DIREITO DO TRABALHO material complementar
24 pág.

DIREITO DO TRABALHO material complementar

Pré-visualização8 páginas
FACULDADE UNINASSAU 
CURSO DE GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS 
DISCIPLINA DIREITO DO TRABALHO E DA PREVIDÊNCIA 
 
 
Material complementar. 
Direito do Trabalho. PROFESSOR PAULO CÉSAR 
Ementa: Direito do trabalho: fundamentos e competência legislativa; A 
consolidação das leis do trabalho; Contratos de trabalho e contrato sindical; 
Fundamentos do direito do trabalho e a relação com segurança social; Lei 
orgânica e disposições complementares da previdência social. 
Estrutura e Abordagem Sistêmica em Recursos Humanos; capital Humano. 
O papel estratégico da gestão de pessoas. Recrutamento. E Seleção. Gestão 
do desempenho humano nas organizações. Gestão de cargos e salários. 
Plano de Carreira. Remuneração e benefícios. Relações trabalhistas com 
enfoque em Departamento de Pessoal. 
 
1. DESENVOLVIMENTO DA AULA. 
 
\u2013 CONCEITO DE DIREITO DO TRABALHO. 
-Conceito 
 Para Amauri Mascaro Nascimento, o Direito do Trabalho é \u201co ramo da 
ciência do direito que tem por objeto as normas jurídicas que disciplinam as 
relações de trabalho subordinado, determinam os seus sujeitos e as organizações 
destinadas à proteção desse trabalho, em sua estrutura e atividade\u201d. (mista) 
 A definição de Orlando Gomes e Elson Gottschalk: \u201cDireito do 
Trabalho é o conjunto de princípios e regras jurídicas aplicáveis às relações 
individuais e coletivas que nascem entre os empregadores privados \u2014 ou 
equiparados \u2014 e os que trabalham sob sua direção e de ambos com o Estado, por 
ocasião do trabalho ou eventualmente fora dele\u201d (objetivista) 
 Já Cesarino Junior que, desenvolvendo a tese do Direito Social, 
afirmou ser este um sistema legal de proteção aos fracos, \u201cum complexo de 
normas tendentes à proteção aos economicamente débeis\u201d (subjetivista). 
 De maneira objetiva, podemos conceituar o Direito do Trabalho 
como o ramo da Ciência do Direito composto pelo conjunto de normas que 
regulam, no âmbito individual e coletivo, a relação de trabalho subordinado, que 
determinam seus sujeitos (empregado e empregador) e que estruturam as 
organizações destinadas à proteção do trabalhador. 
 A conceituação do Direito do Trabalho pela doutrina como já vimos 
não é, no entanto, tema tratado de forma simples, vejamos as correntes 
doutrinarias nesse sentido; 
-Teorias. 
FACULDADE UNINASSAU 
CURSO DE GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS 
DISCIPLINA DIREITO DO TRABALHO E DA PREVIDÊNCIA 
 
 
Existem ainda três teorias sobre o concurso de pessoas, vejamos: 
a) Subjetivistas são as definições de Direito do Trabalho que têm como 
enfoque os sujeitos da relação jurídica por ele regulada, isto é, os 
trabalhadores e os empregadores. 
A teoria subjetivista adota como centro da definição do Direito do Trabalho 
o caráter protecionista das normas que o compõem. Os doutrinadores 
adeptos de tal teoria têm por fundamento a busca constante de meios 
para se alcançar a melhoria da condição econômica e social do 
trabalhador. No Brasil, o maior defensor do subjetivismo foi Cesarino 
Junior. 
b) A teoria objetivista as definições de Direito do Trabalho que têm em vista a 
relação de emprego e seu resultado (trabalho subordinado), e não as 
pessoas que participam daquela relação. 
Em tais definições, a relação jurídica de emprego é disposta como objeto do 
Direito do Trabalho. O enfoque conceitual está, portanto, na relação 
jurídica de dependência ou subordinação que se forma entre as pessoas 
que exercem certa atividade em proveito de outrem e sob suas ordens. 
c) As definições mistas são aquelas que fazem uma combinação dos 
elementos objetivo e subjetivo, isto é, consideram tanto o sujeito como o 
objeto da relação jurídica regulada pelo Direito do Trabalho, além da 
finalidade do conjunto de normas que compõem este ramo da Ciência 
do Direito. A maioria dos doutrinadores contemporâneos assumiu uma 
conceituação de Direito do Trabalho a partir da teoria mista. 
Dessa forma, as definições de Direito do Trabalho que se fundam na teoria 
mista consideram o seu objeto (a relação de emprego), seus sujeitos 
(empregado e empregador), e o seu fim (a proteção do trabalhador e a 
melhoria de sua condição social). 
- Objeto - Existem diversas formas de trabalho, sendo certo que somente uma dessas 
formas compõe o objeto do Direito do Trabalho e é por ele regulada. Trata-se da relação de 
trabalho subordinado, que tem características específicas que a diferenciam das demais 
formas de trabalho e que estudaremos mais adiante. Portanto, o objeto do Direito do 
Trabalho é a relação de trabalho subordinado, também denominada relação de emprego 
- Fundamentos - É a proteção do trabalhador, parte economicamente mais fraca da 
relação jurídica. Sem a proteção jurídica do trabalhador, sua relação com o empregador se 
revela desequilibrada e, portanto, injusta. 
- Função do Direito do Trabalho; 
FACULDADE UNINASSAU 
CURSO DE GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS 
DISCIPLINA DIREITO DO TRABALHO E DA PREVIDÊNCIA 
 
 
SOCIAL Realização de valores sociais. Preservação da dignidade humana do 
trabalhador. Justiça social. 
ECONÔMICA Garantia de subsistência do trabalhador e de sua família. Equilíbrio 
econômico da sociedade. 
TUTELAR Proteção do trabalhador. 
COORDENADORA Integração e coordenação de interesses sociais e econômicos. 
OPRESSORA DO ESTADO Exercício da força do Estado para controlar os 
movimentos operários e restringir a autonomia privada coletiva (que, porém, foi 
mitigada pela prevalência do negociado sobre o legislado prevista pela Lei n. 
13.467/2017). 
- Características; 
Direito em constante formação e evolução 
Direito especial 
Intervencionismo 
Cunho universal 
Ordem coletiva e socializante de seus principais institutos 
Direito de transição e de transação 
- Natureza Jurídica 
Determinar a natureza jurídica de um ramo do Direito significa classificá-lo entre 
os demais ramos da ciência jurídica a partir da dicotomia entre direito público e 
direito privado, conforme as suas normas refiram-se à organização do Estado ou 
aos interesses dos particulares. 
A posição majoritária encontrada na doutrina é no sentido de considerar o 
Direito do Trabalho um ramo do Direito Privado. Adepto desta corrente, Amauri 
Mascaro Nascimento afirma que a liberdade sindical e a proibição de interferência 
do Estado na organização sindical reforçam a natureza de direito privado do 
Direito do Trabalho. 
 Parece-nos que a Reforma Trabalhista trazida pela Lei n. 13.467/2017, ao 
ampliar significativamente a autonomia individual do trabalhador e ao prever que 
o negociado passa a prevalecer sobre o legislado, insere definitivamente o Direito 
do Trabalho no âmbito do Direito Privado. A irrenunciabilidade foi mitigada pela 
Reforma Trabalhista. 
FACULDADE UNINASSAU 
CURSO DE GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS 
DISCIPLINA DIREITO DO TRABALHO E DA PREVIDÊNCIA 
 
 
Princípios do Direito do Trabalho. 
Conceito de princípios 
São preceitos que norteiam determinada área, seja ela jurídica ou não, os 
princípios servem de base, são essenciais para o desenvolvimento da área cujo 
qual estão inseridos, a palavra vem do latim \u201cprincipium\u201d que significa dizer que é 
o primeiro impulso dado a alguma coisa, base, fundamento ou causa 
primária. 
 
Tipos de Principio 
Onivalentes \u2013 aplicável a toda ciência 
Plurivalentes \u2013 aplicável a varias Ciências 
MonoValentes \u2013 aplicável a ciência especifica 
 
Função dos Principio 
Função diretiva dos princípios: tal princípio determina que princípios 
constitucionais não podem ser contrariados por norma infraconstitucional; 
Função integrativa dos princípios segundo a CLT: na falta de qualquer lei 
específica, as autoridades trabalhistas deverão decidir uma questão utilizando, 
conforme o caso, a jurisprudência, a analogia, a equidade, e