Protocolo-de-Manejo-Cl--nico-para-o-Covid-19
50 pág.

Protocolo-de-Manejo-Cl--nico-para-o-Covid-19


DisciplinaInfectologia1.576 materiais7.340 seguidores
Pré-visualização14 páginas
Protocolo
de Manejo Clínico 
da Covid-19
na Atenção Especializada
MINISTÉRIO DA SAÚDE
Brasília \u2013 DF 
2020
1ª edição revisada
Protocolo
de Manejo Clínico 
da Covid-19
na Atenção Especializada
MINISTÉRIO DA SAÚDE 
Secretaria de Atenção Especializada à Saúde
Departamento de Atenção Hospitalar, Domiciliar e de Urgência
Brasília \u2013 DF 
2020
1ª edição revisada
2020 Ministério da Saúde.
Esta obra é disponibilizada nos termos da Licença Creative Commons \u2013 Atribuição \u2013 Não Comercial \u2013 
Compartilhamento pela mesma licença 4.0 Internacional. É permitida a reprodução parcial ou total desta 
obra, desde que citada a fonte.
A coleção institucional do Ministério da Saúde pode ser acessada, na íntegra, na Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério 
da Saúde: www.saude.gov.br/bvs. O conteúdo desta e de outras obras da Editora do Ministério da Saúde pode ser acessado na 
página: http://editora.saude.gov.br.
Tiragem: 1ª edição revisada \u2013 2020 \u2013 versão eletrônica
Elaboração, distribuição e informações: 
MINISTÉRIO DA SAÚDE
Secretaria de Atenção 
Especializada à Saúde
Departamento de Atenção Hospitalar, 
Domiciliar e de Urgência
Coordenação-Geral de Urgência
Força Nacional do Sistema 
Único de Saúde
Edifício PO 700, Quadra 701, 
lote D, 3º andar, Asa Norte
CEP: 70719-040 \u2013 Brasília/DF
Site: www.saude.gov.br
Coordenação: 
Adriana Melo Teixera (SAES/MS)
Francisco de Assis 
Figueiredo (SAES/MS)
Marcelo de Oliveira 
Barbosa (SAES/MS)
Rafael Leandro de 
Mendonça (SAES/MS
Organização:
Fernanda Luiza Hamze
Pâmela Moreira Costa Diana
Revisão técnica (1ª edição revisada)
Ailton Cezáreo Alves Júnior (Médico 
Coordenador da Atenção Primária 
de Sabará/MG, Especialista em 
Pneumologia Sanitária \u2013 FCMMG)
Amanda Santos Pereira (Médica 
Intensivista e Cardiologista \u2013 
PROADI-SUS/Hospital Sírio-Libanês)
Bruno de Melo Tavares (Médico 
Infectologista \u2013 PROADI -SUS/ 
Hospital Alemão Oswaldo Cruz)
Revisão técnica (1ª edição)
Ailton Cezáreo Alves Júnior 
(Especialista em Pneumologia 
Sanitária \u2013 Fiocruz/MG)
Bruno de Melo Tavares (Médico 
Infectologista \u2013 Proadi-SUS/ 
Hospital Alemão Oswaldo Cruz)
Júlio Henrique Rosa Croda (Médico 
Infectologista \u2013 SVS/MS) 
Leonardo Gomes Menezes 
(Médico \u2013 Samu/PE) 
Nancy Cristina Junqueira Bellei 
(Médica Infectologista \u2013 Unifesp/SP) 
Victor Bertollo Gomes Porto 
(Médico Infectologista \u2013 SVS/MS) 
Colaboração: 
Secretaria de Atenção Especializada 
à Saúde (SAES/MS): 
Ana Cristina Nogueira 
Nunes Jansem Ferreira 
Angela Ribeiro Vargas 
Paula Maria Raia Eliazar 
Tarciana da Silva Suassuna 
Secretaria de Atenção Primária 
em Saúde (SAPS/MS)
Secretaria de Vigilância 
em Saúde (SVS/MS)
Organização Pan-Americana 
da Saúde (OPAS)
Núcleo de Comunicação SAES 
Tiago Santos de Souza 
Bruna Pedrosa Vianna Bonelli
Maurício Euclydes de Lima
Capa e projeto gráfico:
Thiago Mares Castellan
Editora responsável:
MINISTÉRIO DA SAÚDE
Secretaria-Executiva
Subsecretaria de Assuntos 
Administrativos
Coordenação-Geral de 
Documentação e Informação
Coordenação de Gestão Editorial
SIA, Trecho 4, lotes 540/610
CEP: 71200-040 \u2013 Brasília/DF
Tels.: (61) 3315-7790 / 3315-7794
Site: http://editora.saude.gov.br
E-mail: editora.ms@saude.gov.br
Equipe editorial:
Normalização: Delano de Aquino Silva
Revisão: Khamila Silva
Diagramação: Renato Carvalho
Ficha Catalográfica
Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Especializada à Saúde. Departamento de Atenção Hospitalar, Domiciliar e 
 de Urgência.
 Protocolo de manejo clínico da Covid-19 na Atenção Especializada [recurso eletrônico] / Ministério da Saúde, Secretaria 
de Atenção Especializada à Saúde, Departamento de Atenção Hospitalar, Domiciliar e de Urgência. \u2013 1. ed. rev. \u2013 Brasília : 
Ministério da Saúde, 2020.
 48 p. : il.
 Nota: 1ª edição revisada da obra Protocolo de Manejo Clínico para o Novo Coronavírus (2019-nCoV).
 Modo de acesso: World Wide Web: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manejo_clinico_covid-19_atencao_
especializada.pdf
 ISBN 978-85-334-2766-2
 1. Coronavírus. 2. Infecções por Coronavírus. 3. Protocolos clínicos. I. Título.
 
CDU616-022.6:578.834
 Catalogação na fonte \u2013 Coordenação-Geral de Documentação e Informação \u2013 Editora MS \u2013 OS 2020/0113
Título para indexação: 
Clinical Management Protocol for Covid-19
Sumário
INTRODUÇÃO 5
OBJETIVOS 7
Geral 7
Específicos 7
CARACTERÍSTICAS GERAIS SOBRE A INFECÇÃO
PELO NOVO CORONAVÍRUS \u2013 SARS-COV-2 8
Manifestações clínicas 8
Condições e fatores de risco a serem considerados 
para possíveis complicações da síndrome gripal 9
Complicações 10
Diagnóstico 11
Reconhecimento e classificação de pacientes com 
síndrome respiratória por SARS-CoV-2 11
ATENDIMENTO E TRATAMENTO 13
MANEJO CLÍNICO DE SÍNDROME RESPIRATÓRIA 
POR NOVO CORONAVÍRUS \u2013 SARS-COV-2 16
Terapia e monitoramento precoces de suporte 16
Prevenção de complicações 21
RECOMENDAÇÕES PARA ACOMPANHANTES E/OU 
VISITANTES NOS SERVIÇOS DE ATENÇÃO ESPECIALIZADA 
EM SAÚDE DURANTE PANDEMIA DA COVID-19 23
MEDIDAS DE PREVENÇÃO E CONTROLE 25
MANEJO DE CORPOS NO CONTEXTO DO 
NOVO CORONAVÍRUS \u2013 COVID-19 26
NOTIFICAÇÃO 27
REFERÊNCIAS 28
ANEXO \u2013 CONSENSO DE ESPECIALISTAS PARA O MANEJO CLÍNICO
DA COVID-19 NO BRASIL: CRIANÇAS, GESTANTES E ADULTOS/IDOSOS 30
Ministério da Saúde
5
Protocolo de Manejo Clínico da Covid-19 na Atenção Especializada
INTRODUÇÃO
Em novembro de 2019 um surto de doença respiratória, causado pelo novo 
coronavírus (SARS-CoV-2), foi detectado na cidade de Wuhan, na China. Em 
dois meses foram confirmados milhares de casos de Covid-19 (atual denominação 
da doença), que resultaram em inúmeros óbitos. Em março de 2020, o novo 
coronavírus disseminou-se para mais de uma centena de países, continuando 
a causar doença respiratória e óbitos, especialmente em grupos de risco como 
idosos, gestantes, imunodeprimidos e outros. 
O mundo vivenciou duas epidemias anteriores de coronavírus \u2013 SARS e MERS, 
com as quais a Covid-19 apresenta similaridades. No entanto, esta epidemia 
se destaca pela rapidez de disseminação, a severidade e as dificuldades para 
contenção, tanto que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia 
pelo novo coronavírus em 11 de março de 2020, e os países estão empreendendo 
enormes esforços para conter o surto e reduzir a letalidade.
No Brasil, em 22 de janeiro de 2020, foi ativado o Centro de Operações de 
Emergências em Saúde Pública para o novo coronavírus (COE Covid-19), 
estratégia prevista no Plano Nacional de Resposta às Emergências em Saúde 
Pública do Ministério da Saúde.
A vigilância epidemiológica de infecção humana pelo SARS-CoV-2 está sendo 
construída à medida que a OMS consolida as informações recebidas dos 
países e novas evidências técnicas e científicas são publicadas. Desse modo, o 
documento apresentado está sendo estruturado com base nas ações já existentes 
para notificação, registro, investigação, manejo e adoção de medidas preventivas, 
em analogia ao conhecimento acumulado sobre o SARS-CoV e MERS-CoV 
(que nunca ocorreram no Brasil), SARS-CoV-2 e no Protocolo de tratamento de 
Influenza: 2017 do Ministério da Saúde. Além disso, as recomendações também 
estão pautadas no Consenso de Especialistas para o Manejo Clínico da Covid-19 
(Anexo), realizado nos dias 10 e 11 de março de 2020, na sede da Organização 
Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS) em 
Brasília, quando estiveram reunidos especialistas nacionais e internacionais para 
discussão e aprofundamento sobre o assunto. 
Considerando a Portaria GM/MS n.º 454, de 20 de março de 2020, que declara, 
em todo o território nacional, o estado de transmissão comunitária do novo 
coronavírus (Covid-19), recomenda-se que todos os estabelecimentos de saúde 
estabeleçam diagnóstico sindrômico para o atendimento de