A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Histologia do sistema cardiovascular (mini resumo)

Pré-visualização | Página 1 de 1

B i a n c a L o u v a i n | 1 
 
MINI RESUMO DE HISTOLOGIA DO 
(sistema cardiovascular) 
O sistema circulatório abrange o sistema vascular sanguíneo e o sistema vascular linfático. 
O sistema vascular sanguíneo é composto pelas seguintes estruturas: coração, artérias, vasos 
capilares e veias. 
O coração é um órgão cuja função é bombear o sangue através dos vasos sanguíneos; 
As artérias consistem em uma série de vasos que se tornam menores à medida que se 
ramificam, e sua função é levar o sangue, com nutrientes e oxigênio, do coração para os tecidos; 
Os vasos capilares são vasos sanguíneos muito finos que constituem uma rede complexa de 
tubos muito delgados. Através de suas paredes ocorre grande parte do intercâmbio entre o 
sangue e os tecidos adjacentes; 
As veias resultam da convergência dos vasos capilares em um sistema de canais que se torna 
cada vez mais calibroso à medida que se aproxima do coração, para onde transporta o sangue 
proveniente dos tecidos. 
A parede dos vasos é formada pelos seguintes componentes: o 
epitélio chamado de endotélio, o tecido muscular e o tecido 
conjuntivo. A associação desses tecidos forma as camadas ou 
túnicas dos vasos sanguíneos. 
Observação: a artéria tem maior pressão sanguínea que veia e, por 
isso, tem maior quantidade de células musculares lisas. Além 
disso, a veia e o vaso linfático tem maior túnica adventícia e maior 
capacitância. 
ENDOTÉLIO – TÚNICA ÍNTIMA 
• Formada pelo endotélio e tecido conjuntivo. 
O endotélio é um tipo especial de epitélio que forma uma barreira semipermeável interposta 
entre dois compartimentos do meio interno: o plasma sanguíneo e o fluído intersticial. 
As células endoteliais são funcionalmente diversas de acordo com o vaso que elas revestem. Os 
vasos capilares são frequentemente chamados vasos de troca, uma vez que é nestes locais que 
são transferidos oxigênio, gás carbônico, água, solutos, macromoléculas, substratos e 
metabólitos do sangue para os tecidos e dos tecidos para o sangue. Além de seu papel nas trocas 
entre o sangue e os tecidos, as células endoteliais executam várias outras funções, como: 
• Conversão de angiotensina I para angiotensina II; 
• Conversão de bradicinina, serotonina, prostaglandinas, norepinefrina (noradrenalina), 
trombina etc., em compostos biologicamente inertes; 
• Lipólise de lipoproteínas por enzimas localizadas na superfície das células endoteliais, para 
transformá-las em triglicerídeos e colesterol (substratos para síntese de hormônios 
esteroides e para a estrutura da membrana); 
• Produção de fatores vasoativos que influenciam o tônus vascular, como as endotelinas, os 
agentes vasoconstritivos, corno óxido nítrico, e os fatores de relaxamento. 
 
 
 
B i a n c a L o u v a i n | 2 
 
TECIDO MUSCULAR – TÚNICA MÉDIA 
• Formada por células musculares lisas, tecido conjuntivo e fibras elásticas. 
O tecido muscular liso faz parte de todos os vasos sanguíneos com exceção dos capilares e 
vênulas pericíticas. As células musculares lisas estão na túnica média dos vasos, onde se 
organizam em camadas helicoidais. 
Cada célula muscular é envolta por uma lâmina basal e por uma quantidade variável de tecido 
conjuntivo produzido por elas próprias. 
As células musculares lisas vasculares, principalmente em arteríolas e pequenas artérias, são 
frequentemente conectadas por junções comunicantes (gap). 
TECIDO CONJUNTIVO -TÚNICA ADVENTÍCIA 
• Formada por tecido conjuntivo. Pode ter vasos e nervos. 
Componentes do tecido conjuntivo são encontrados nas paredes dos vasos sanguíneos em 
quantidade e proporção que varia de acordo com as suas necessidades funcionais. Fibras 
colágenas, um elemento abundante na parede do sistema vascular, são encontradas entre as 
células musculares, na camada adventícia e também na camada subepitelial de alguns vasos. 
 
Endotélio – revestimento cardiovascular, barreira seletiva e secretor 
Fibra colágena – resistente à extensão, aumentando a capacidade de reter sangue 
Lâmina elástica – adequa o volume do sangue ao diâmetro da luz. Distensíveis e resilientes 
Tecido muscular – é contráctil e também realiza o relaxamento para manter a pressão do 
fluxo sanguíneo, que é unidirecional 
Vasa vasorum – presente na túnica adventícia, realiza a irrigação das paredes externas dos 
grandes vasos 
Nervo vasorum – realiza a inervação vasomotora do SNA 
 
Os capilares sanguíneos podem ser reunidos em quatro grupos, dependendo da continuidade da 
camada endotelial e de sua lâmina basal: o capilar contínuo ou somático, o capilar fenestrado 
(ou visceral), o capilar fenestrado e destituído de diafragma e o capilar sinusóide. 
• Capilar contínuo – fino citoplasma e com áreas de junção de zonas de oclusão. Está 
presente em locais de barreiras, músculos e pele; 
• Capilar fenestrado – descontínuo. Apresenta fenestras, que permite a passagem de 
pequenas moléculas, como no rim. Observação: em ambos pode ter pericítos que, ao ser 
estimulada, renova o endotélio e faz angiogênese. 
• Sinusóide – descontínuo. Também apresenta fenestras. Tem amplos espaços e presença de 
macrófagos. 
 
B i a n c a L o u v a i n | 3 
 
É formado por três camadas básicas: 
• Endocárdio – camada que reveste a luz do coração e as válvulas cardíacas. É formado pelo 
endotélio composto pelo epitélio pavimentoso simples liso e secretor de substâncias que 
modulam o tônus vascular. Produz endotelina I, oxido nítrico, ECA. Pode se tornar 
disfuncional com a idade e ficar rugoso. Apresenta o tecido conjuntivo subendotelial de 
suporte. 
• Miocárdio – camada muscular do coração que bombeia sangue. Formado pelo endomísio 
formado pelo tecido conjuntivo frouxo, com presença de vasos sanguíneos e feixes musculares 
em espiral; 
• Epicárdio – é o pericárdio seroso visceral da anatomia. Formado pelo mesotélio, constituído 
pelo epitélio pavimentoso simples que produz o líquido do pericárdio. Também apresenta o 
tecido conjuntivo denso com ramos coronarianos e filetes nervoso, além do tecido conjuntivo 
adiposo em sobrepeso. 
CÉLULA CARDÍACA 
• Núcleo central, alongada, com discos intercalares e estriações transversais. 
CÉLULAS NODAIS 
• Célula P (pacemaker) – nodal, pequena, redonda e sem miofibrila. Geram PA 
espontaneamente. 
• Célula T (transition) – nodal, alongada, pouco miofibrilada. Transmite o PA aos músculos 
atriais. 
• Células/fibras de Purkinje – célula grande com núcleo central e acumulam glicogênio e 
formam áreas claras perinuclear, miofibrila periférica causando acidofilia. Formam feixes 
ventriculares de condução do estímulo elétrico ao miocárdio ventricular, localizado no TC 
subendotelial.