A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
159 pág.
A Roupa, a Moda e a Mulher na Europa Ocidental

Pré-visualização | Página 39 de 39

ficava fechado em uma moldura. 
 156
Fivela: peça usada desde a Antigüidade para prender e adornar acessórios e roupas. 
 
Foillette ou Follette [do fr., diminutivo de folle, “louco”, “estouvado”]: lenço triangular de 
cor clara, usado no pescoço pelas mulheres do século XVII, como uma echarpe, cujas pontas 
estavam no decote. 
 
Gibão: ver gipon. 
 
Gipon [do francês, jupon*]: 1 - peça principal "gipon" curto; a grande jupe de dessous (saia 
de baixo); 2 - gipon (ang.); gibão começava a ser chamado de "gibão", era acolchoado na 
frente para realçar o peito e bem mais curto, tão curto que os moralistas da época o 
denunciaram como indecente. Era bem apertado, abotoado na frente e usado com um cinto 
sobre os quadris. 
 
Goliardo: 1 - diz-se de religioso medieval que se dedicava à função de jogral (na Idade 
Média trovador ou intérprete de poema e canções de caráter épico, romântico ou dramático) 
para ganhar a vida; 2 - aquele que leva vida desregrada ou devassa. 
 
Gorjal: faixa de linho passada sob o queixo e puxada sobre as têmporas. Era feito de linho 
fino branco ou seda, cobria o pescoço e a parte do colo, sendo às vezes enfiado dentro do 
vestido; as pontas eram então puxadas para cima e presas no alto da cabeça sob o véu, para 
emoldurar o rosto. 
 
Grinalda: coroa de flores, folhas, ramos ou pedrarias, usada pelas mulheres desde as 
civilizações antigas. Na Alemanha e na França medievais, as mulheres mais jovens. 
 
Guimpe: usavam grinaldas de pedras preciosas, sobre longos cabelos trançados. 
 
Guardinfante: guarda, “esconde” criança. 
 
Head-dress [do ing.]: Ornato que veste a cabeça, e que não pode ser classificado como 
chapéu*, boné, turbante* ou cap. Categoria particular de adorno feminino usado desde a 
Idade Média, com retícula feita com fios de ouro ou do próprio cabelo, ornado de pérolas e 
 157
pedras preciosas. Era usado com touca rígida e encorpado com estrutura variada em forma de 
coração, elíptica ou arredondada e recoberto por tecidos nobres e pedras preciosas. 
 
Hennin ou hénin [do fr.,hennin]: chapéu* alto, em forma de cone, de cujo vértice pendia um 
véu, originário da França no século XV. Chapéu feminino usado na Idade Média no estilo dos 
magos, apresentou formato de corneta, era feito de material rígido ou pano engomado, coberto 
por tgecido precioso com véu transparente, que podia ser curto ou ir até o chão. O hennin 
transformou-se em turbante* estofado com dois bicos. 
 
Houppelande: roupa característica do período entre 1380 e 1450, viria a ser conhecida como 
"beca*". Ajustava-se aos ombros e era solta, com um cinto na cintura. Seu comprimento 
variava, sendo mais longa para cerimônias. As mangas eram extremamente amplas e, às 
vezes, tão compridas que tocavam o chão. Possuía uma gola alta e reta, às vezes chegando até 
as orelhas, sendo as bordas cortadas em formatos espetaculares. 
 
Jerkin: jaqueta acinturadas porém mais largas que o doublet*, com cintura mais alta , com 
mangas volumosas; gibão 
 
Jupon [do fr.]: assim chamado doublet* ou pourpoint* usado no século XV. (Cf. gipon*) 
 
Juppe [do ing.]: túnica* justa e curta, ricamente bordada nos punhos e na barra, 
confeccionada em brocado com motivos medievais. Século XII. 
 
Liripipe ou liripop [do ing. pelo lat. liripipium]: nome dado à cauda alongada do tippet 
clerical, no vestuário medieval. Nome dado a qualquer lenço de pescoço preso a um chapéu* 
ou adereço de cabeça. Era chamado assim à banda* ou grande bico de pano usado nos gorros 
e bonés da Idade Média, nos séculos XIV e XV, que podia ir até o chão, preso nos 
chaperons*, bonnets* e head-dresses* femininos. 
 
Manga: parte do vestuário que cobre os braços, total ou parcialmente, podendo ser de 
diferentes modelos e comprimentos. 
 
 158
Manga-medieval: compridas,retas e com punho nas túnicas, ou largas e longas, no formato 
de sino ou balão, nas vestes. Nos houppelands e nas jaquetas, eram usadas longas mangas em 
formato de sino, contrastando com as mangas justas das túnicas. 
 
Manto Idade Média: Os mantos medievais eram usados por ambos os sexos. Longos e de 
cortes fortes, como o vermelho, verde ou azul, com forro contratante, presos lateralmente por 
fíbolas e ornamentados com ricos barrados, bordados com motivos geométricos e 
fitomórficos. 
 
Mitra: chapéu* alto e pontudo. Pelos antigos persas, egípcios e assírios; chapéu alto e largo 
que se afina no alto formado por duas metades iguais, paralelas e separadas por um espaço, 
com duas fitas que caem sobre as espáduas, que o Papa, os bispos, arcebispos e cardeais usam 
nas solenidades mais importantes. 
 
Mundium: universo das regras, preconceitos, obrigações. 
 
Nébula: Cf. adorno nébula. 
 
Parvis: parte alta e plana diante da porta frontal da igreja. 
 
Peplo [do gr. peplos]: túnica* sem mangas que os povos Antigos usavam presa ao ombro por 
fivelas ou fíbola. Versão feminina da clâmide. 
 
Plackard: espécie de corpete endurecido, O efeito era o de um espartilho apertado - uma das 
armas mais potentes da moda através dos tempos - que, pela primeira vez, começava a ser 
explorada. 
 
Pourpoint [do fr.]: peça do vestuário antigo que cobria do pescoço à cintura; espécie de 
casaco curto com fechamento traseiro ou dianteiro; o mesmo que doublet*. Originou-se do 
traje usado por baixo das armaduras* pelos homens. Século XIII ao século XVII. (Cf. jupon) 
 
Robe [do fr.]: referia-se até o século XIII a veste, manto, toga* ou manga. 
 
 159
Rufo [do inglês ruff]: S.m. 1 - tira de pano pregueado ou franzido que guarnece vestimentas 
ou alfaias. [sin., fr. ruche]: 2 - cada uma das pregas desse enfeite. 
 
Senatus-consulto veleiano: decreto do Senado romano; ato emanado do Senado romano com 
força de lei 
 
Surcot: na Antigüidade era assim chamado o manto usado sobre a armadura*. Nome dado 
também a elegante roupa das damas nobres no fim da Idade Média, feita de tecidos preciosos, 
debruadas e forradas de pele, com longas aberturas para os braços, deixando entrever a 
túnica*. 
 
Toga: manto, uma das formas mais antigas de mantô. Manto de lã amplo e comprido, usado 
pelos antigos romanos, ou vestuário do magistrado, beca. 
 
Túnica: antigo vestuário longo e ajustado ao corpo. No decorrer do tempo foi usada por 
homens e mulheres. 
 
Turbante [do persa dulbänd, através do turco tülbent e do it. turbante (a. 1568) 'id.'; 
registram-se as f. tulombante e turbão em 1474 e em 1593, respectivamente]: 1 - adereço de 
cabeça de origem oriental, usado por homens,formado por longa faixa de tecido enrolada em 
torno de um rolo de pano à maneira da coifa; [derivação: por extensão de sentido]: 2 - adereço 
de cabeça feminino feito com ricos tecidos (p.ex., musselina), ornado de jóias, plumas, 
cordões e usado. Derivação: por extensão de sentido; echarpe ou banda* de tecido enrolada 
em torno da cabeça à maneira de turbante.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.