CONSTITUIÇÃO DE 1967 - PDF
208 pág.

CONSTITUIÇÃO DE 1967 - PDF

Pré-visualização50 páginas
Em mensagem enviada ao Congresso Nacional, o Presidente Castello Branco 
 ressaltou que a continuidade da obra revolucionária deveria \u201cficar assegurada 
 por uma nova Constituição, que, a par da unidade e harmonia, representa a 
 institucionalização dos ideais e princípios que a inspiram\u201d
1967
Senado Federal
Secretaria especial de editoração e Publicações
Subsecretaria de edições Técnicas
3a edição
Brasília \u2013 2012
CONSTITUIÇÕES BRASILEIRAS
VolumE VI
Themístocles Brandão Cavalcanti
Luiz Navarro de Brito
Aliomar Baleeiro
Edição do Senado Federal
Diretora-Geral: Doris marize Romariz Peixoto 
Secretária-Geral da mesa: Claudia lyra Nascimento
Impresso na Secretaria Especial de Editoração e Publicações
Diretor: Florian Augusto Coutinho madruga
Produzido na Subsecretaria de Edições Técnicas
Diretora: Anna maria de lucena Rodrigues
Praça dos Três Poderes, Via N-2, unidade de Apoio III
CEP: 70165-900 \u2013 Brasília, DF
Telefones: (61) 3303-3575, 3576 e 4755
Fax: (61) 3303-4258
E-mail: livros@senado.gov.br
organizador da coleção: Walter Costa Porto
Colaboração: Elaine Rose maia
Revisão de original: Angelina Almeida Silva e marília Coêlho
Revisão de provas: maria José de lima Franco, Tatiana Beltrão e Yara Ribeiro
Editoração eletrônica: Rejane Campos lima
Ficha catalográfica: Marilúcia Chamarelli
ISBN: 978-85-7018-429-0
Cavalcanti, Themístocles Brandão 
1967 / Themístocles Brandão Cavalcanti, luiz Navarro de Brito, Aliomar 
Baleeiro. \u2500 3. ed. \u2500 Brasília : Senado Federal, Subsecretaria de Edições Téc-
nicas, 2012.
206 p. \u2500 (Coleção Constituições brasileiras ; v. 6)
1. Constituição, história, Brasil. I. Brito, luiz Navarro de. II. Baleeiro, 
Aliomar. III. Brasil. [Constituição (1967)]. IV. Série.
 CDDir 341.2481
A COLEÇÃO 
\u201cCONSTITUIÇÕES BRASILEIRAS\u201d
A elaboração da Constituição Brasileira de 1988 se deu sob condições fundamental-
mente diferentes daquelas que envolveram a preparação das Cartas anteriores.
Em primeiro lugar, foi, de modo extraordinário, alargado o corpo eleitoral no país: 
69 milhões de votantes se habilitaram ao pleito de novembro de 1986. o primeiro 
recenseamento no Brasil, em 1872, indicava uma população de quase dez milhões 
de habitantes, mas, em 1889, eram somente 200.000 os eleitores. A primeira eleição 
presidencial verdadeiramente disputada entre nós, em 1910, a que se travou entre 
as candidaturas de Hermes da Fonseca e Rui Barbosa, contou com apenas 700.000 
eleitores, 3% da população, e somente na escolha dos constituintes de 1946 é que, pela 
primeira vez, os eleitores representaram mais de 10% do contingente populacional.
Em segundo lugar, há que se destacar o papel dos meios de comunicação \u2013 da televisão, 
do rádio e dos jornais \u2013, tornando possível a mais vasta divulgação e a discussão mais 
ampla dos eventos ligados à preparação do texto constitucional.
Desses dois fatores, surgiu uma terceira perspectiva que incidiu sobre o relacionamento 
entre eleitores e eleitos: da maior participação popular e do dilatado conhecimento 
da elaboração legislativa resultou que a feitura de nossa atual Constituição foi algo 
verdadeiramente partilhado; e que o \u201cmandato representativo\u201d, que estabelecia uma 
dualidade entre eleitor e eleito, teve sua necessária correção, por acompanhamento, 
e uma efetiva fiscalização por parte do corpo eleitoral, com relação às idéias e aos 
programas dos partidos.
o conhecimento de nossa trajetória constitucional, de como se moldaram, nesses 
dois séculos, nossas instituições políticas, é, então, indispensável para que o cidadão 
exerça seu novo direito, o de alargar, depois do voto, seu poder de caucionar e orientar 
o mandato outorgado a seus representantes.
Walter Costa Porto
SUmáRIO
I \u2013 Introdução à Análise da Constituição de 1967
O Esquema Político da Constituição
Tipologia dos regimes políticos .............................................................................. 11
os poderes ............................................................................................................... 13
os três poderes ........................................................................................................ 20
o atual sistema político ........................................................................................... 21
o eleitorado ............................................................................................................. 23
os partidos políticos ............................................................................................... 25
os grupos de pressão .............................................................................................. 27
outro sistema de controle político .......................................................................... 28
Conclusão ................................................................................................................ 28
II \u2013 O Federalismo na Constituição de 1967 ..................................................... 31
1 \u2013 Governo da união ............................................................................................. 32
 a) o Poder legislativo .......................................................................................... 32
 b) O Presidente da República ................................................................................ 34
2 \u2013 Relações entre órbitas de poder ........................................................................ 37
 a) A centralização político-administrativa ............................................................ 37
 b) A hegemonia financeira .................................................................................... 38
Conclusão ................................................................................................................ 39
III \u2013 O Direito Financeiro na Constituição de 1967 .......................................... 41
Uma terceira competência fiscal ............................................................................. 42
Propósitos revisionistas ........................................................................................... 44
A Emenda no 18 ....................................................................................................... 45
uma crítica a 1946 .................................................................................................. 46
O supérfluo .............................................................................................................. 48
Decretos-leis ........................................................................................................... 49
mudança de nomes ................................................................................................. 50
Diferenças entre 1946 e 1967 ................................................................................. 52
Isenção de impostos estaduais e municipais ........................................................... 53
o empréstimo compulsório ..................................................................................... 55
limitações constitucionais ...................................................................................... 55
Contribuições parafiscais ........................................................................................ 56
Taxas ....................................................................................................................... 58
Imposto de Transmissão Inter Vivos ....................................................................... 61
o pedágio ................................................................................................................ 62
uma Constituição calvinista ................................................................................... 63
Os Autores .........................................................................................................