Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
80 pág.
1 INTRODUÇÃO AO INTEMPERISMO LATERÍTICO E À LATERITIZAÇÃO COSTA 2007SIMEXMIN_2010

Pré-visualização | Página 1 de 17

1 
 
 
 
INTRODUÇÃO AO INTEMPERISMO LATERÍTICO 
E À LATERITIZAÇÃO 
 
 
Marcondes Lima da Costa, ver. 25.09.2019 
 
 
Capítulo V do livro: PROSPECÇÃO GEOQUÍMICA DE DEPÓSITOS MINERAIS 
METÁLICOS, NÃO METÁLICOS, ÓLEO E GÁS. OTAVIO LICHT, Carlos Siqueira 
Bandeira Mello, Cássio Roberto da Silva.. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de 
Geoquímica - SBGq / CPRM - Serviço Geológico do Brasil , p. 199-244. ISBN 
9788574990. 
 
Vide arquivo pdf. 
 
 
 2 
 
 
 
 
 
 
 
 
INTRODUÇÃO AO INTEMPERISMO LATERÍTICO E À LATERITIZAÇÃO 
 
Marcondes Lima da Costa 
Professor da Universidade Federal do Pará 
e 
Pesquisador do CNPq 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
2007 
 
 
 
 
 
 
 3 
SUMÁRIO 
RESUMO 
ABSTRACT 
INTRODUÇÃO 
OS LATERITOS COMO ROCHAS E A SUA DEFINIÇÃO NESTE TRABALHO 
A IMPORTÂNCIA DOS LATERITOS E DA LATERITIZAÇÃO 
Científica e Paleo-Ambiental 
Como Formador de Depósitos Minerais 
Impacto Sobre Agricultura 
Materiais de Construção 
A PAISAGEM DAS FORMAÇÕES LATERÍTICAS 
A ESTRUTURAÇÃO DAS FORMAÇÕES LATERITICAS EM HORIZONTES 
CARACTERÍSTICOS: A CONSTRUÇÃO DO PERFIL LATERÍTICO 
COBERTURAS MAIS FREQÜENTES 
ASPECTOS MINERALÓGICOS E TEXTURAIS 
Distribuição dos Minerais e sua Morfologia ao Longo do Perfil Laterítico 
COMPOSIÇÃO QUÍMICA E SUA RELAÇÃO MINERAL COM OS HORIZONTES 
E ROCHA-MÃE: GEOQUÍMICA 
BALANÇO GEOQUÍMICO 
MÉTODOS GEOCRONOLÓGICOS DE DATAÇÃO DAS FORMAÇÕES 
LATERÍTICAS 
IDADE E TEMPO DE FORMAÇÃO DE PERFIS LATERÍTICOS 
ISÓTOPOS DE OXIGÊNIO E HIDROGÊNIO 
FORMAÇÃO DE DEPÓSITOS MINERAIS 
Agradecimentos 
Referências Bibliográficas 
 
RESUMO 
 
Lateritos são produtos geológicos resultantes dos processos de lateritização, ou 
seja, formados pelo intemperismo tropical e paleotropical de rochas expostas à interação 
 
 
 4 
atmosfera-hidrosfera, manifestando-se através de perfis lateríticos, coletivamente 
denominados de formações lateriticas. Os perfis são estruturados em horizontes típicos 
(crosta, horizonte mosqueado/argiloso, saprolito e rocha-mãe) resultantes da diferenciação 
textural, estrutural, mineralógica, química (domínio de Fe2O3, Al2O3, SiO2 e H2O, 
dominantemente) e isotópica durante a formação do perfil ao longo do tempo geológico 
(desde o Proterozóico) em vários eventos distintos. Também são importantes processos 
formadores de depósitos minerais (Al, Fe, caulim, Ni, Mn, Au, Pt, Ti, P, etc.) e materiais de 
construção, além de constituírem registros paleoambientais inestimáveis. Os lateritos 
ocorrem em várias regiões da Terra, expostos ou soterrados, em regiões continentais ou 
mesmo marinhas e oceânicas, que embora formados desde o Proterozóico, concentram-se 
primordialmente no Cenozóico, nas atuais zonas intertropicais. Os perfis podem ser 
truncados pela erosão, transportados, deformados por tectônica, alterados por 
metamorfismo, diagênese e pedogênese, imprimindo-lhes mudanças mineralógicas, 
químicas e texturais. Estudo de detalhes das características texturais, mineralógicas e 
geoquímicas permitem identificar a natureza da rocha-mãe e ainda o grau evolutivo dos 
perfis. As datações por 40Ar/39Ar em OHMn, (U-Th)/He em goethita e técnicas de 
paleomagnetismo mostram que de fato os lateritos conhecidos são dominantemente do 
Cenozóico. 
 
ABSTRACT 
Laterites are geologic products of the lateritisation processes, resulting of the 
tropical and paleotropical weathering of exposed rocks to the interaction atmosphere-
hydrosphere, showing through lateritic profiles, collectively denominated of lateritic 
formations. The profiles are structured in typical horizons (crust, mottled and/or clay 
horizon, saprolite and parent-rock), which are resultants of the texture, structural, 
mineralogical, chemistry (domain of Fe2O3, Al2O3, SiO2 and H2O and isotopic 
differentiation during the formation of the profile along the geological time (since the 
Proterozoic) in several events. During this process several important ore mineral deposits 
(Al, Fe, kaolin, Ni, Mn, Au, Pt, Ti, P, etc.) and construction materials can be formed, 
besides they constitute invaluable paleoenvironmental records. The laterites occur in 
several areas of the Earth in continental areas or marine, exposed or buried. Although they 
 
 
 5 
were formed from Proterozoic, they concentrate mainly on Cenozoic, in the current 
intertropical zones. The profiles can be truncated by the erosion and transport, deformed for 
tectonic, altered by metamorphism, diagenesis or pedogenesis, printing them mineralogical 
changes, chemistries and textures. Textures, mineralogical and geochemical investigations 
allow identifying the parent-rock nature and stilling the evolutionary degree of the profiles. 
The 40Ar/39Ar in OHMn, (U-Th)/He in goethite and paleomagnetism techniques show that 
in fact the well-known laterites are of Cenozoic age, principally. 
 
Palavras-Chaves: Laterito, intemperismo laterítico, depósitos minerais lateríticos. 
 
 
 
 
 6 
INTRODUÇÃO 
 
Há exatamente 200 anos atrás, em 1807, Buchanan publicava as suas impressões 
sobre os materiais encontrados na região de Malabar, Estado de Kerala, no sudoeste da 
Índia, até então não registrados pelo mundo geológico, e que ele denominara de 
LATERITO: "What I have called indurated clay .... is one of the most valuable 
materials for building. It is diffused in immense masses, without any appearance of 
stratification and is placed over the granite that forms the basis of Malayala. It is full 
of cavities and pores and contains a very large quantity of iron in the form of red and 
yellow ochres. In the mass, while excluded from the air, it is so soft, that any iron 
instruments readily cuts it, and it dug up in square masses with a pick-axe, and 
immediately cut into the shape wanted with a trowel or large knife. It very soon after 
becomes as hard as brick, and resists the air and water much better than any bricks 
that I have seen in India... The most proper English name would be laterite, from 
lateritis, the appellation that may be given to it in science”. Later, do latim, que 
significa tijolo. Até hoje se continua cortando este material para produção de tijolos, 
endurecidos quando expostos em condições ambientais e sob o calor do sol, de forma 
artesanal (Kasturba et al, 2007). Os perfis lateríticos de Malabar derivam de basaltos, 
charnoquitos, gnaisses graníticos, entre outras, e se assemelham aos perfis lateríticos 
imaturos de Costa (1991) e amplamente distribuídos na América do Sul, em várias regiões 
da África, Austrália, e muitas ilhas e arquipélagos dos oceanos Índico e Pacífico. 
Representam assim os perfis lateríticos mais freqüentes encontrados na face da Terra. 
 
 Harrassowitz (1926) dedica um longo e à época completo texto ao intemperismo 
laterítico (Lateritverwitterung), enaltece o crescente conhecimento de então sobre lateritos, 
ressaltando as contribuições de Meigen’s (1911) e de Guillemain (1905) (in Harrassowitz, 
1926), de Lacroix (1913), Fox (1923) na Índia e de Walther (1915) na Austrália, cujo perfil 
descrito se tornou um clássico, semelhante ao de Buchanan, e portanto aos imaturos de 
Costa (1991), ressaltando a formação de linhas de pedras a partir do desmantelamento de 
veios de quartzo que atravessavam a rocha-mãe, e ainda a degradação, erosão e transporte 
da crosta ferruginosa, depositada em paleocanais, que ele reconhece como lateritos 
 
 
 7 
alóctones. Suas descrições, seus dados mineralógicos e químicos, e as interpretações 
deixadas são proféticas, pois até a presente data, se apresentam como atuais. Ele também 
foi capaz de identificar inclusive os processos de alterações dos lateritos e lateritos 
bauxíticos, e de demonstrar em detalhe como coberturas posteriores, tipo carvão e 
sedimentos de pântanos, modificaram a mineralogia e a composição química dos mesmos. 
Provavelmente este trabalho não tenha tido maior penetração na literatura internacional,
Página123456789...17