Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
GESTALT

Pré-visualização | Página 1 de 1

GESTALTA COR
Análise Gráfica 
PROF. HELOÍSA BÉRENGER
GESTALT
Palavra de origem germânica que 
significa “forma” ou “figura”. 
PRINCÍPIO BÁSICO: 
O inteiro é interpretado de 
maneira diferente que a soma de 
suas partes. A crença é de que 
o inteiro é maior do que a soma 
de suas partes inviduais levou 
ao descobrimento de diferentes 
fenômenos que ocorrem durante a 
percepção.
No exemplo da ilusão de ótica, constatamos 
facilmente que o que se processa no cérebro é 
diferente do que se processa na retina. Esta 
“exitação cerebral” toma o todo com muito mais 
importância do que as partes isoladas.
NÃO VEMOS PARTES 
ISOLADAS, MAS RELAÇÕES. 
ISTO É, UMA PARTE NA 
DEPENDÊNCIA DE OUTRA.
A HIPÓTESE DA GESTALT PARA EXPLICAR 
ESTA ORÍGEM INTEGRADORA É A DE QUE 
“O SISTEMA NERVOSO CENTRAL DEVE 
POSSUIR UM DINAMISMO AUTO REGULA- 
DOR QUE, A PROCURA DE ESTABILIDADE, 
ORGANIZA AS FORMAS EM TODOS 
COERENTES E UNIFICADOS.”
FORÇAS EXTERNAS e FORÇAS INTERNAS 
As forças externas seriam as que tem orígem 
na estimulação da retina através da luz vinda do 
objeto exterior, e por tanto das condições de luz 
em que se encontrar. 
 
As forças internas se constituem em um 
dinamismo cerebral vindo das estruturas do 
cérebro que tendem a organizar. Parecem se 
processar mediante a “leis gerais” que são 
respostas constantes observadas na maneira de 
estruturar ou, organizar, o que vemos. 
LEIS, OU FORÇAS, DA GESTALT: 
tendemos a perceber a informação visual 
através da identificação/organização por 
unidades. 
 
Devemos lembrar, que para percebermos uni-
dades destacadas é necessário que haja 
contrastes (diferenças, descontinuidades). Numa 
situação de nenhum contraste, nenhuma forma 
será percebida. 
 
Em síntese: 
- Forças de segregação - Agem pelos estímulos 
de desigualdade de estimulação 
 
- Forças de unificação - Agem com os estímulos 
de igualdade de estimulação. 
EXEMPLO DO BLOG DESIGN.BLOG:
SEMELHANÇA: 
A lei da semelhança defende que elementos que 
possuem algum tipo de semelhança parecem 
estar agrupados. O agrupamento pode ocorrer 
tanto nos estímulos visuais quanto nos 
auditivos. 
PROXIMIDADE: 
Os elementos são agrupados de acordo com a 
distância a que se encontram uns dos outros. 
O aspecto de semelhança é mais forte do que o 
da proximidade
EXEMPLO DO BLOG DESIGN.BLOG:
BOA CONTINUAÇÃO: 
Toda unidade linear tende a continuar conm a 
mesma direção e com o mesmo direcionamento.
CLAUSURA: 
Ou “fechamento”, o princípio de que a boa forma 
se completa, se fecha sobre si mesma, 
formando uma figura delimitada. O conceito 
de clausura relaciona-se ao fechamento visual, 
como se completássemos visualmente um 
objeto incompleto. 
Esta propriedade se intensifica quando a forma a 
ser completada já é conhecida pelo leitor visual 
anteriormente. (Lei da Experiência Passada)
EXPERIÊNCIA PASSADA: 
A associação aqui, sim, é imprescindível, pois 
certas formas só podem ser compreendidas se 
já a conhecermos, ou se tivermos consciência 
prévia de sua existência. Da mesma forma, a 
experiência passada favorece a compreensão 
metonímica: se já tivermos visto a forma inteira 
de um elemento, ao visualizarmos somente uma 
parte dele reproduziremos esta forma inteira na 
memória. 
PREGNÂNCIA: 
Quanto mais facil for a identificação das 
unidades, mais harmoniosa, forte e veloz será a 
informação visual.