A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
LEVANTAMENTO DE DEMANDAS LUCAS corrigido novo

Pré-visualização | Página 1 de 2

2
		
Centro Universitário Leonardo Da Vinci
Curso Bacharelado em Serviço Social
LUCAS PEREIRA DE OLIVEIRA
(SES0554/6) 
LEVANTAMENTO DE DEMANDAS:
(CENTRO DE REFERÊNCIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL)
CORONEL JOSÉ DIAS - PIAUÍ
2020
LUCAS PEREIRA DE OLIVEIRA
LEVANTAMENTO DE DEMANDAS:
(CENTRO DE REFERÊNCIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS)
Levantamento de Demandas apresentado à disciplina de Estágio II do Curso de Serviço Social – do Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI, como requisito parcial para avaliação.
Orientador Pedagógico – Kaline Braga Dias
Supervisor de Campo – Samuel Dias de Oliveira Costa
coronel josé dias - piauí
2020
SUMÁRIO
INTRODUÇÃO........................................................................................................................4
1 LEVANTAMENTO DE DEMANDAS.................................................................................5
2 DESCRIÇÃO DO PROCESSO..........................................................................................5
 
2.1. Família em situação de vulnerabilidade..........................................................................6
2.2. Violação dos direitos de criança e adolescentes............................................................6
3 DEMANDA A SER TRABALHADA..................................................................................7
4 CONSIDERAÇÕES fINAIS................................................................................................7
5 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.......................................................................................8
INTRODUÇÃO
 Esse trabalho tem como objetivo apresentar o levantamento de demandas como estratégia na busca da identificação dos diversos problemas apresentados pela população na instituição CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) durante o Estágio II. 
 O CRAS da cidade de Coronel José Dias, cidade esta que possui pouco mais de 4 mil habitantes, trabalha com a Proteção Social Básica. Destaca-se o grande desafio na realização do atendimento de uma parte da população que se encontra no Segundo Distrito da cidade, local inserido na Zona Rural e, consequentemente, com o número maior de pessoas que se encontra em vulnerabilidade social, simplesmente pelo fato de difícil acesso ao local de atendimento. 
 Na presente instituição uma das finalidades é prevenir situação de risco por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições, fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, visando atender as diversas demandas expostas pela população, tendo como objetivo evitar ou amenizar tais problemas expostos, buscando oferecer um estado de bem-estar mais eficaz, em se tratando da garantia de direitos do cidadão que é assegurado por Lei. 
 Graças à unanimidade e harmonia dos profissionais, os trabalhos são desenvolvidos em conjunto, composto, principalmente, pelo profissional de Serviço Social, Psicólogo e Técnicos, tendo a sua frente demandas como: a violação de direitos das crianças e adolescentes e usuários na busca pelo acesso aos programas sociais. Tais demandas serão abordadas no decorrer do presente trabalho.
1 LEVANTAMENTO DE DEMANDAS
 Os profissionais de Serviço Social atuam nas mais variadas situações, em se tratando de vulnerabilidades sociais, que compõem as demandas. Fazendo uma breve análise ao significado etimológico da palavra demanda refere-se à ação, efeito e ato de buscar, tendo particularidade jurídica, solicitação de alguma coisa que se queira alcançar, tendo consciência do direito a determinada coisa (GUERRA et al, 2016, p. 6). 
 Com o levantamento de demandas, os profissionais tem a possibilidade de detectar as áreas necessitadas de uma maior intervenção junto à população, podendo analisar a abrangência das demandas a serem atendidas, observando as principais características da população atendida, através de análises, objetivos e finalidades.
 O CRAS é a instituição que acolhe, ou seja, é o ponto referencial, onde a população menos favorecida encontra apoio por parte dos profissionais que atuam no local, norteando os usuários de acordo com a necessidade de cada um. 
O CRAS é uma unidade de proteção social básica do SUAS, que tem por objetivo prevenir a ocorrência de situações de vulnerabilidades e riscos sociais nos territórios, por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições, do fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, e da ampliação do acesso aos direitos de cidadania. (SUAS, 2009, p.9).
 O profissional precisa compreender as demandas de acordo com as particularidades de cada uma para que, depois de compreendidas, seja possível desenvolver uma ação competente para determinada demanda. 
 O levantamento de demandas tem seu significado e sua importância logo quando realizado, ao expor problemas apresentados pela população, sendo notória a identificação das mais diversas expressões da questão social, podendo também ser perceptível às áreas que necessitam de maior atenção por parte dos profissionais, exigindo a busca pela qualificação no fazer profissional do mesmo. 
2 DESCRIÇÃO DO PROCESSO
 Serão explícitas algumas demandas trabalhadas na instituição CRAS (Centro de Referencia da Assistência Social) concedente de estágio em Coronel José Dias. Demandas estas com embasamento teórico em pesquisas bibliográficas e em conhecimentos alcançados durante o período de estágio junto à equipe da instituição CRAS.
 “O Programa Bolsa Família é apontado como carro-chefe das políticas sociais e tem também papel unificador de outras políticas.” (BRASIL, 2017, p.12). Através do Cadastro Único é possível identificar indivíduos e famílias de baixa renda para que tenham acesso aos programas e benefícios sociais, “por meio de sua base de dados, é possível conhecer quem são, onde estão e quais são as principais características, necessidades e potencialidades da parcela mais pobre e vulnerável da população.” (BRASIL, 2017, p.13). 
2.1. Família em situação de vulnerabilidade:
	Demanda
	Causas
	Consequências
	Ações de Enfrentamento e Estratégias
	Atores Envolvidos
	· Usuários de programas sociais 
· Famílias em situação de vulnerabilidade social.
	· A falta de busca por maiores informações.
	
· Ausência de acesso ao benefício que é assegurado por Lei. 
	· Visita domiciliar, encaminhamento para a rede socioassistencial.
· Inclusão dos usuários no sistema do programa a qual se adeque o usuário.
	· Profissionais da Assistência Social.
· Equipe do CRAS. 
	Pontos fortes
	Pontos fracos
	Recursos Necessários
	Responsáveis
	Prazos
	· Diminuição da vulnerabilidade.
· Ampliação do conhecimento dos direitos sociais por parte dos indivíduos. 
	· Não ter conhecimento dos seus direitos que são garantidos por Lei.
	· Profissionais e técnicos da rede socioassistencial, computador, veículos, materiais diversos.
	· Gestores e equipes
	· É realizado conforme o sistema do programa atende, na sua maioria à médio prazo.
2.2. Violação dos direitos de criança e adolescentes:
	
	Demanda
	Causas
	Consequências
	Ações de Enfrentamento e Estratégias
	Atores Envolvidos
	· Violação de direitos das crianças e adolescentes. 
	
· Negligência familiar, conflito familiar, violência doméstica.
	· Crianças e adolescentes distantes do espaço escolar
· Crianças e adolescentes em situações de vulnerabilidade. 
	· Visita domiciliar, entrevista, encaminhamento.
· Inserção de crianças e adolescentes nos programas oferecidos pelo CRAS.
	· Indivíduos violentados, familiares envolvidos, profissionais diversos.
	
Pontos fortes
	
Pontos fracos
	
Recursos Necessários
	
Responsáveis
	
 Prazos
	• Proteção de vínculos familiares;
• Socialização entre crianças e adolescentes.
	• Exposição de crianças e adolescentes as diversas formas de violência. 
	· Humanos: equipes multifuncionais do