Sebastião Vicente Canevarolo Jr - CIÊNCIA DOS POLÍMEROS-ARTLIBER EDITORA LTDA (2010)
282 pág.

Sebastião Vicente Canevarolo Jr - CIÊNCIA DOS POLÍMEROS-ARTLIBER EDITORA LTDA (2010)


DisciplinaPolímeros569 materiais4.736 seguidores
Pré-visualização50 páginas
Canevarcw- Jr. 
. ' . . , a:,,,',,\:.\ ,,:.. \i. , * , c L* , , ,, . ,i qltJ ,. ,;' ,~~,$I \,:):;t\i:;, $ 8 ,.,b\).~@ .A?{, . < , . , , , , 
3 . L . . . .. , : .., 11, . . .>. ,v,.,<,.?,. ,?,%,\,.,,*Ka\ 
. . 
..$. 
, . 
,, , , . , , . , 
> .. ~. 
, ' . ,,!' 
, I , I , . 8 ' 1 , ' ' , , 
&quot; ' . , (, ,;, : ' I ! . , , 
, , >{\I, <! , c\;..',$ 
IA DOS 
Um t a t o básico para teenõlogos a engenheiros 
Sebastião Vicente Ca- 
nevarolo Júnior nasceu 
em 30 de maio de 1956 
em São Carlos - SP, con- 
cluiu em 1978 o Curso de 
Engenharia de Materiais 
no Departamento de En- 
genharia de Materiais da 
Universidade Federal de 
São Carlos ingressando 
imediatamente neste mesmo departamènto corno 
professor ligado ao Grupo de Poiímeros onde tra- 
balha até hoje. Fez seu Programa de Mesmdo 
em Engenharia de Matetiais na UFSCar (conduí- 
do em 1982) e desenvolveu seu programa de 
doutoramento no Institute of Polymer Technology 
da Loughborough U h i t y of Technology-Ingh- 
terra (concluído em 1986). Fez um programa de 
pós-doutoramento no Dipartimento di Ingegnath 
Chimica ed ALunentare da Universitá di Salemo- 
Itáiia de Jun/93 a Jul/94. Neste período já foi Vice- 
Chefe em Exercício do DEMa, Supervisar dos Ia- 
boratórios de Poheros, Coordenador da Área de 
Polímeros, Membro do Conselho Departamena 
Membro na Comissão de Pós-Gradua@ do Pro- 
grama de Pós-Graduação em Ciências e Engenha- 
ria de M a t e . É Sócio Fundador e Diretor da 
Assodação Bdeira de Poiímeros-ABPol, Sócio Ho- 
norátio da Associação Brasileira de A n k Térmi- 
ca e Calorimeuia-ABRATEC, Membro do Comitê 
Editorial da revista POLÍMEROS: Ciência e 
Tecnologia. Participou da organização de vátios 
grandes congressos na área de poiímeros no Brasil 
(XIICBECIMAT, 4CBPol 1 CBRATEC, 1 SBE, 
PPS-Américas, MACR02006) e um no exterior 
(PPS-18). Desenvolveu um sistema óptico portáal 
(hmdware e software) para medida em tempo real 
da dispersão da segunda fase na extnisão de blendas 
pohéricas. Tem uma patente, publicou um livro 
nacional &quot;Técnicas de Caracterizafão de Poheros&quot;, 
um capítulo de livro internacional, 23 artigas em 
revista internacional, 11 em revistas nacionais e par- 
ticipou com 65 artigos em congressos nacionais e 
internacionais. Já orientou 15 dissertações de 
mestrado e 2 teses de doutorado. Já participou de 
projeto PRONEX do CNPq e de Temático da 
FAPESP, coordena convênio de cooperação aentí- 
fica internacional Bmsjl-Portugal e é representante 
da UFSCar na Rede P b e t . 
L 
Sebastião V. Canevarolo Ir. 
Um texto basico para tecnólogos e engenheiros 
Za edição 
Revisada e ampliada 
Copyright &quot; 2002 by Artliber Editora Ltda. 
Copyright &quot; 2002 by Artliber Editora Ltda. 
Revisão: 
Afíaria Aparecida A. Saímemn 
Maria Anfonieta Marchiori Eckersdorf 
Capa e Composição eletrônica: 
E p a ~ o Editorial 
1&quot; edição - 2002 
2&quot; edição - 2006 
Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) 
(Câmara Brasileira do h r o , SP, Brasil) 
Canevarolo Jr., Sebasuão V. 
Ciência dos polirneros: um testo básico para 
tecnólogos e engenheiros / Sebastião 1'. Canevarolo Jr. 
-- São Paulo: Artliber Editora, 2002. 
1. Polímeros e polimerização I. Titulo 
índices para catálogo sistemático: 
1. Ciência dos polímeros: Materiais: 
Engenharia 620.192 
2. Polírnrros: Ciência dos materiais: 
Engenharia 620.192 
Todos os h e i t o s desta edição reservados à 
Artiiber Editora Ltda. 
Rua Diógenes Ribeiro de Lima, 3.294 
05083-010 - Sào Paulo - SP - Brasil 
Tel. + 55 11 3832-5223 
Fax + 55 11 3832-5489 
info@artliber.com.br 
www.artliber.com.br 
Obra selecionada -. convênio Artliber - ABPoL 
ABPol Associação Brasileira de Polímeros 
Caixa Postal 490 
13560-970 - São Carlos - SP 
abpol@linkway.com.br 
www.abpol.com.br 
Às cinco mulheres da minha vida, que 
por serem muitas, não conseguem ser 
consensuais, pemitindo assim que eu 
tenha aquiIo que mais prep na vida: 
minha liberdade. 
A o assumir a honrosa responsabilidade de apresentar o livro do 
Professor Sebastião Canevarolo, tomei a iniciativa de contatar alguns de 
seus ex e atuais alunos e orientados para obter uma avaliação informal de 
suas aulas e de suas habilidades didáticas. As opiniões convergiram para três 
pontos: competência, simplicidade e transparência. Seria impossível encontrar 
uma combinação de palavras tão feliz para definir esta obra como a reportada 
por seus alunos: Ciência dos Polímeros do Professor Sebastião Canevarolo 
é uma obra ampla, profunda e competente que versa sobre os princípios e 
conceitos básicos que suportam a Ciência e Tecnologia dos Polímeros; o 
livro é igualmente muito oportuno por se inserir em um ramo da Ciência dos 
materiais que apresenta carência crônica de informações atualizadas no Bra- 
sil; o livro é também surpreendente ao tratar de assuntos estruturalmente 
complexos e de terminologia intrincada, com invejável simplicidade sem 
jamais se aproximar do indesejado simplismo e sem perder a necessária e 
adequada profundidade; por fim, a edição em língua portuguesa permite o 
acesso, sem restrições idiomáticas, de qualquer estudante, técnico, tecnólogo, 
pesquisador ou engenheiro do Brasil aos fundamentos evolutivos da Ciên- 
cia dos Polímeros. 
A Associação Brasileira de Polímeros (ABPol), sente-se honrada em 
poder apresentar, promover e patrocinar o livro Ciência dos Polímeros do Pro- 
fessor Sebastião Canevarolo em projeto conjunto com a Artliber Editora. A 
obra certamente contribuirá para o enriquecimento pedagógico e o aperfeiçoa- 
mento da mão de obra acadêmica e de pesquisa e desenvolvimento de materiais 
poliméricos. 
Domingos A. Jafeelice 
Presidente da ABPol - Associação Brasileira de Poiímeros 
E s t e livro é uma versão melhor organizada das notas de aulas que 
tenho utilizado nas disciplinas &quot;Introdução aos Materiais Poliméricos&quot; ofereci- 
da às turmas de graduação do curso de Engenharia de Materiais do Departa- 
mento de Engenharia de Materiais e da disciplina &quot;Fisico-Química de Políme- 
ros&quot; oferecida na pós-Graduação em Ciências e Engenharia de Materiais, am- 
bos da Universidade Federal de São Carlos. Nestas quase duas décadas em que 
tenho estado envolvido com estas disciplinas, muito se desenvolveu e se desco- 
briu na área de síntese e tecnologia dos materiais poliméricos. Não obstante a 
todo este frenético desenvolvimento, os conceitos básicos aqui abordados, defi- 
nidos principalmente pelos grandes nomes da ciência dos polímeros, como 
Staundinger e Carothers na década de 1920, Ziegler e Natta na década de 1950 
e Flory, para mencionar apenas alguns, têm se mantido constantes, pois, por 
serem gerais, têm a grandeza da universalidade. Tais nomes devem nos servir 
de exemplos e se não conseguunos imitá-los, pois somos apenas normais, deve- 
mos pelo menos tentar seguir seus exemplos de paciência, insistência e crença 
na ciência. Pois o universal sempre é simples, nós em nossa pequenez de espíri- 
to é que o complicamos muitas vezes, de forma inconsciente, para dar a falsa 
impressão de que o temos entendido. Após tantos anos ainda me emociono 
quando discuto conceitos tão corriqueiros como cristahidade, taticidade e tem- 
peratura de fusão. Entendê-los profundamente e aplicá-los às nossas necessida- 
des têm permitido resolver de forma científica problemas cotidianos, contribu- 
indo para que o nosso País sobreviva nesta febre do mundo globalizado. Pois 
um país é feito de homens, alguém já disse, de homens que têm a consciência de 
que o conhecimento é sua única arma para vencer. 
Caro leitor, que minha dificuldade ou talvez até incapacidade de expres- 
sar claramente tais conceitos e achados de tão ilustres Homens não o desanime 
a obter, você também, esta arma. Leia sem pressa, reflita cada conceito, ultra- 
passe o próprio texto, dê asas à sua imaginação lógica, isto ihe dará confiança, e 
sua contribuição à sociedade será maior e mais agradável. Isto é o que um país 
pede aos seus £&os. 
Boa leitura! 
S. V: Canevarolo Jr. 
São Carlos,