo, o seu público alvo e as suas metas; na sequência, desenhar a estratégia de implementação daquela política e de seu monitoramento; e, por fim, definir a forma de mensuração do retorno econômico e social da sua política. No entanto, há uma etapa importante e quase sempre esquecida: a busca de evidências que ajudem a desenhar corretamente a política. Assim, assinale a alternativa que descreve a etapa “busca de evidências”.
 Levantamento de dados quantitativos para facilitar o processo de construção das metas para a política a ser implementada.
 Identificação de literatura que apresente o tema, em termos teóricos, para embasar a construção da solução pretendida.
 Apresentação de razões que justifiquem a intervenção do Estado para solucionar aquele problema.
 Realização de estudos e de avaliações sobre políticas públicas em execução ou já executadas, para resolver o mesmo problema da política que o gestor está propondo.
Quando um gestor propõe uma política pública, ele precisa, primeiro, fazer o diagnóstico do problema; depois, desenhar a política pública para resolver aquele problema, definindo o seu objetivo, o seu público alvo e as suas metas; na sequência, desenhar a estratégia de implementação daquela política e de seu monitoramento; e, por fim, definir a forma de mensuração do retorno econômico e social da sua política. No entanto, há uma etapa importante e quase sempre esquecida: a busca de evidências que ajudem a desenhar corretamente a política. Assim, assinale a alternativa que descreve a etapa “busca de evidências”.
A sua resposta :
Realização de estudos e de avaliações sobre políticas públicas em execução ou já executadas, para resolver o mesmo problema da política que o gestor está propondo.
Sua resposta está correta.
Feedback
Quando um gestor propõe uma política pública, ele precisa, primeiro, fazer o diagnóstico do problema; depois, desenhar a política pública para resolver aquele problema, definindo o seu objetivo, o seu público alvo e as suas metas; na sequência, desenhar a estratégia de implementação daquela política e de seu monitoramento; e, por fim, definir a forma de mensuração do retorno econômico e social da sua política. No entanto, há uma etapa importante e quase sempre esquecida: a busca de evidências que ajudem a desenhar corretamente a política. Assim, assinale a alternativa que descreve a etapa “busca de evidências”.
a. Levantamento de dados quantitativos para facilitar o processo de construção das metas para a política a ser implementada. 
b. Identificação de literatura que apresente o tema, em termos teóricos, para embasar a construção da solução pretendida. 
c. Apresentação de razões que justifiquem a intervenção do Estado para solucionar aquele problema. 
d. Realização de estudos e de avaliações sobre políticas públicas em execução ou já executadas, para resolver o mesmo problema da política que o gestor está propondo. 
Está correta a alternativa ‘d’.
As etapas para a proposta de política pública são: diagnóstico do problema; desenho da política pública para resolver o problema com objetivo, público alvo e metas; definição de estratégia de implementação da política e de seu monitoramento; e por fim, a mensuração do retorno econômico e social da sua política. Ainda é necessária a busca de evidências que ajudem a desenhar corretamente a política, por meio de estudos de políticas públicas ou em execução ou já executadas, cujos erros e acertos poderão servir de parâmetros para a construção da nova política pública.
Questão 2 do vídeo 7
O que esperamos ganhar, para desenhar a nossa política pública, ao estudar as experiências de políticas públicas com objetivos semelhantes? Em relação a esse questionamento, julgue os itens abaixo, em verdadeiro (V) ou falso (F).
Outras experiências podem ajudar a diagnosticar melhor o seu problema, o público de interesse e as possibilidades de intervenção pretendidas no âmbito da sua política.
                                   
Outras experiências (em particular, as malsucedidas) fazem com que reavaliemos se possuímos argumentos fortes que sustentam que a nossa proposta terá maior sucesso do que aquelas políticas no alcance dos seus objetivos.
                                   
Caso você encontre uma política que não atendeu ao objetivo por ela proposto e, por isso, foi descontinuada, não vale a pena estudá-la.
                                   
Caso haja outra política em execução que visa alcançar o mesmo objetivo, você pode evitar redundâncias de políticas tornando-as mais articuladas ou, até mesmo, conjugadas.
                                   
A sua resposta :
Outras experiências podem ajudar a diagnosticar melhor o seu problema, o público de interesse e as possibilidades de intervenção pretendidas no âmbito da sua política. = Verdadeiro
Outras experiências (em particular, as malsucedidas) fazem com que reavaliemos se possuímos argumentos fortes que sustentam que a nossa proposta terá maior sucesso do que aquelas políticas no