A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
42 pág.
PIM VII MAX MIX NOTA 9,0

Pré-visualização | Página 4 de 9

não existe uma forma sistêmica de avaliar o capital da empresa como um todo, e isso é perigoso, pois pode colocar a saúde financeira da empresa em risco, esse capital deve ser avaliado em um contexto amplo e não setores, como muitas empresas o fazem. Quando existe um controle e um equilíbrio amplo da empresa como um todo, esta pode aproveitar as oportunidades em ampliar seus ganhos aumentando seu mercado produtivo. Outras, quando o capital está reduzido, se bem discernido não entrarão em situações que comprometam o capital dela. 
3.1– Coleta de Dados da POSITIVO TECNOLOGIA 
A coleta de dados se deu com base em Demonstração de Resultado e do Balanço Patrimonial da Empresa Positivo Tecnologia SA, que mantém parceria com a MAX MIX na venda e distribuição de seus produtos. Tal demonstração está disponível no site da BOVESPA. O Balanço Patrimonial apresenta duas modalidades: Controladora e Consolidado utilizamos o Consolidado para a obtenção de DADOS.
3.1.1- Unidade de Estudo de Caso – POSITIVO TECNOLOGIA 
	A POSITIVO TECNOLOGIA S.A. é uma sociedade anônima de capital aberto listada na BOVESPA no segmento denominado NOVO MERCADO-BM&FBOVESPA, sob o nome no PREGÃO: POSITIVO TEC, com Código De Negociação: POSI3, cuja atividade principal é a de fabricação de Hardware, e com Classificação Setorial: Tecnologia da Informação/Computadores e Equipamentos. O site oficial da empresa é: www.positivoinformatica.com.br
A Positivo Tecnologia iniciou-se em 1989, da iniciativa de um grupo de empreendedores da área educacional que ousou produzir computadores no BRASIL, pois a demanda de computadores de uso pessoal cresceu muito e abriu-se uma janela para ser preenchida por uma tecnologia genuinamente brasileira. Atualmente existe uma diversificação de produtos em seu portfólio, como computadores, tablet, smartfones, celulares e dispositivos de telemedicina, além de equipamentos para escolas de mais de 40 países, ou seja, mesmo dentro das adversidades constantes que o país vive, a empresa cresceu e se expandiu geograficamente, até 2010. A empresa localiza-se na cidade de Curitiba no Estado do Paraná, e é a décima maior fabricante de computadores no mundo.
Diferentes marcas e negócios aonde a tecnologia, a inovação, agilidade e adaptação a cada mercado e público, carregam a história de sucesso e empreendedorismo da empresa. Sobre o investimento em telemedicinas os parceiros enxergam a possibilidade de tornar seus aparelhos globais, para auxiliar no monitoramento de epidemias.
As empresas que fazem parte do GRUPO, são as marcas POSITIVO, VAIO QUANTUM e HI TECHNOLOGIES, que carregam a história de sucesso e empreendedorismo que vislumbra expansão e diversificação da trajetória da empresa. 
Em 2014 anunciou uma maior participação no mercado de tablet e smartphones em face ao decréscimo das vendas de computadores pessoais. 
Em junho de 2019 a empresa comemorou seus 30 anos de existência, com resultados muito satisfatórios no segundo trimestre de 2019, registrou um lucro líquido de R$ 11,1 milhões, principalmente impulsionados pelos bons resultados na venda de celulares e servidores. O lucro líquido acumulado no 1º semestre também foi favorável encerrando o período R$ 6,5 milhões. 
A POSITIVO TECNOLOGIA mantém forte o controle do custo, com redução de 12,9 % no segundo trimestre de 2019, resultado das iniciativas de controle e eficiência praticadas pela companhia desde o final do ano passado. 
Dados do site www.meupositivo.com.br – IMPRENSA POSITIVO – 15/08/2019.
3.2 - Necessidades de CAPITAL de Giro (NCG) 
A necessidade de Capital de Giro é função do ciclo de caixa da empresa. Quando o ciclo de caixa é longo, a necessidade de capital de giro é maior e vice-versa. Assim, a redução do ciclo de caixa – em resumo, significa receber mais cedo e pagar mais tarde - deve ser uma meta da administração financeira. 
Também chamado de Investimento Operacional em Giro (IOG) ou Necessidade de Investimento em Giro (NIG), indica o montante necessário de recursos para que o giro dos negócios se mantenha. Essas são as contas de curto prazo, tendo retorno rápido.
 Para a maior parte das empresas brasileiras a necessidade de capital de giro (NCG), representa uma demanda operacional de recursos que precisa ser financiada. (Viera,2008)
A NCG envolve as contas operacionais do Ativo Circulante e do Passivo Circulante, e vem a ser a diferença entre o Ativo Circulante Operacional e o Passivo Circulante Operacional, ou seja, 
NCG = AC operacional – PC operacional 
O ativo circulante operacional é constituído de valores responsável em manter a estreita relação com as atividades operacionais da empresa, estão diretamente relacionados à produção e vendas. Já o passivo circulante operacional da empresa, ou seja, representam as dívidas de funcionamento operacional da empresa. (Neto e Silva – 2002) 
A situação ideal é não ter necessidade de Capital de Giro, porém a necessidade do capital de giro acontece , quando não se recebe tudo à vista, ou se existe muita inadimplência, ou ainda existe muita mercadoria em estoque, logo, o capital em caixa, não é o suficiente para a empresa cumprir as necessidades operacionais para se manter a empresa, deve-se conseguir um empréstimo, porém desde que isso não represente um grande problema para a empresa, ou seja, ela seja capaz de pagar esse empréstimo.
A NCG aumenta, quando precisamos pagar mais para repor o estoque ou quando queremos aumentar o volume de vendas e por isso precisamos de mais estoque. 
Quando a empresa possui quociente com valores positivos, não existe a necessidade de utilizar outras fontes de recursos para sustentar as atividades operacionais dela. Quando negativo significa que parte de seu capital de giro provém de terceiros e se não houver controle, pode haver atrasos nos pagamentos e gerar muitas dívidas. O efeito TESOURA acontece quando uma empresa precisa de muitos recursos levando ao saldo negativo da tesouraria e impedindo a liquidez da empresa. 
Vamos avaliar agora a NCG da empresa POSITIVO TECNOLOGIA S.A.
De acordo com os dados retirados da BOVESPA 
 ACO = 1.457.640 - PCO = 1.134.908= 322.732
NGG= 322.732, ou seja, a Necessidade de Capital de Giro da Empresa Positivo é positiva, 
FIGURA 01 – BALANÇO PATRIMONIAL
Fonte: POSITIVO TECNOLOGIA S.A:
3.3- Modelo de Gestão Financeira do Capital De Giro 
Não existe um cronograma perfeito entre as Entradas e Saídas de Dinheiro. Foi Apenas depois da crise financeira de 2008, que todas as empresas organizaram seus controles seguindo o exemplo dos bancos e destacando as operações de tesouraria das operações cotidianas do caixa e suas obrigações. A Tesouraria controla o fluxo de capitais. Os bancos são um parceiro importante, pois controlam toda a movimentação financeira das empresas e estimulam a fazer aplicações financeiras a curto e a longo prazo, e quando da necessidade de um empréstimo avaliam o poder de pagamentos que a empresa possui.
O modelo de gestão financeira do Capital de Giro da POSITIVO TECNOLOGIA é baseado no modelo Dinâmico de Fleuriet, esse modelo de gestão, iguala os prazos de financiamento com os de aplicação, para diminuir o risco de falta de liquidez da empresa. 
Fleuriet (Professor Associado Fundação Dom Cabral, PHD em Finanças) propôs uma nova classificação gerencial para as contas do ativo e passivo circulante, segundo sua natureza financeira e operacional, sendo essa segregação essencial para o processo de avaliação da necessidade e capital de Giro. (Brasil, H.V. Pleurite, M.1979).
Segundo Pleurite, o modelo Dinâmico de Capital de Giro consiste no estudo de três variáveis: Necessidade de Capital de Giro (NCG), Capital de Giro (CDG) e Saldo de Tesouraria (T)
Sendo assim: 
O Ativo Circulante se subdivide em: Ativo Circulante Financeiro (ACF) Ativo Circulante Operacional (ACO/C). 
ACF= elementos essencialmente financeiros 
ACO= contas relacionadas às atividades operacionais da empresa.
O Passivo Circulante se subdivide em: Passivo Circulante Financeiro (PCF) e Passivo Circulante Operacional.
PCF = empréstimos e financiamentos 
PCO = obrigações