Aula_2_Noções gerais de ecologia
22 pág.

Aula_2_Noções gerais de ecologia


DisciplinaGestão da Produção Industrial2.808 materiais9.912 seguidores
Pré-visualização4 páginas
CIÊNCIAS DO AMBIENTE E 
SUSTENTABILIDADE 
AULA 2 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Profª Cristiane Lourencetti Burmester 
 
 
2 
CONVERSA INICIAL 
Segundo o site Dicio (S.d.), ecologia é \u201c[Biologia] Ciência que se 
caracteriza pelo estudo das relações entre os seres vivos; estudo das relações 
dos seres vivos com o meio orgânico ou inorgânico (em que vivem) \u201d ou \u201c[Por 
analogia] Análise das relações de correspondência mútua entre os seres vivos e 
seu meio social, econômico ou moral\u201d (Dicio, S.d.). 
Ou seja, faz parte de nós como engenheiros trabalharmos pensando no 
meio como um todo, e para que possamos melhorar o planeta no quesito 
qualidade de vida, precisamos entender um pouco mais sobre ecologia. 
Nesta aula, abordaremos noções gerais de ecologia. Nesta aula, veremos 
alguns conceitos básicos importantes para o estudo da ecologia e também 
estudaremos a biosfera. Em seguida, abordaremos os temas dos ecossistemas 
e dos biomas. Por último, veremos os ciclos biogeoquímicos de alguns 
elementos essenciais aos seres vivos. 
TEMA 1 \u2013 INTRODUÇÃO À ECOLOGIA E CONCEITOS BÁSICOS 
Por definição, 
ecologia é um ramo da Biologia que estuda as relações entre os seres 
vivos e o meio ambiente onde vivem, bem como a influência que cada 
um exerce sobre o outro. A palavra Ökologie deriva da junção dos 
termos gregos oikos, que significa casa e logos, que significa estudo. 
(Significados, 2013) 
Segunda consta, a criação desse termo é de responsabilidade do alemão 
Ernst Haeckel e teve seu ápice de uso em 1960, decorrente dos movimentos 
ambientalistas. 
Ou seja, é a compreensão da natureza com os seus alicerces que 
englobam os processos naturais produzidos, distribuídos, consumidos e 
reaproveitados. Abrange desde a interação dos organismos entre si 
(componentes vivos) e também com outros fatores não vivos (a luz, o solo, a 
água e o ar). 
Para compreender a ecologia, existem algumas ramificações, que são: 
autoecologia, demoecologia, sinecologia, agroecologia, ecofisiologia e 
macroecologia. As três primeiras, autoecologia, demoecologia e sinecologia são 
as mais conhecidas e essa divisão foi feita pela botânico Carl Schoroter, no 
começo do século XX. 
 
 
3 
Abaixo as definições baseadas em Souza (2019): 
Autoecologia: Estuda as espécies a partir de suas relações com o meio 
ambiente. Ou seja, como cada espécie (animal ou vegetal) reage 
separadamente a determinados fatores ambientais (clima, vegetação, 
relevo, etc.). É o um ramo científico clássico e, atualmente, seguido por 
poucos cientistas. 
Demoecologia: Também conhecida como Dinâmica das Populações 
ou Ecologia das Populações, faz o estudo de cada população 
separadamente. 
Sinecologia: Também conhecida como Ecologia Comunitária, é voltada 
para o estudo das comunidades de seres vivos. Foca a distribuição das 
populações, suas relações ecológicas, demografia, deslocamento e 
quantidades, além de se encarregar de examinar as estruturas das 
cadeias alimentares, sucessões ecológicas e inter-relações entre 
predadores e presas. 
Concluiu-se, assim, que a ecologia que antes considerava as espécies 
individualmente, depois passou a ser percebida pelas relações entre as diversas 
espécies, por fim, até chegar à inter-relação entre as espécies com o meio 
ambiente. 
A natureza e as suas peculiaridades mostram seus níveis ecológicos de 
organização \u2013 até alcançar o processo evolutivo, do simples ao complexo. Com 
isso, é possível entender a ecologia moderna atual com as suas mutações. 
Sabe-se que os níveis envolvem átomos, moléculas, organelas, células, tecido, 
órgão, sistema, organismo, população, comunidade, ecossistema e biosfera. 
Em ecologia, os estudos direcionam-se aos quatros últimos (Cassini, 
2005). (Ver Figura 1). 
\uf0b7 População \u2013 representada por indivíduos da mesma espécie (conjunto de 
indivíduos semelhantes, como o Homo sapiens), que vivem em 
determinada área em um determinado período (como exemplo temos uma 
população de ratos em um bueiro, em um determinado dia; população de 
bactérias causando amigdalite por 10 dias, 10 mil pessoas vivendo numa 
cidade em 1996); 
\uf0b7 Comunidade ou biocenose, que é o conjunto de populações de espécies 
variadas e que habitam a mesma área num determinado período (como 
exemplos temos os seres de uma floresta, de um rio, de um lago de um 
brejo, dos campos, dos oceanos); 
\uf0b7 Ecossistema ou sistema ecológico \u2013 é o sincronismo entre a comunidade 
e o ambiente físico em que os seres vivos estão. Sendo o meio ambiente 
o biótopo (formado por fatores abióticos como: solo, água, ar) e a 
comunidade (formada por componentes bióticos \u2013 seres vivos); 
 
 
4 
\uf0b7 Biosfera \u2013 é o conjunto de todos os ecossistemas do planeta, ou seja, é 
um sistema que inclui todos os organismos vivos do planeta interagindo 
com o ambiente físico como um todo (envolve todos os locais onde existe 
vida, do oceano às florestas, à superfície terrestre, por exemplo). E a vida 
é só possível nessa faixa porque aí se encontram os gases necessários 
para as espécies terrestre e aquáticas: oxigênio e nitrogênio. 
Figura 1 \u2013 A natureza e seus níveis ecológicos de organização na ecologia 
 
Fonte: No pain No gain/Shutterstock. 
Em ecologia, alguns conceitos são importantes a se destacar. Aqui, serão 
delineados três deles: o meio ambiente, o habitat e o nicho ecológico. Afinal, é 
preciso também saber como as relações ecológicas acontecem, a interação das 
diversas espécies e os seus comportamentos. Para melhor compreender, usa-
se a comparação com as relações humanas. Pela ciência, o meio ambiente é o 
conjunto de condições físicas, químicas e biológicas que cercam o ser vivo, 
resultando num conjunto de limitações e de possibilidades para determinada 
espécie: o meio ambiente é tudo que nos cerca. E no meio ambiente cada 
 
 
5 
espécie considerada tem um \u201cendereço\u201d (habitat) e desenvolve uma \u201cprofissão\u201d 
(nicho ecológico), como na Figura 2. 
Habitat - O habitat é o local onde vivem determinadas espécies e que 
dependem de condições favoráveis para o desenvolvimento de suas 
necessidades básicas como nutrição, proteção e reprodução (exemplo como o 
habitat do leão, habitat do tatu, as florestas). 
Nicho ecológico \u2013 É o papel de uma espécie numa comunidade. 
Resumidamente são os hábitos e o modo de vida dos animais que representam 
seu nicho (exemplo no grupo dos leões são as leoas, que caçam e cuidam dos 
filhotes, enquanto os machos defendem-se de invasores). 
Figura 2 \u2013 Habitat x nicho ecológico, representado na imagem, pois os animais 
possuem o mesmo habitat, mas com nichos diferentes pelo modo distinto de 
interação com o ambiente. 
 
Fonte: Yumeee/Shutterstock. 
TEMA 2 \u2013 BIOSFERA 
Para falar de biosfera, é preciso mencionar que a Terra pode ser dividida 
em litosfera (parte sólida originada a partir de rochas), hidrosfera (água geral no 
planeta), atmosfera (cama de ar que engloba o planeta) e biosfera (regiões do 
planeta habitadas). Ou seja, a biosfera é um conjunto de ecossistemas. O termo 
é oriundo do grego bíos (vida) e sfaira (esfera). Assim, engloba as atividades de 
 
 
6 
nutrição e de respiração das plantas, dos animais e dos microrganismos que 
habitam o solo e as águas. 
Assim, a biosfera compreende o conjunto dos seres vivos e no qual a vida 
é permanentemente possível, ou que o ambiente é capaz de satisfazer as 
necessidades básicas dos seres vivos. No site Biologia Net (S.d.), a explicação 
direta define a biosfera como o conjunto de todos os ecossistemas 
existentes no planeta, considerando-a, em sua totalidade, como o maior 
ecossistema existente porque engloba todos os locais onde existe vida (da 
área mais profunda do oceano até as grandes florestas tropicais). 
Estimativas apontam que a biosfera tem cerca de 17 km de espessura e 
é também a ecosfera = esfera da vida da Terra. Assim, para a sobrevivência, é 
preciso fatores naturais básicos como água, luz, calor